Bilionário perdeu time da NBA por racismo; mas quem perde dinheiro é ex-namorada, pivô do caso

ESPN.com.br
Getty
Shelly Sterling e Donald Sterling
Shelly Sterling e Donald Sterling

Por ter dito insultos racistas em uma gravação telefônica, Donald Sterling foi banido da NBA e teve que vender o Los Angeles Clippers, hoje em posse de Steve Ballmer, ex-CEO da Microsoft. Mas quem o "entregou" através das gravações, na verdade, acabou perdendo mais.

Sterling falou insultos racistas durante uma gravação telefônica com sua ex-namorada V.Stiviano, que entregou as provas para a NBA. Stiviano, porém, é quem mais saiu perdendo entre os dois.

Enquanto Sterling comprou os Clippers na década de 80 por US$ 12 milhões e vendeu por US$ 2 bilhões para Ballmer, Stiviano perdeu US$ 2,6 milhões (cerca R$ 9 milhões) na Justiça.

Mulher do ex-dono dos Clippers, Shelly Sterling, que se separou do marido, entrou com uma ação na Justiça dizendo que Stiviano mirava homens ricos e mais velhos, tentando se aproveitar disso.

Getty
Donald Sterling, dono do LA Clippers, e a ex-namorada V Stiviano
Sterling e a ex-namorada V Stiviano

Shelly alegou que Donald Sterling usou dinheiro do casal para comprar uma Ferrari, dois Bentleys e uma Range Rover para Stiviano, além de um apartamento duplex no valor de US$ 1,8 milhão.

A Justiça definiu que Stiviano tem que pagar US$ 2,6 milhões pelo caso.

A lista de presentes, segundo o jornal Los Angeles Times, ainda inclui uma fantasia de Coelhinho da Páscoa de US$ 391 (R$ 1,3 mil), um liquidificador de US$ 299 (R$ 1 mil) e uma calcinha de couro de US$ 12 (R$ 42).

Comentários

Bilionário perdeu time da NBA por racismo; mas quem perde dinheiro é ex-namorada, pivô do caso

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.