Magnata da moda e cartola; conheça 'parça' de Neymar que encantou a Forbes

Diego Garcia e Vladimir Bianchini, para o ESPN.com.br
Divulgação
Lucas Franzato, presidente do Cianorte, ao lado de Neymar, no final do ano de 2013
Lucas Franzato, presidente do Cianorte, ao lado de Neymar, no final do ano de 2013

Ele é presidente de um clube de futebol conhecido da torcida do Corinthians. Também é empresário e executivo, magnata do ramo da moda e um dos donos de uma franquia que possui mais de seis mil lojas pelo Brasil. De quebra, tem relações de parceria comercial com a família do astro Neymar e encantou a conceituada revista Forbes. Pois você acreditaria se soubesse que Lucas Franzato tem só 25 anos?

O cartola é o mandatário máximo do Cianorte Futebol Clube, que em 2005 atropelou o Corinthians de Tevez por 3 a 0, pelo jogo de ida da Copa do Brasil, com direito a gol de bicicleta e tudo, mas que perdeu na volta por 5 a 1, em jogo considerado uma das viradas mais épicas da história alvinegra. Dez anos depois e algumas dificuldades pelo caminho da agremiação para trás, Lucas surgiu e tem ajudado em um processo de reestruturação do time paranaense.

"Em 2014, me reuní com empresários da cidade e torcedores e montamos um projeto bem interessante. Montamos um plano de sócios-torcedores, tivemos um trabalho bem forte em escolas e reacendemos essa história. Meu desejo sempre foi tornar o Cianorte sustentável, que era o que eu pretendia, buscamos receitas, montamos um time bom e esse ano estamos em uma crescente de público e tudo o mais", afirmou, em entrevista ao ESPN.com.br.

Lucas é um dos sócios da marca Morena Rosa, uma das principais no ramo de roupas. Também possui investimentos em rádio, centro de eventos, marketing e agora futebol, com a presidência do Cianorte. Mais jovem, ainda se envolveu com a política, presidindo o Partido Verde por dois anos em Cianorte. Tantos trabalhos chamaram a atenção da prestigiosa Forbes, que no ano passado elegeu Franzato um dos 30 jovens brasileiros mais talentosos antes dos 30 anos.  "É diretor de mercado, responsável pelas áreas de marketing, comércio eletrônico e comercial. Sob seu comando estão 200 pessoas", publicou a revista.

Divulgação
Lucas com Fernando Carvalho, ex-presidente do Inter
Lucas com Fernando Carvalho, ex-presidente do Inter

"Trabalho com o meu pai, são lojas multimarcas. Nossa marca é a Morena Rosa, no ramo de roupas, eu nasci nesse ramo. Com 15 anos empreendi pela primeira vez cuidando de um centro de eventos na minha cidade, comecei a mexer com entretenimento para trazer receita e fui abrindo vários contatos, criamos outros centros de eventos e conhecemos pessoas, inclusive do ramo de futebol. No fim, as portas se abriram para todos os lados", explicou Lucas.

"Por estar vivendo o negócio desde cedo sempre foi muito estimulante. Até hoje trabalho com roupa, é o meu principal ramo de atuação hoje em dia. Também tenho uma casa de eventos para 10 mil pessoas, tem uma rádio que a gente usa aqui, veio o Neymar, uma galera bem grande e aproximamos ainda mais o negócio. A mãe do Neymar virou nossa cliente e montamos uma empresa de entretenimento, fizemos até um jogo em Goiânia que teve o Neymar depois da venda para o Barcelona", continuou o presidente do Cianorte.

A relação com a família do jogador, aliás, é de parceria. Lucas ajudou a Dona Nadine, mãe do atleta, a montar a loja de roupas Eleven, hoje uma das mais conhecidas da cidade de Santos. Depois, montou uma empresa ao lado de alguns "parças" do jogador que chegou a promover um "jogo de estrelas" em Goiânia.

"Conhecemos primeiro a mãe dele, aí convidamos o Neymar naquele jogo das estrelas em 2010 e ele veio, quando não foi chamado à Copa do Mundo. Ele veio, isso passou, só conhecemos de dar oi, almoçamos juntos. Em um segundo momento a mãe dele nos procurou sobre a Morena Rosa, pois queriam abrir uma loja e abriram a Eleven, que é a loja dele, da mãe dele, lá em Santos. Aí viramos parceiros. Nisso, os amigos dele, Gustavo, Jô, eram sócios de uma dupla sertaneja e nos procuraram para ser parceiros dele. Aí montamos uma empresa de entretenimento, só paramos um pouco ultimamente pois estão morando em Barcelona. Não que eu seja amigo do Neymar, seria pretensão, não vivo o dia a dia dele, mas ele chegou por meio da mãe dele com uma parceria comercial e depois os amigos dele como sócios na empresa. A Dona Nardine é muito especial, tem a loja até hoje, essa é a relação que temos", contou o dirigente esportivo.

Antes de ser presidente de clube, Lucas se aventurou em outro ramo do esporte. Ele chegou a agenciar atletas e teve como primeiro o atacante Henrique, que no ano passado teve passagem de destaque pelo Palmeiras. "Meu primeiro cliente no futebol foi o Henrique Dourado, do Palmeiras. Acabei virando amigo de muita gente no futebol. Só que desde que assumi o clube, não mexo mais com jogador", explicou Franzato.

No Cianorte, o objetivo principal é tornar o clube sustentável, como já explicou o dirigente, e assim trazer o time de volta à elite do futebol paranaense. Nesse ano, contudo, a chance de ser promovido esbarrou nas quartas de final da segunda divisão estadual. Mas as ideias de Lucas Franzato seguem firmes à frente da agremiação, apostando principalmente no plano sócio-torcedor, que dá lucros que giram em torno de R$ 120 mil. O orçamento anual, aliás, é de cerca de R$ 1 milhão.

"Torcida gera receita recorrente, como nosso sócio-torcedor, que dá bastante receita. Na segunda divisão agora conseguimos 30% a mais de receita do que na primeira, mesmo sem patrocínio. Vendemos o Leandro Pereira ao Palmeiras, Henrique Dourado, o Marcelo zagueiro do Flamengo, o Régis que foi para o Sport, o Nilson que foi para o Santos agora", definiu o mandatário do Cianorte.

E, de pouco em pouco, o jovem cartola vai buscando reerguer o clube que, há 10 anos, quase fez história na Copa do Brasil, por pouco não eliminando o poderoso Corinthians - que, aliás, é o clube de coração de Franzato. "O Cianorte estava para acabar em 2014, aí tive o interesse de assumir para não deixar a história morrer", finalizou o presidente.

Divulgação
Franzato foi eleito pela Forbes um dos 30 jovens abaixo dos 30 anos mais talentosos do Brasil
Franzato foi eleito pela Forbes um dos 30 jovens abaixo dos 30 anos mais talentosos do Brasil
Comentários

Magnata da moda e cartola; conheça 'parça' de Neymar que encantou a Forbes

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.