Agente de Neymar diz à Justiça que não examinou contrato de venda ao Barcelona

Diego Garcia, do ESPN.com.br
Divulgação/Instagran
Ex-presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, Wagner Ribeiro e Neymar Pai
Wagner Ribeiro, ex-presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu,  e Neymar Pai

Intimado após processo da DIS, do Grupo Sonda, o agente Wagner Ribeiro afirmou à Justiça de São Paulo que não possui cópias dos documentos relativos à venda de Neymar ao Barcelona, em 2013. O empresário ainda acrescentou que não examinou as minutas do polêmico contrato, que renderam inúmeros processos judiciais tanto no Brasil quanto na Espanha.

Em defesa por decisão da Justiça que o obrigava a mostrar os documentos da transação, Wagner Ribeiro disse ao sistema judiciário brasileiro que não tem nenhuma cópia dos instrumentos da negociação que, à época, foi anunciada como 58 milhões de euros, mas que depois descobriu-se que custou quase 90 milhões de euros.

"No que se refere à negociação entabulada com o Barcelona, o requerido (Wagner Ribeiro) não a conduziu, não examinou minutas e muito menos possui cópias dos instrumentos assinados. Pontua, ainda, que as propostas eventualmente enviadas por outros clubes à época, foram por certo endereçadas ao Santos Futebol Clube e não a ele pessoalmente", diz o empresário, na Justiça.

O agente, que representa o atacante Neymar desde o começo de sua carreira, afirma que jamais possuiu nenhum documento da transação, e por essa razão não pode atender a ordem dada pela Justiça de São Paulo no mês de fevereiro deste ano.

"O requerido está materialmente impedido de cumprir a ordem judicial pela singela razão de que não possui - e jamais possuiu - as cópias dos documentos listados na petição inicial", afirma Wagner Ribeiro.

O contrato detalhado da transferência do Barcelona aponta 86,2 milhões de euros como o verdadeiro valor da transferência. O Santos anunciou ter recebido, contudo, somente 17,1 milhões, dinheiro do qual 40% seria destinado para a DIS. A empresa quer o restante referente ao total da negociação.

Em recente entrevista à ESPN, Wagner Ribeiro, admitiu que a divisão do pagamento entre diversos itens fez o valor recebido pelo grupo ser muito menor do que o total do acordo. A DIS ingressou na Justiça contra o empresário para ver os documentos da transação e também processa Santos e Barcelona.

Wagner Ribeiro explica por que omitiu a negociação de Neymar da DIS
'Transferência de Neymar foi limpa e transparente', garante empresário Wagner Ribeiro
Veja a 3ª parte da explicação de Wagner Ribeiro sobre a negociação de Neymar com Barça
Empresário de Neymar diz que pagaria propina a presidente da CBF: 'Eu faria'
Comentários

Agente de Neymar diz à Justiça que não examinou contrato de venda ao Barcelona

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.