Destaques, palpites e raio-x de todas equipes: o guia do Campeonato Inglês 2015/16

André Donke, Henrique Munhos, Leonardo Ferreira e Lucas Turco, do ESPN.com.br *
Viradas milagrosas, chuva de gols e emoção até o fim; relembre 7 jogos históricos do Inglês

A mais badalada das ligas nacionais está de volta. O Campeonato Inglês, que tem transmissão dos canais ESPN, volta neste sábado, e o ESPN.com.br preparou um guia completo. O fã do esporte pode conferir as principais mudanças e todas as informações de cada um dos 20 participantes da competição.

Além disso, o ESPN.com.br palpitou como será o desempenho das equipes, levando em conta o número de vagas disponíveis para a Uefa Champions League (quatro), Liga Europa (a princípio, uma) e rebaixados (três) - qual é o seu palpite?

Campeonato mais lucrativo do mundo, o Inglês teve transferências milionárias mais uma vez. A mais cara delas foi Sterling, que deixou o Liverpool rumo ao Manchester City por 49 milhões de libras. Schweinsteiger, no Manchester United, Cech, no Arsenal, Falcão Garcia, no Chelsea, e Firmino e Benteke, no Liverpool, são outras caras novas.

A bola rola a partir deste sábado, às 8h45, quando Manchester United e Tottenham se enfrentam com transmissão da ESPN Brasil.

 

Se tinha um jeito para o torcedor do Arsenal começar a temporada esperançoso, isso aconteceu no último domingo. Os Gunners superaram o Chelsea por 1 a 0 e conquistaram a Supercopa da Inglaterra, na primeira vitória de Arsene Wenger sobre José Mourinho. Os mais receosos, contudo, falarão que o time dá esperanças todo ano, mas que tudo cai por terra devido a lesões dos principais jogadores e tropeço nos clássicos. O elenco segue o mesmo em comparação com 2014/2015, mas com uma mudança fundamental: Petr Cech. Finalmente o Arsenal tem um goleiro que impõe respeito. Resta saber se terá fôlego para voltar a conquistar o Campeonato Inglês e não se contentar apenas com vaga na Champions League.

Time base

Cech, Bellerín, Mertesacker, Koscielny e Monreal; Coquelin, Ramsey (Wilshere), Cazorla, Ozil e Sánchez; Walcott (Giroud)

  • Cotação ESPN

    Champions League

    principal reforço

    Petr Cech

    fique de olho

    Bellerín

  • Destaque

  • Alexis Sánchez, atacante

Em um time que ficou em 17° lugar na última Premier League, uma posição acima da degola, e o que acontece de principal para a temporada seguinte é a perda de seus dois principais jogadores, não há muito o que se esperar a não ser novamente a luta contra o rebaixamento. O Aston Villa perdeu Benteke, o craque do time, para o Liverpool e Fabian Delph para o Manchester City. Para repor os dois jogadores, a equipe comandada por Tim Sherwood trouxe cinco reforços e apostou no futebol francês - de lá vieram Gueye (Lille), Amavi (Nice), Jordan Ayew (Lorient) e Veretout (Nantes). Mas o torcedor do Aston Villa pode esperar outra temporada difícil: se livrar do rebaixamento já seria uma conquista.

Time base

Guzan; Richards, Senderos, Okore e Crespo; Westwood, Sánchez e N'Zogbia; Agbonlahor, Grealish (Gil) e Jordan Ayew

  • Cotação ESPN

    Rebaixamento

    Principal reforço

    Jordan Ayew

    fique de olho

    Scott Sinclair

  • Destaque

  • Brad Guzan, goleiro

Em 2009/2010, o Bournemouth estava na quarta divisão. Sete temporadas depois, o time fará sua estreia na elite inglesa. Campeão da segunda divisão com 90 pontos conquistados em 46 jogos, o time da cidade localizada a Sudoeste de Londres chega para tentar não cair logo na sequência de conseguir o maior feito da história. Para reforçar o elenco, foram gastos 25 milhões de euros em apenas dois jogadores: o lateral-esquerdo Mings, do Ipswich Town, e o meia marfinense Gradel, do Saint-Etienne. Outras apostas interessantes são o meia Atsu, emprestado pelo Chelsea, e o atacante Tomlin, que era do Middlesbrough, além da contratação em definitivo do goleiro Boruc, que atuou emprestado pelo Southampton na campanha do acesso.

Time base

Boruc; Francis, Distin, Elphic e Mings; Richie (Atsu), Arter, Surman e Gradel; Wilson e Kermorgant (Tomlin)

  • Cotação ESPN

    Rebaixamento

    Principal reforço

    Max Gradel

    Fique de olho

    Chrstian Atsu

  • Destaque

  • Harry Arter, meia

Depois de ganhar o Campeonato Inglês com folga – três rodadas de antecedência – na última temporada, o Chelsea apostou na manutenção do elenco campeão. Enquanto os times de Manchester buscam se reformar e ainda tentam encontrar um padrão, o Chelsea já conta com uma base entrosada e tem tudo para conseguir nova taça. Além disso, o ataque dos Blues promete ser mais ameaçador. Enquanto Diego Costa já estará mais adaptado do que sua temporada de estreia na Inglaterra, Falcao García chega como opção no banco e com uma ótima oportunidade para se reerguer após a lesão que o tirou da Copa do Mundo e a passagem sem brilho pelo Manchester United.

Time base

Courtois; Ivanovic, Terry, Cahill e Azpilicueta; Matic e Fábregas; Willian, Oscar (Ramires) e Hazard; Diego Costa

  • Cotação ESPN

    Campeão

    Principal reforço

    Falcao García

    Fique de olho

    Kurt Zouma

  • Destaque

  • Eden Hazard, meia

Muito desacreditado em 2014/15, o Crystal Palace começou mal o campeonato e se desenhava como uma das equipes que brigariam contra o rebaixamento. A partir da metade do torneio, no entanto, após a chegada do técnico Alan Pardew, o clube deu uma grande arrancada e terminou numa sólida 10ª colocação, à frente de equipes como Everton, West Ham, Aston Villa e Newcastle. A base montada por Pardew foi mantida, e destaques como o habilidoso atacante Yannick Bolasie, o jovem meia Wilfried Zaha e os experientes Julián Speroni (goleiro) e Mile Jedinak (meia) seguem no time. Se juntaram a eles os atacantes Connor Wickham, autor de seis gols pelo Sunderland, e Patrick Bamford, emprestado pelo Chelsea e destaque do Middlesbrough na segunda divisão, além do goleiro Alex McCarthy (QPR), do meia Bakary Sako (Wolverhampton) e do volante Yohan Cabaye, ex-Paris Saint-Germain, principal contratação do Palace. A aposta fica por conta de Dwight Gayle, de apenas 23 anos, que foi dez vezes às redes na última Premier League.

Time base

Speroni; Kelly, Dann, Delaney e Ward; Jedinak, Cabaye e Ledley; Bolasie, Gayle e Puncheon (Sako)

  • Cotação ESPN

    Meio da tabela

    Principal reforço

    Yohann Cabaye

    Fique de olho

    Dwight Gayle

  • Destaque

  • Yannick Bolasie, atacante

A última temporada marcou a pior classificação do Everton nos últimos 11 anos. O time não encaixou, sofreu com lesões e terminou no 12º lugar. Então, a solução era uma faxina geral e começar tudo do zero, certo? Errado. Roberto Martínez segue no comando e o elenco mudou muito pouco. O principal destaque fica por conta de Deulofeu, jovem da base do Barcelona que já havia atuado por empréstimo no time do azul da Inglaterra e agora chega em definitivo. Com Baines, Mirallas, Barkley e Lukaku, entre outros, o Everton pode voltar a fazer bom papel.

Time base

Howard; Coleman, Jagielka, Stones e Baines; Barry, McCarthy (Cleverley) e Barkley; Mirallas, Deulofeu (Naismith) e Lukaku

  • Cotação ESPN

    Meio de tabela

    principal reforço

    Gerard Deulofeu

    fique de olho

    John Stones

  • Destaque

  • Romelu Lukaku, atacante

Depois de figurar na zona de rebaixamento, sobretudo na lanterna, por mais da metade da última temporada, o Leicester se livrou da queda em grande estilo – foram sete vitórias, um empate e uma derrota nas últimas nove rodadas. E, além da arrancada final, o torcedor tem outros motivos para acreditar em um bom papel em 2015-16. O elenco foi fortalecido por jogadores experientes -  quatro dos cinco reforços têm pelo menos 28 anos - e ganhou boas peças em todos os setores. Para a defesa, vieram os zagueiros Robert Huth (ex-Chelsea e seleção alemã) e Yohan Benalouane e o lateral esquerdo Christian Fuchs, que é conhecido por bater muito bem na bola. Além disso, chegaram o meio-campista N'Golo Kanté (custou 9 milhões de euros) e o atacante Shinji Okazaki, que brilhou na Bundesliga nos últimos anos e fez o time inglês desembolsar 11 milhões de euros.

Time base

Schmeichel; Wasilewski, Benalouane e Morgan; Albrighton, Mahrez, Kanté (Drinkwater), Schlupp e Fuchs (King); Okazaki e Ulloa

  • Cotação ESPN

    Meio de tabela

    Principal reforço

    Shinji Okazaki

    Fique de olho

    Riyad Mahrez

  • Destaque

  • Leonardo Ulloa, atacante

Redenção. Esta é a palavra que define a temporada de 2015/16 do Liverpool que está para começar, a primeira sem o ídolo eterno Steven Gerrard, que se transferiu para o LA Galaxy-EUA. Em 2014/15, mesmo gastando muito, os “Reds” decepcionaram e ficaram de fora da Champions League após terminarem na quinta colocação. Na própria competição continental, inclusive, o clube terminou na terceira posição no grupo B, de Real Madrid, Basel-SUI e Ludogorets-BUL, e foi para a Liga Europa, onde também deu vexame: eliminação nos pênaltis para o Besiktas. Dentre os cinco principais times, o Liverpool foi o que mais contratou na janela de transferências do verão. Chegaram ao clube o goleiro Adam Bogdan (Bolton), o zagueiro Joe Gomez (Charlton), o lateral-direito Nathaniel Clyne (Southampton), os meias Allan (Internacional), Roberto Firmino (Hoffenheim) e James Milner (Manchester City), além dos atacantes Danny Ings (Burnley) e Christian Benteke (Aston Villa). De quebra, recebeu também avante Divock Origi, comprado em janeiro. O belga estava emprestado ao Lille-FRA e é o atleta para se ficar de olho nesta temporada.

Time base

Mignolet; Skrtel, Can e Sakho; Clyne, Henderson, Roberto Firmino, Phillipe Coutinho e Alberto Moreno; Sturridge e Benteke

  • Cotação ESPN

    Liga Europa

    Principal reforço

    Roberto Firmino

    Fique de olho

    Divock Origi

  • Destaque

  • Philippe Coutinho, meia

A temporada de 2014/15 do Manchester City não foi a esperada pelo torcedor da equipe. Apesar de ter terminado com o vice-campeonato do Inglês, ficou oito pontos atrás do campeão Chelsea. Na Champions League, passou “na bacia das almas” em segundo lugar no grupo que ainda tinha Bayern de Munique-ALE, Roma-ITA e CSKA Moscou-RUS e teve o azar de pegar o Barcelona – que mais tarde se sagraria vencedor da competição - logo nas oitavas. Mesmo assim, os ‘Citizens’ não têm só o que lamentar. A equipe teve o melhor ataque da Premier League, com 81 gols marcados – 26 deles do argentino Kun Aguero, destaque do elenco – e a quarta melhor defesa, com apenas 28 gols sofridos, que rendeu a “Luva de Ouro” ao goleiro Joe Hart. Para esta temporada, o City contratou pouco, mas de forma pontual. O jovem e badalado atacante Raheem Sterling chega a peso de ouro do Liverpool, enquanto o volante Fabian Delph, ex-Aston Villa, ajuda a reforçar o bom meio-campo de Manuel Pellegrini.

Time base

Hart; Zabaleta, Demichelis, Kompany e Clichy; Fernandinho, Fernando (Delph), Touré, David Silva e Sterling (Navas); Aguero.

  • Cotação ESPN

    Champions League

    Principal reforço

    Raheem Sterling

    Fique de olho

    Fabian Delph

  • Destaque

  • Sergio Aguero, atacante

Se a primeira temporada foi para se ambientar, Van Gaal terá que mostrar serviço no Manchester United no seu segundo ano no comando do time. E brigar pelo título do Campeonato Inglês é o mínimo que os torcedores esperam, afinal, a equipe não fica três temporadas seguidas sem levantar o troféu nacional há 10 anos. Investimento para acabar com o pequeno jejum não faltou. O campeão do mundo Schweinsteiger chegou para ser o dono do meio-campo, algo que Di María, vendido ao PSG, nunca conseguiu. Junto com o alemão vieram nomes importantes como Schneiderlin, Depay e Darmian. Resta saber se o time, que não conta com muitos nomes para o ataque além de Rooney e já vem se acostumando com inúmeras improvisações na zaga, terá força para vencer o Inglês pela 21ª vez.

Time base

De Gea; Darmian, Jones, Rojo e Blind (Shaw); Schneiderlin e Schweinsteiger; Young (Herrera), Mata e Depay; Rooney

  • Cotação ESPN

    Champions League

    Principal reforço

    Bastian Schweinsteiger

    Fique de olho

    Morgan Schneiderlin

  • Destaque

  • Wayne Rooney, atacante

Após campanha decepcionante na última temporada, tendo lutado contra a queda e terminado em 15º lugar, o Newcastle ainda está distante dos times do primeiro e segundo escalões, mas investiu pesado (50,5 milhões de euros) em três reforços para, ao menos, conseguir figurar na metade superior da classificação. Além de manter o elenco da última temporada, os Magpies, agora comandados por Steve McLaren, ex-seleção inglesa (foto), gastaram mais de 30 milhões de euros para contar com o zagueiro Chancel Mbemba e o goleador Aleksandar Mitrovic (ambos de 20 anos). O clube ainda pagou 20 milhões de euros pelo meio-campista Georginio Wijnaldum, do PSV. O grande obstáculo será melhorar a defesa, a segunda mais vazada da última Premier League.

Time base

Krul; Janmaat, Mbemba, Coloccini e Dummett (Haidara); Colback e Taylor (Anita); Cabella, Sissoko e Wijnaldum; Mitrovic

  • Cotação ESPN

    Meio de tabela

    Principal reforço

    Georginio Wijnaldum

    Fique de Olho

    Aleksandar Mitrovic

  • Destaque

  • Moussa Sissoko, atacante

O Norwich retorna à primeira divisão como um dos grandes favoritos a voltar para a Championship. Apesar de ter ficado apenas três pontos atrás do Watford na segunda divisão nacional, o elenco é bem mais fraco e terá dificuldades na Premier League. Foram apenas cinco contratações, sendo três sem custos (os meias Graham Dorrans e Youssuf Mulumbu, ambos do West Bromwich, e o goleiro Jake Kean, do Blackburn) e uma por empréstimo (o lateral Andre Wisdom, do Liverpool). A mais cara delas chegou do Hull City: o meia Robbie Brady, de 23 anos, foi contratado por 10 milhões de euros. O time ainda recebeu de volta o atacante Ricky Van Wolfswinkel, que estava emprestado ao Saint-Etienne-FRA. Os destaques ficam por conta do atacante Cameron Jerome, artilheiro da equipe na última temporada com 21 gols, e o meia-atacante Nathan Redmond, de apenas 20 anos, autor de sete tentos.

Time base

Ruddy; Martin, Bassong, Whittaker, Olsson; Mulumbu (Dorrans), Tettey, Redmond e Johnson; Hoolahan e Jerome

  • Cotação ESPN

    Rebaixamento

    Principal reforço

    Robbie Brady

    Fique de olho

    Nathan Redmond

  • Destaque

  • Cameron Jerome, atacante

Por que duvidar do Southampton? Depois de um honroso oitavo lugar e perder cinco jogadores importantes (Lovren, Chambers, Shaw, Lallana e Lambert) em 2013-14, o clube conseguiu ir ainda melhor, terminar em sétimo e se classificar à Liga Europa. Para 2015-16, o clube vendeu só dois titulares (o lateral-direito Clyne e o volante Schneiderlin), mas não só repôs as peças como reforçou o elenco em outros setores. Chegaram os laterais-direito Martina (Twente) e Cédric Soares (Sporting) e o volante Clasie (Feyenoord) para substituir a dupla negociada. O clube ainda trouxe o zagueiro Caulker (QPR), o atacante Juanmi (Málaga) e o goleiro Maarten Stekelenburg (chega a para a vaga do lesionado Fraser Forster). Com o bom futebol dos reforços, o fortalecimento do elenco e a chegada de jovens promissores (dos quatro citados, Martina, de 25 anos, é o mais velho), o torcedor do Southampton pode sonhar com a vaga à Liga Europa novamente.

Time base

Stekelenburg; Cédric, Caulker, José Fonte e Bertrand; Davis, Clasie e Wanyama (Ward-Prowse); Tadic, Pellè e Mané

  • Cotação ESPN

    Meio de tabela

    Principal reforço

    Jordy Clasie

    Fique de olho

    Sadio Mané

  • Destaque

  • José Fonte, zagueiro

O Stoke City alcançou sua melhor campanha na história do Campeonato Inglês ao terminar na nona colocação na temporada passada. Mas, engana-se quem pensa que as pretensões da equipe seguirão as mesmas. O time treinado por Mark Hughes sonha alto e acredita que pode se classificar para competições europeias. Para que o sonho vire realidade, o clube se mexeu no mercado. Após perder Begovic (Chelsea) e N’Zonzi (Sevilla), o time trouxe reforços importantes como Affelay (Olympiakos), Glen Johnson (Liverpool), Van Ginkel (Chelsea), Joselu (Hannover 96) e Given (Aston Villa). Se os novos nomes se entrosarem rapidamente com os jogadores que já estão na equipe, não se surpreenda em ver o Stoke brigando na parte de cima da tabela.

Time base

Given (Butland); Johnson, Shawcross, Wollscheid e Muniesa (Pieters); Whelan, Adam e Ireland (Van Ginkel); Affelay (Arnautovic), Diouf (Crouch) e Bojan.

  • Cotação ESPN

    Meio da tabela

    Principal reforço

    Ibrahim Affelay

    Fique de olho

    Marco van Ginkel

  • Destaque

  • Bojan Krkic, atacante

Uma das melhores notícias do Sunderland neste mercado de transferências veio, na verdade, da beira do campo. Depois de se tornar um ‘herói instantâneo’ ao salvar a equipe do rebaixamento no último Campeonato Inglês, o técnico Dick Advocaat decidiu ficar e, com mais tempo para acertar a equipe, tentará mais do que a modesta 16ª colocação da temporada passada. Para isso, o Sunderland, segundo pior ataque do último campeonato, contratou Lens, da seleção holandesa, para o setor ofensivo. Na defesa, Coates, agora em definitivo no time, terá a companhia de Kaboul, ex-Tottenham. O clube, no entanto, deve pensar primeiro em se livrar do rebaixamento antes de qualquer outra previsão mais otimista.

Time base

Pantilimon; O'Shea, Kaboul, Coates (Brown) e Aanholt; Cattermole, Rodwell, Larsson (Jordi Gómez); Johnson (Ricky Álvarez), Lens e Defoe

  • Cotação ESPN

    Meio da tabela

    Principal reforço

    Jeremain Lens

    Fique de olho

    Patrick van Aanholt

  • Destaque

  • Adam Johnson, meia

O Swansea vem embalado pela melhor campanha da história, tendo terminado a última temporada na oitava posição. Dirigido por Garry Monk, 36 anos, ex-jogador do próprio Swansea, o time galês manteve as principais peças e ainda trouxe reforços interessantes. O principal deles veio de graça: André Ayew, meia ganês contratado após fim de contrato com o Olympique de Marselha. Além deles, chegaram o atacante Éder, do Braga e da seleção portuguesa, e Tabanou, lateral-esquerdo do Saint-Etienne.

Time base

Fabianski, Naughton, Williams, Fernández e Tabanou; Ki, Shelvey (Cork) e Sigurdsson; Ayew, Montero (Dyer ou Routledge) e Gomis (Éder)

  • Cotação ESPN

    Meio de tabela

    principal reforço

    André Ayew

    fique de olho

    Franck Tabanou

  • Destaque

  • Gylfi Sigurdsson, meia

A receita do Tottenham neste mercado de transferências para melhorar a quinta colocação da temporada passada era evidente. Para uma equipe que foi à Liga Europa mesmo sendo a quinta mais vazada do Campeonato Inglês, nada melhor do que reforçar a defesa. O time de Londres então foi às compras e trouxe Alderweireld (Atlético de Madri), Wimmer (Colônia) e Trippier (Burnley). No entanto, o sonho de voltar à Champions League não será possível se a equipe não mantiver o bom desempenho no ataque. A boa notícia nesse caso é que o Tottenham resistiu ao assédio do mercado em cima do artilheiro Harry Kane, que tem tudo para seguir liderando a equipe. Ah, e o Paulinho? Tanto não estava nos planos de Pochettino que foi parar no Guangzhou Evergrande, da China.

Time base

Lloris; Walker, Alderweireld, Fazio (Wimmer) e Vertoghen; Dembélé, Bentaleb, Eriksen, Lamela e Townsend; Kane.

  • Cotação ESPN

    Meio de tabela

    Principal reforço

    Toby Alderweireld

    Fique de olho

    Nabil Bentaleb

  • Destaque

  • Harry Kane, atacante

O tradicional clube de Hertfordshire está de volta à primeira divisão. E engana-se quem pensa que já chega como candidato a novo rebaixamento. Em 2014/15, o Watford terminou na segunda colocação da Championship com 89 pontos, um a menos que o campeão Bournemouth, e recebeu bom investimento para se manter na Premier League. A equipe manteve praticamente toda a base que foi vice-campeã da segunda divisão, gastou quase 30 milhões de euros e fez contratações importantes para 2015/16. Chegaram ao clube os bons meias Étienne Capoue (Tottenham), José Manuel Jurado (Spartak Moscou-RUS), Valon Behrami (Hamburgo-ALE), além dos defensores Miguel Britos (Napoli-ITA), Sebastian Prödl (Werder Bremen) e José Holebas (Roma-ITA). Olho nos atacantes Troy Deeney – artilheiro na última temporada com 21 gols – e Matej Vydra, ex-Udinese, que fez outros 16. Na defesa, o experiente brasileiro Gomes dá tranquilidade ao gol da equipe.

Time base

Gomes; Angella, Cathcart, Britos; Paredes, Capoue, Behrami, Abdi (Jurado) e Holebas; Deeney e Vydra

  • Cotação ESPN

    Meio da tabela

    Principal reforço

    José Manuel Jurado

    Fique de olho

    Matej Vydra

  • Destaque

  • Troy Deeney, atacante

Um dos times que costuma frequentar a metade inferior da classificação, o West Bromwich fez campanha relativamente segura na última temporada, mas ficou longe de incomodar as principais equipes, o que deve se repetir nesta temporada. Porém, o torcedor tem motivos para se sonhar com algo melhor do que o 14º lugar da última campanha. Afinal, a equipe reforçou o ataque, sua maior carência – foi o quinto time com menos gols na Premier League 2014-15. O clube contratou Rickie Lambert, que passou sem brilho no Liverpool após se destacar no Southampton. Além disso, manteve Saido Berahino, autor de 14 gols na edição anterior do Inglês. Na zaga, o destaque é a chegada de James Chester, ex-Hull City, por mais de 11 milhões de euros.

Time base

Foster; Dawson, McAuley (Olsson), Chester e Lescott; Yacob, Gardner (McClean) e Morrison; Berahino, Lambert e Brunt

  • Cotação ESPN

    Meio da tabela

    Principal reforço

    James Chester

    Fique de olho

    Rickie Lambert

  • Destaque

  • Saido Berahino, atacante

Incógnita. Esse é o West Ham para esta temporada. O time londrino, que terminou o primeiro turno de 2014/2015 na sexta posição, a dois pontos do G-4, finalizou a campanha no 12º lugar. A queda vertiginosa causou a saída do técnico Sam Allardyce, e quem chegou para o comando foi Slaven Bilic, treinador ex-Besiktas e que comandou a seleção da Croácia. O elenco também tem boas novidades, como o zagueiro Ogbonna, ex-Juventus, e o meia Payet, líder de assistências do último Campeonato Francês com 17 passes decisivos. Nas eliminatórias da Liga Europa, torneio em que o time ganhou vaga graças ao Fair Play financeiro, o West Ham teve três jogadores expulsos em seis jogos e acabou eliminado na última quinta-feira, para o Astra Giurgiu, da Romênia.

Time base

Adrián; Jenkinson, Reid (Tomkins), Ogbonna e Cresswell; Kouyaté, Noble e Nolan (Amalfitano); Payet, Sakho e Enner Valencia (Zárate)

  • Cotação ESPN

    Meio da tabela

    PRINCIPAL REFORÇO

    Dimitri Payet

    FIQUE DE OLHO

    Manuel Lanzini

  • Destaque

  • Diafra Sakho, atacante

    * Colaboraram Guilherme Nagamine e Ricardo Zanei

Comentários

Destaques, palpites e raio-x de todas equipes: o guia do Campeonato Inglês 2015/16

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.