Ditador fez estádio mais bonito da Europa, pôs neto para jogar e está perto da Champions

ESPN.com.br
Alexander Hassenstein/Bongarts/Getty Images
Alemanha Treino Astana Arena Cazaquistão 21/03/2013
A moderníssima Astana Arena, casa do FC Astana: R$ 650 milhões

Nesta terça-feira, o desconhecido FC Astana, do Cazaquistão, marcou aos 48 do segundo tempo, venceu o HJK, da Finlândia, por 4 a 3, e ganhou o direito de disputar o playoff que dá direito à vaga na fase de grupos da Uefa Champions League. Se você nunca ouviu falar do clube da capital cazaque, prepare-se, pois o ditador do país está fazendo (e gastando) de tudo para transformar a equipe azul e amarela em uma potência.

Fundado em 2008 como Lokomotiv Astana, o time mudou para seu nome atual em 2011. Ele foi criado para que a cidade de Astana, que foi promovida a capital do Cazaquistão em 2007, tivesse um clube esportivo. Em pouco tempo, a equipe já se tornou dominante no futebol da nação, e conquistou o último campeonato nacional, acabando com o favoritismo dos tradicionais Kairat Almaty e Shakhter Karagandy. Além disso, tem dois títulos da Copa do Cazaquistão (2010 e 2012).

Com o time em franco crescimento, o ditador Nursultan Nazarbaev, que está no poder desde 1991, quando o país ficou independente com a desintegração da União Soviética, vem usando o FC Astana como meio de promoção do país em torneios esportivos. Para isso, usou o Samruk-Kazyna, fundo que controla as companhias estatais de gás, petróleo e urânio (entre muitas outras coisas, como correios e ferrovias), para injetar dinheiro no clube e transformar a agremiação em uma potência.

STANISLAV FILIPPOV/AFP/GETTY IMAGES
Astana HJK Champions 05/08/2015
FC Astana foi o último campeão cazaque

A influência de Nazarbaev no time é total. Apontado como presidente de honra do Astana, ele colocou até seu neto, Aysultan Nazarbayev, para jogar pela equipe, apesar dos poucos dotes futebolísticos do garoto.

Além disso, construiu a moderníssima Astana Arena, estádio de R$ 650 milhões que foi inaugurado em 2009, e deu de presente ao clube. Projetada pelo estúdio Populous, o mesmo que redesenhou Wembley, em Londres, o campo foi descrito pelo presidente da Uefa, Michel Platini, como "o mais bonito da Europa". Ele também virou casa da seleção.

O elenco do FC Astana é, de longe, o mais caro do Cazaquistão. Segundo o site Transfermarkt, vale R$ 52,5 milhões. O time também paga os maiores salários entre todas as agremiações da Premier League cazaque.

"Nosso país vem alcançando resultados significantes não só na economia, mas também nos esportes. Tivemos sete medalhas de ouro e o 12º lugar geral em Londres-2012 para comprovar isso. O Cazaquistão tem que se tornar uma potência mundial dos esportes. Temos uma constelação de atletas brilhantes, que glorificam a nação com suas vitórias", disse o ditador, ao jornal Astana Times.

"E não planejamos parar. Temos que cada vez mais elevar o nível de nossa administração esportiva. O Cazaquistão tem que ser conhecido como uma nação de vencedores", completou o político, firme e forte aos 75 anos de vida.

Divulgação
Astana Arena
O exterior da Astana Arena, para 30 mil pessoas

O único problema que o Astana vem enfrentando até agora é a falta de empatia. Descrito como um clube "artificial", sem as mesmas honras e glórias de seus principais adversários, o time tem públicos pequenos em seus jogos em casa - raramente passa dos 5 mil torcedores, sendo que a Astana Arena comporta 30 mil pessoas.

Isso vem mudando na Liga dos Campeões, porém. Nas eliminatórias até agora, a equipe tem conseguido públicos de mais de 20 mil, além de ter protagonizado duelos emocionantes contra Maribor (que disputou a última Liga) e HJK. No playoff, que será sorteado na sexta-feira, o clube já sabe que fugiu dos grandes, como Manchester United, Bayer Leverkusen, Valencia, Sporting e Lazio, o que só aumenta as chances de disputar sua primeira Champions na história.

Apesar do sucesso esportivo, o governo de Nursultan Nazarbaev, é marcado por escândalos de corrupção e acusações de violações aos direitos humanos. Em maio de 2007, o próprio ditador (que na verdade tem o título de presidente) sancionou a lei que o permite tentar a reeleição quantas vezes quiser. Depois que ele morrer, porém, os governantes do país só serão autorizados a terem mandatos de cinco anos.

Além disso, ele é acusado de mandar prender desafetos e inimigos políticos sem motivo. Um dos casos mais famosos é o de Mukhtar Dzhakishev, ex-presidente da companhia estatal de energia nucler do país.

REUTERS/Denis Balibouse
Nursultan Nazarbayev Presidente Cazaquistão Encontro World Trade Organization Genebra Suiça 27/07/2015
Nursultan Nazarbayev, o 'dono' do Cazaquistão

Segundo contou seu filho, Aigerim, ao jornal The Guardian, seu pai está detido sem explicações desde 2009. Uma das hipóteses é que Mukhtar deu preferência a acordos com Canadá e Japão, que seriam mais vantajosos para o país, ao invés da Rússia. Como o presidente russo, Vladimir Putin, é muito próximo a Nursultan Nazarbaev, isso pode ter desagradado e terminado na prisão do executivo.

Além do FC Astana, aliás, a ditadura do Cazaquistão ainda financia outras equipes esportivas, como o time de hóquei Barys Astana, o time de basquete Club Astana e a equipe Astana de ciclismo, que disputa grandes competições, como o Tour de France.

Comentários

Ditador fez estádio mais bonito da Europa, pôs neto para jogar e está perto da Champions

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.