Sampaoli cancelou ida ao São Paulo após se irritar com entrevistas de cartolas tricolores

Diego Garcia e Vladimir Bianchini, para o ESPN.com.br
Getty
Sampaoli rejeitou o São Paulo. Meses depois, foi campeão da Copa América pelo Chile
Sampaoli rejeitou o São Paulo. Meses depois, foi campeão da Copa América pelo Chile

Bem antes de anunciar o colombiano Juan Carlos Osorio, o São Paulo já tinha fechado com um técnico: o argentino Jorge Sampaoli. Mas uma entrevista do vice Ataíde Gil Guerreiro e outra do presidente Carlos Miguel Aidar melaram toda a negociação e fizeram com que o treinador - que meses depois seria campeão da Copa América pelo Chile - se irritasse e desistisse de assumir o time tricolor.

Conforme apuração do ESPN.com.br com pessoas ligadas ao clube, a negociação entre São Paulo e Sampaoli durou meses e será contada a seguir de forma cronológica.

Tudo começou quando o time tricolor decidiu apostar no trabalho do treinador pela primeira vez. Sem contato direto com o argentino, a direção são-paulina procurou o ex-jogador e empresário Bernardo Silva, que possui amizade com o preparador de goleiros da comissão técnica do Chile, e então iniciou as conversas com Sampaoli. Ainda era novembro do ano passado.

A partir daí, as tratativas se arrastaram por alguns meses até que ocorreu um acordo, em março deste ano. Sampaoli tinha até consultado argentinos com passagem pelo Brasil, como o meio-campista D'Alessandro, do Internacional, e havia gostado do que escutou a respeito da agremiação do Morumbi. Foram cinco reuniões até o desfecho, sendo a última delas em Londres, na época em que o Chile ia enfrentar o Brasil em amistoso. O comandante definiu sua comissão técnica, entrou em acordo salarial e fechou para ser o novo treinador tricolor. 

Assim que acertou, o comandante do Chile só pediu duas coisas: sigilo absoluto, para não se prejudicar com a seleção que treinava naquele momento, e anúncio oficial apenas após a Copa América. Mesmo contrariado, o clube acabou aceitando as exigências. Só que, dias depois, pressionado por imprensa e torcida, o São Paulo abriu a boca. Primeiro, Ataíde afirmou à ESPN que o treinador seria Sabella, Luxa, Sampaoli ou Abel. Horas depois, Aidar disse a Rádio Bandeirantes que "todos os técnicos procurados querem treinar o São Paulo".

As declarações deixaram Sampaoli extremamente irritado. O técnico não queria que vazasse seu nome à imprensa para não ficar com o clima ruim dentro da seleção do Chile, que estava às vésperas de disputar uma Copa América dentro de seu país. Mandou avisar à equipe do Morumbi, portanto, que o acordo estava desfeito: "Esses caras não são sérios. Não podia vazar. Então eu não vou mais para o São Paulo", disse o técnico a interlocutores, na ocasião.

Aidar foi atrás de Alejandro Sabella, que já havia sido procurado. Mas o argentino também desaprovou as declarações mencionando seu nome e não respondeu mais aos chamados do São Paulo. Preocupado, o presidente tricolor voltou a tentar contato com o técnico do Chile de várias formas. Mandou diversos e-mails, em vão. E deu vários telefonemas até que o argentino, enfim, atendesse. Com a insistência, Carlos Miguel conseguiu marcar uma nova reunião com o técnico no Chile.

Em conversa que durou seis horas na capital Santiago, após ouvirem pessoalmente as ideias de futebol apresentadas por Sampaoli, Aidar e Ataíde se apaixonaram pelo trabalho do comandante. O presidente não pensou duas vezes e quis fazer um contrato para o técnico assinar ali mesmo, para ser anunciado somente após a Copa América - Milton Cruz comandaria a equipe até lá.

Mas, ainda magoado, o argentino voltou a criticar a falta de seriedade do clube por conta do vazamento de seu nome à imprensa às vésperas da Copa América. E foi taxativo na resposta ao presidente tricolor: só não ia mais treinar o São Paulo por considerar que a atitude são-paulina o prejudicou no Chile. E deu as conversas por encerradas. Acabaram ali as chances do futuro campeão do título mais importante da história do futebol chileno chegar ao Morumbi.

Gazeta Press
São Paulo contratou Juan Carlos Osorio no fim de maio
São Paulo contratou Juan Carlos Osorio no fim de maio

 

Comentários

Sampaoli cancelou ida ao São Paulo após se irritar com entrevistas de cartolas tricolores

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.