Zé Roberto exalta domínio do Palmeiras sobre o Corinthians: 'Cabia mais'

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Ale Vianna/Agência Eleven/Gazeta Press
Ze Roberto Palmeiras Corinthians Campeonato Brasileiro 31/05/2015
Zé Roberto teve chance de ampliar, mas parou em Cássio

Em meio a uma crise, a vitória é sempre um alento. Melhor ainda para o Palmeiras, que venceu o maior rival longe do Palestra Itália e deixou a pressão para trás. Autores do segundo fol do triunfo por 2 a 0 sobre o Corinthians, em Itaquera, o meia Zé Roberto viu a equipe alviverde muito superior e garantiu: o placar deveria ter sido mais elástico. O veterano saiu de campo até lamentando por ter perdido chance de fazer o terceiro dos visitantes na partida.

"Criamos várias oportunidades, e podíamos ter saído com um resultado até mais favorável. Não diria que fico triste pelo meu lance, mas vou me cobrar até o próximo jogo por uma bola que o Valdivia me deixou na cara do gol que eu podia ter feito o 3 a 0", avaliou Zé.

Cheio de oportunismo no segundo gol, o meia apontou que o lance é resultado de seu posicionamento em campo.

"Acho que ajudei naquilo que foi preciso, e se eu tiver sequencia nessa posição, com certeza vão sair mais gols pra que eu possa ajudar o Palmeiras. Foi oportunismo, mas só porque eu tenho facilidade de jogar como terceiro volante chegando de trás", explicou, também comentando a importância de uma vitória na Arena Corinthians.

"Quanto à pressão, temos que saber conviver com ela, mas acho que essa vitória diminui um pouco no sentido de que ganhamos do nosso maior rival na casa deles, pra crescer e nos dar tranquilidade. Tem um peso especial pela pressão que vinha sobre a gente nos últimos três jogos. A pressão foi muito grande, mas o que vale é priorizar que a gente jamais deixou de ter confiança no nosso trabalho, no nosso elenco", começou, aproveitando para se cobrar por uma chance desperdiçada.

Por fim, o veterano polivalente comemorou a oportunidade de atuar no meio-campo, mas reiterou que está disponível a atuar onde for necessário.

'Sortudo', Rafael Marques freia empolgação: 'Não dá para achar que estamos uma maravilha'

"Essa definição não pode ser só direcionada a mim, esse direcionamento fala muito forte pela forma que a nossa equipe jogou. Foi uma equipe que entrou no 4-3-3 e diversas vezes a gente conseguiu fazer uma mudança de tática aqui dentro, tanto que a gente conseguiu criar muitas oportunidades e fomos compactos na parte defensiva. O que falta é uma sequência. Acho que hoje o professor Oswaldo pode ter uma definição na possibilidade de dar sequencia a essa formação. Se ele conseguir, a gente tem tudo pra crescer na competição", finalizou, antes de descer ao vestiário alviverde.

Assista aos gols da vitória por 2 a 0 do Palmeiras sobre o Corinthians
Comentários

Zé Roberto exalta domínio do Palmeiras sobre o Corinthians: 'Cabia mais'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.