Após 4 anos de espera, promessa do Flu 'vira' europeu e sonha em ficar no Arsenal

Tiago Leme, para o ESPN.com.br
Getty
Wellington Silva atuou pelo Arsenal apenas em amistosos de pré-temporada
Wellington Silva atuou pelo Arsenal apenas em amistosos de pré-temporada

Mais de quatro anos depois de deixar o Fluminense ainda garoto, Wellington Silva finalmente terá a grande chance de atingir seu objetivo. Contratado pelo Arsenal no início de 2011, o atacante não tinha o passaporte europeu e foi emprestado para cinco diferentes times pequenos da Espanha. Agora aos 22 anos, ele conseguiu obter a cidadania espanhola e sonha em ficar no clube inglês na próxima temporada.

De férias no Rio de Janeiro depois de ter uma boa sequência pelo Almería na última Liga Espanhola, Wellington Silva conversou com a reportagem do ESPN.com.br e falou sobre sua expectativa de participar da pré-temporada do Arsenal a partir de julho. Como "virou" europeu, ele não é mais considerado um jogador estrangeiro, tem a permissão para trabalhar na Inglaterra e deve ganhar mais espaço no clube do Norte de Londres.

Apesar de ainda ter nenhuma confirmação de permanência, a esperança é mostrar serviço para convencer o técnico Arsène Wenger, que teria pedido a sua volta, e se juntar ao elenco de Özil, Alexis Sánchez Giroud e companhia, além do também brasileiro Gabriel Paulista.

"Eu estou tranquilo, estou de férias aqui no Rio, mas falaram para já pensar na pré-temporada, que começa em julho. Estou feliz, fiz uma boa temporada com o Almería e agora consegui o passaporte espanhol, o que me permite jogar na Inglaterra. Desde que cheguei, me falaram que eu precisava disso, por isso fui emprestado. Como eu não tenho famílai com descendente europeu, tive que esperar para virar residente na Espanha e pegar o documento", explicou.

Divulgação
Atacante conseguiu o passaporte espanhol
Atacante conseguiu o passaporte espanhol

"Agora espero poder mostrar o meu potencial. Claro que quero ficar no Arsenal, mas se tiver que ser emprestado novamente, não tem problema. Existem dois times da Inglaterra que já conversaram com o meu empresário, então tenho essas duas opções. Eu gostaria de jogar na Inglaterra agora, mesmo se não for no Arsenal, para aprender mais sobre o estilo de lá, ir me acostumando com o campeonato, o clima mais frio", afirmou Wellington, que também falou sobre os seus "concorrentes" por uma vaga nos Gunners.

"Acho que o Walcott e o Chamberlain são os que têm as caracterísiticas mais parecidas com as minhas, caem bastante pelas laterais, jogadores que podem ajudar a furar a defesa de um time retrancado. Tenho que chegar tranquilo, fazer meu trabalho e esperar, sem pensar em ter que convencer alguém"

Nos poucas vezes em que teve a chance de vestir a camisa do Arsenal, em amistosos preparatórios antes de ser emprestado, o brasileiro impressionou. Foi assim quando balançou as redes duas vezes contra o Dagenham and Redbridge, em um jogo de portas fechadas em 2010, ou então quando fez mais dois gols pela equipe sub-21 sobre o Leyton Orient, em julho de 2013.

Getty
Wellington Silva teve boa sequência pelo Almería na última temporada
Wellington Silva teve boa sequência pelo Almería na última temporada

Na temporada 2013/2014, Wellington Silva atuou em 31 dos 36 jogos do Almería na Primeira Divisão do Campeonato Espanhol, sendo em 23 deles como titular. Antes disso, tinha disputado apenas duas partidas na elite pelo Levante, em 2011, e depois rodou por Alcoyano, Ponferradina e Real Murcia, equipes da Segunda Divisão.

"Quando eu cheguei na Europa tinha apenas 18 anos, agora amadureci depois de quatro anos e meio lá na Espanha, aprendi muito. No começo, as coisas não aconteceram como eu esperava, rodei por muitos clubes. Eu queria ficar em um time só, não consegui, mas pude aprender muito, cresci como pessoa, como jogador. Hoje eu tenho outra cabeça, outra mentalidade, e finalmente saiu o passaporte que eu estava esperando tanto", contou o atacante.

Divulgação
Wellington está de férias com a família no Rio
Wellington está de férias com a família no Rio

Wellington Silva se destacou nas categorias de base do Fluminense e, em 2010, teve a sua primeira chance entre os profissionais. Logo em seu segundo jogo pelo Tricolor, o primeiro como titular, ele vestiu a camisa 10 e balançou as redes na goleada sobre o Friburguense, por 5 a 1, pelo Campeonato Carioca. Naquele dia, não aguentou a emoção e chorou bastante ainda no gramado durante a comeoração e também depois na entrevista coletiva.

Na ocasião, a promessa do Flu já estava vendido ao Arsenal por R$ 10 milhões, mas como ainda era menor de idada ficou nas Laranjeiras até o fim do ano. Depois disso, não chegou a ter tantas oportunidades no time principal com o técnico Muricy Ramalho, mas estava no elenco campeão brasileiro de 2010.

O bom desempenho de Wellington Silva nas categorias de base, porém, o levou à seleção brasileira. O atacante disputou o Mundial sub-17 em 2009, na Nigéria, onde atuou ao lado de Neymar. Desde então, além da admiração pelo hoje craque consagrado do Barcelona, Wellington sonha em fazer em breve nova parceria com o ex-santista: na Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016.

"Todo jogador brasileiro que tem idade olímpica tem que estar atento, é um sonho, seria muito importante, é o único título que a seleção não tem", disse o atleta do Arsenal, que pelo Almería enfrentou Neymar duas vezes na última temporada.

"Peguei a camisa do Neymar nos dois jogos contra o Barcelona. Eu conheci ele quando jogamos juntos na seleção de base. É um enorme prazer jogar essas partidas contra Barcelona, Real Madrid, esses jogos grandes que eu sempre via pela TV, jogava video-game com esses times, e quando você está lá dentro é muito legal".

Getty
Neymar, Wellington Silva, Wellington Nem e Guilherme, no Mundial sub-17 de 2009
Neymar, Wellington Silva, Wellington Nem e Guilherme, no Mundial sub-17 de 2009

Wellington foi inclusive convocado para a seleção sub-21, quando Gallo ainda era o treinador, e conquistou o título do Torneio Internacional da China, em novembro de 2014, com direito a um gol vitória sobre os chineses, pro 2 a 1, na final.

Para seguir sua trajetória na seleção e concretizar um sonho que começou desde que saiu do Fluminense há mais de quatro anos, Wellington Silva agora fica na expectativa que sua espera definitivamente tenha acabado. Ele vai se apresentar ao Arsenal no dia 10 de julho e espera ficar no elenco para poder ajudar o time inglês a partir do dia 8 de agosto, quando começa a Premier League 2015/2016.

Getty
Wellington Silva fez gol em sua estreia como titular do Fluminense, diante do Friburguense, em 2010
Wellington Silva fez gol em sua estreia como titular do Fluminense, diante do Friburguense, em 2010 
Comentários

Após 4 anos de espera, promessa do Flu 'vira' europeu e sonha em ficar no Arsenal

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.