Ex-dirigente da Fifa, Jeffrey Webb concorda com extradição aos EUA

ESPN.com.br com agência Reuters
Stuart Franklin/FIFA via Getty Images
Ex-presidente da Concacaf já estava afastado de seus cargos
Ex-presidente da Concacaf já estava afastado de seus cargos

Jeffrey Webb, um dos sete dirigentes de futebol detidos na Suíça em uma investigação sobre corrupção na Fifa, concordou em ser extraditado para os Estados Unidos, informou nesta sexta-feira uma fonte com conhecimento do assunto.

A Justiça Federal suíça informou mais cedo que um dos sete dirigentes havia concordado em não recorrer contra a extradição, mas não identificou a autoridade.

A fonte, que falou sob condição de anonimato, confirmou à Reuters que Webb, um ex-vice-presidente da Fifa e presidente da Confederação da América do Norte, Central e do Caribe (Concacaf), é a autoridade em questão.

Um advogado nos EUA que representa Webb, natural das Ilhas Cayman, não quis comentar. Depois da prisão de Webb em 27 de maio, a Fifa e a Concacaf suspenderam provisoriamente Webb de seus cargos.

A Justiça suíça não detalhou quando o dirigente será enviado aos Estados Unidos sob escolta da polícia norte-americana, mas disse que a transferência deve ocorrer em um prazo de 10 dias.

Entre os sete presos, que foram detidos em uma operação da polícia suíça em um hotel de luxo de Zurique, está o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin.

As prisões provocaram um escândalo envolvendo a Fifa e levaram o presidente da entidade responsável pelo futebol mundial, Joseph Blatter, a renunciar, no começo de junho.

 

Comentários

Ex-dirigente da Fifa, Jeffrey Webb concorda com extradição aos EUA

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.