Bahia se recupera de 'dor de cabeça', vence o Paysandu e volta ao G-4

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Confira os gols da vitória por 2 a 0 do Bahia sobre o Paysandu 

A agonia pela goleada sofrida para o maior rival no último final de semana terminou. Pelo menos, aparentemente. Na noite desta terça-feira, o Bahia derrotou o Paysandu pelo placar de 2 a 0, na Arena Fonte Nova, recuperou-se da ‘dor de cabeça' chamada Vitória e voltou ao G-4 do Campeonato Brasileiro da Série B, grupo que garante o acesso à elite do futebol nacional.

[links titulo="Mais Série B"]
  • Veja como foi o tempo real e estatísticas de Bahia 2 x 0 Paysandu

  • Depois do 4 a 1 para o Vitória, o Bahia necessitava de uma reação imediata para se manter firme na briga pelo acesso. Diante dos paraenses, o time tricolor contou com grande atuação de Jacó, que marcou os dois gols do resultado positivo obtido diante dos torcedores em Salvador.

    Com a sexta vitória na Série B, o Bahia chegou aos 21 pontos e subiu para a quarta colocação; o time soteropolitano só fica atrás do América-MG, terceiro classificado, em virtude do saldo de gols. Já o Paysandu perde a chance de liderar e permanece com 22 pontos somados, no segundo posto.

    Embalado pela vitória diante de um rival direto pelo G-4, o Bahia encara no próximo sábado, às 21h (de Brasília), o Oeste, novamente na Fonte Nova. O Paysandu, em busca da recuperação, encara o Macaé já na sexta-feira, a partir das 19h30, no Estádio Moacyrzão, no Rio de Janeiro.

    O jogo

    O início foi movimentado na Fonte Nova. Apoiado pela torcida, o Bahia ameaçou a meta adversária aos cinco minutos de bola rolando, quando Eduardo aproveitou sobra na entrada da área do clube paraense e bateu forte, mas mandou por cima do gol.

    Aos poucos, no entanto, os visitantes passaram a ficar mais com a bola, mas esbarravam na marcação tricolor e não conseguiam se aproximar da área do goleiro Douglas Pires. Tanto que, aos 13 minutos, Aylon recebeu de Yago Pikachu, disparou pelo lado direito e só não concluiu a jogada porque foi travado por Robson.

    O Bahia respondeu aos 20, quando Eduardo recebeu de Maxi Biancucchi dentro da área e, cara a cara com Emerson, chutou para grande defesa do arqueiro visitante, que desviou a bola com as pernas e depois se esticou para impedir que ela cruzasse a linha.

    Os mandantes seguiram melhores na partida, aparecendo mais no campo de ataque e buscando jogar pelas laterais. Aos 42 minutos, a superioridade técnica surtiu efeito. Eduardo recebeu lançamento na ponta esquerda e cruzou rasteiro para dentro da área, onde encontrou o atacante Jacó, que chegou de trás batendo para abrir o placar.

    A primeira etapa, no entanto, ainda reservava mais emoção. Aos 45, Maxi Biancucchi recebeu lançamento, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Emerson, que cometeu pênalti e recebeu cartão amarelo. O próprio argentino partiu para a cobrança e mandou para fora, à direita da meta, perdendo grande oportunidade de ampliar.

    Apesar da frustração de antes do intervalo, a equipe mandante não se abalou e conseguiu aumentar sua vantagem logo no início da segunda etapa. Aos dois minutos, Eduardo fez boa jogada, invadiu a área e bateu para defesa de Emerson, mas o goleiro espalmou para o meio, onde Jacó apareceu para completar e fazer seu segundo na partida.

    Na sequência, por falta em Tiago Real, o 'lateral artilheiro' Yago Pikachu recebeu seu terceiro cartão amarelo, e assim desfalcará a equipe no duelo contra o Macaé pela próxima rodada. Aos sete minutos, após ser advertido, ele apareceu para fazer cruzamento na área do Bahia onde, após desvio de Fahel, Souza completou para a rede, mas estava impedido e o lance foi invalidado.

    Mesmo com a vantagem no placar, os donos da casa seguiram atacando e, aos 14 minutos, Eduardo voltou a aparecer bem na área do Paysandu e chutou forte, mas parou em Emerson, que espalmou pela linha de fundo. Aos 17, Eduardo apareceu outra vez para concluir cruzamento de Adriano, mas não pegou bem na bola e o arqueiro do visitante agarrou com segurança.

    Aos 38 minutos, Souza recebeu com espaço na área do Bahia, mas estava impedido e o lance foi invalidado. Já aos 42, Ricardo Capanema e Mário discutiram no gramado da Fonte Nova e chegaram a trocar agressões, mas o árbitro José Cleuton de Souza Lima apenas apareceu para separar os atletas e acalmar a situação.

    FICHA TÉCNICA:
    BAHIA 2 x 0 PAYSANDU

    Local: Arena Fonte Nova, em Salvador-BA
    Data: 7 de julho de 2015, terça-feira
    Horário: 19h30 (de Brasília)
    Árbitro: José Cleuton de Souza Lima-CE
    Assistentes: Marcione Mardônio da Silva Ribeiro e Samuel Oliveira Costa (ambos do Ceará)
    Cartões amarelos: Adriano Apodi e Patric (Bahia); Emerson, Yago Pikachu e Souza (Paysandu)
    Gols: BAHIA: Jacó, aos 42 do primeiro tempo e aos 2 minutos do segundo tempo

    BAHIA: Douglas Pires; Adriano Apodi, Robson, Titi e Marlon; Yuri, Gustavo Blanco (Patric), Tiago Real e Eduardo (Feijão); Maxi Biancucchi (Mario) e Jacó
    Técnico: Sérgio Soares

    PAYSANDU : Emerson; Yago Pikachu, Thiago Martins, Gualberto e João Lucas; Ricardo Capanema, Jhonnatan (Welinton Junior), Fahel e Carlos Alberto (Edinho); Aylon e Leandro Cearense (Souza)
    Técnico: Dado Cavalcanti

    Comentários

    Bahia se recupera de 'dor de cabeça', vence o Paysandu e volta ao G-4

    COMENTÁRIOS

    Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.