Conheça o homem que moldou 2 cinturões brasileiros no UFC e quase foi assassinado por Anderson Silva

Igor Resende, para o ESPN.com.br*
Reprodução Instagram
Rafael Cordeiro aparece no canto direito da foto ao lado de Anderson Silva
Rafael Cordeiro aparece no canto direito da foto ao lado de Anderson Silva

Já ouviu falar de Rafael Cordeiro? Ele não entra nos octógonos, aparece muito pouco na frente das câmeras e é quase um desconhecido para o grande público. Mas é um dos maiores responsáveis por nada menos que dois dos três cinturões que o Brasil tem neste momento no UFC: Rafael dos Anjos e Fabrício Werdum.

A história toda, porém, quase acabou ainda lá atrás, em uma bala que por muito pouco não saiu de um revólver que estava nas mãos de outro nome para lá de conhecido do fã brasileiro de MMA: Anderson Silva.

Cordeiro é líder da academia Kings MMA. Foi lá que o tricampeão brasileiro de muay thai transformou dois brasileiros em verdadeiras máquinas. Com toda sua experiência na luta em pé, o treinador abraçou dois conhecidos faixas-pretas de jiu-jitsu e os transformou em lutadores tão bons em pé quanto no chão. Bons o suficiente até para conseguir nocautes impressionantes.

Getty
Rafael Cordeiro ao lado de Dos Anjos e Werdum, seus pupilos campeões
Rafael Cordeiro ao lado de Dos Anjos e Werdum, seus pupilos campeões

O primeiro a despontar foi Werdum. Tetracampeão mundial de jiu-jitsu, ele chegou ao título interino dos pesos pesados com um nocaute diante de Mark Hunt, conhecido por ter um dos queixos mais duros de todo o UFC. E com direito a uma linda joelhada voadora.

Neste domingo, foi a vez de Werdum apostar na combinação "pé-chão" somada a uma tática extremamente bem desenhada para trocar o cinturão interino pelo "undisputed", a glória máxima do UFC. No jiu-jitsu, com uma guilhotina perfeita, ele venceu Cain Velasquez no México mais um feito na sua carreira. 

Antes de Werdum, o outro pupilo de Cordeiro, Rafael dos Anjos, já havia levado um cinturão para casa. Um cinturão regular e inédito, nos pesos leves. E com direito a dominação completa para cima de Anthony Pettis, um cara com apelido de "Showtime" por todo o poder de trocação e por toda coleção de golpes que possui lutando em pé.

A bala que jamais existiu

Lá atrás, porém, Cordeiro entrou em uma desavença com Anderson Silva que quase acabou com sua vida. Os dois ainda estavam na famosa e conceituada "Chute Boxe", uma das principais equipes da história do MMA brasileiro. Ainda desconhecido, Anderson sofria para se manter e resolveu dar aulas de jiu-jitsu para aumentar a renda. O problema é que o 'Spider' não tinha uma faixa-preta da modalidade e, por isso, não poderia lecionar.

Em uma época em que as coisas se resolviam de um jeito diferente, Cordeiro foi para a bronca, se envolveu em uma discussão muito acalorada e chegou a dar um tapa no rosto de Anderson. Fora de si, 'Spider' pediu para que um amigo lhe arranjasse uma arma para matar o então desafeto.

Junto com tal amigo, Anderson chegou a estacionar o carro na frente da academia de Cordeiro, mas acabou desistindo de matá-lo. O amigo chegou até a pegar a arma para "terminar o serviço", mas 'Spider' o convenceu de que não queria mesmo seguir em frente com o plano.

Reprodução
Anderson relatou quase assassinato em biografia
Anderson relatou quase assassinato em biografia

A história foi relatada pelo próprio Anderson Silva em sua biografia "Anderson Spider Silva", escrita por Eduardo Ohata, comentarista dos canais ESPN.

Cordeiro chegou a falar sobre o assunto posteriormente. Em uma entrevista ao "Globoesporte.com", chegou a se dizer decepcionado com o relato. Mesmo assim, os dois ainda mantém boa relação hoje em dia.

Anderson Silva virou uma das maiores lendas da história do MMA, campeão dos pesos médios do UFC. Rafael Cordeiro, que treina também Wanderlei Silva e Lyoto Machida e já foi o responsável pela trocação de Maurício Shogun, chegou a ganhar o prêmio de melhor técnico e de melhor academia do mundo em 2012. E caminha a passos largos para repetir a premiação. Muito graças a uma bala que jamais existiu.

*Reportagem publicada inicialmente no dia 16/03/2015

Comentários

Conheça o homem que moldou 2 cinturões brasileiros no UFC e quase foi assassinado por Anderson Silva

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.