São Paulo é condenado a pagar R$ 300 mil a zagueiro que atuou em apenas dois jogos

Diego Garcia, do ESPN.com.br
Divulgação
Roger Carvalho vai receber R$ 300 mil do São Paulo
Roger Carvalho vai receber R$ 300 mil do São Paulo

O zagueiro Roger Carvalho venceu na última sexta-feira um processo movido contra o São Paulo na Justiça do Trabalho. O atleta pleiteava R$ 345.743,79 por conta de direitos de imagem recebidos no período em que defendeu o clube, e o magistrado condenou o clube ao pagamento de R$ 300 mil, conforme apuração do ESPN.com.br.

O atleta pedia à Justiça a nulidade de seu contrato de direito de imagem visando a integração do valor ao salário estipulado na CLT, requerendo portanto as diferenças das pendências trabalhistas que a quantia representaria. Como pessoa jurídica, Roger recebia R$ 40 mil por mês, mais R$ 50 mil na carteira, totalizando salário de R$ 90 mil.

Além disso, o jogador pedia pagamento de multa com base nos artigos 9º e 444 da CLT, e do artigo 45, parágrafo segundo, do decreto 7894/13, em totais que lhe renderiam R$ 2429.99,37, mais a integração de luvas de R$ 10 mil ao salário pago mensalmente. Esse foi o único pedido não aceito pela Justiça de São Paulo, que obrigou apenas o pagamento de uma única parcela de R$ 10 mil.

"Acréscimo salarial de R$ 40 mil a partir de 8/12/2013, sendo devido de modo proporcional nos meses de dezembro/2013 e abril/2014, com reflexos em férias e mais 1/3, 13º salário e FGTS; "luvas" no importe de R$ 10 mil; multa do art. 477, parágrafo oitavo da CLT, juros e correção monetária. Declaro a nulidade do instrumento particular de contrato de licença de direito de uso de nome, apelido desportivo, voz e imagem, bem como a natureza salarial das quantias que resultam desse contrato. (...) Custas, sobre o valor arbitrado à condenação ilíquida, R$ 300 mil, no importe de R$ 6 mil, a cargo da reclamada", foi a decisão do juiz do trabalho Elizio Luiz Perez.

Roger Carvalho chegou ao São Paulo em 2013 por empréstimo do Tombense e só atuou em duas partidas com a camisa tricolor - contra Portuguesa e São Bernardo, ambos pelo Paulista de 2014 - ao longo do período em que permaneceu com contrato com o clube tricolor. Foi transferido ao Vitória no segundo semestre de 2014, e posteriormente ao Botafogo, clube que defende atualmente. 

Na ocasião, o atleta chegou ao Morumbi com bastante expectativa, depois de passagens por Genoa e Bologna, ambos da Itália. O presidente Juvenal Juvêncio e o técnico Muricy Ramalho comemoraram a chegada do atleta, que tinha desembarcado no São Paulo para ser titular. Ele enfrentou algumas lesões que atrapalharam seu rendimento.

Comentários

São Paulo é condenado a pagar R$ 300 mil a zagueiro que atuou em apenas dois jogos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.