Final da Copa do Mundo feminina foi o jogo de futebol mais visto da história dos EUA

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Getty
Consagração dos EUA foi o jogo de futebol mais visto da história dos EUA
Consagração dos EUA foi o jogo de futebol mais visto da história dos EUA

Enquanto o futebol brasileiro feminino sofre para ganhar espaço no cenário nacional, as meninas dos Estados Unidos vivem uma realidade completamente diferente em seu país natal. Campeãs da última edição da Copa do Mundo, as atletas entraram para a história ao ter a final contra o Japão como o jogo mais visto do esporte em território norte-americano.

Foram aproximadamente 25,4 milhões de telespectadores que assistiram à vitória por 5 a 2 das norte-americanas sobre as japonesas na final do torneio na Fox.

Somados aos que viram o jogo na Telemundo, emissora hispânica do país, que somou 1,3 milhões, a final feminina ultrapassou a decisão da Copa do Mundo de 2014, que aparecia com 26,5 milhões de visualizações em televisões diferentes.

Em sua publicação, o New York Times afirma que as norte-americanas jogadoras de futebol agora são campeãs em duas frentes: além do caneco em si, parecem de vez ter conquistado a popularidade do esporte no país.

O jornal americano ainda destaca que os níveis de audiência do futebol feminino foram tamanhos que passaram até mesmo os alcançados com as finais da NBA entre Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers.

De acordo com a mídia americana, em 2015, somente a final do Final Four da NCAA - campeonato de basquete universitário americano - superou a audiência de decisão entre americanas e japonesas. Mais de 28 milhões de pessoas prestigiaram a vitória de Duke sobre Wisconsin.

Comentários

Final da Copa do Mundo feminina foi o jogo de futebol mais visto da história dos EUA

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.