Cristóvão, Eduardo Baptista e Cuca: Fla busca definição rápida de técnico

Pedro Henrique Torre, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
No Bate-Bola, Cristóvão Borges nega contato do Flamengo

Agora sem técnico, o Flamengo busca opções para repor rapidamente a vaga de Vanderlei Luxemburgo e não perder tempo. Entre conversas e sugestões, três nomes chegam à mesa rubro-negra: Cristóvão Borges, Eduardo Baptista, do Sport, e Cuca, do Shandong Luneng, da China.

Não há, por enquanto, um consenso. Cristóvão, por ter trabalhado em grandes clubes cariocas e estar atualmente livre, tem leve preferência da maioria da cúpula. À ESPN Brasil, na manhã desta terça-feira, ele garantiu ainda não ter sido procurado. Eduardo Baptista é elogiado pelo trabalho, mas uma corrente acredita que o técnico ainda não teria estofo para segurar pressão de um grande clube.

Cuca, por sua vez, largaria como preferido não fosse um grande problema: a barreira financeira. O técnico, que já teve duas polêmicas passagens pela Gávea em 2005 e 2009, tem contrato com o Shandong Luneng, da China, até o fim de 2016 e um salário muito acima dos padrões. Na noite de segunda foi dada a sugestão de buscar um nome estrangeiro, mas foi prontamente descartada pela necessidade de superar o momento difícil no Brasileiro, sem tempo para uma melhor adaptação. A aventura do argentino Gareca no Palmeiras, em 2014, foi citada como exemplo a não ser seguido.  

Por enquanto, a tendência é de que Jayme de Almeida comande o time contra o Náutico, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, no Maracanã. O clube, no entanto, gostaria de ter um técnico definido já para estar partida, já que não considera a hipótese de repetir o que foi feito após a saída de Mano Menezes em 2013, quando o clube tentou Abel Braga, não conseguiu e acabou efetivando Jayme.

Diretoria esperava ataque de Luxemburgo

As fortes declarações do técnico Vanderlei Luxemburgo, demitido na noite de segunda-feira, não foram encaradas como surpresa pela diretoria rubro-negra. Diante do difícil clima de relacionamento nos últimos tempos, a reação do técnico foi encarada como normal.

A reportagem tentou contato com o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, mas não houve retorno. A tendência é que o clube se pronuncie através do diretor e vice de futebol, Rodrigo Caetano e Alexandre Wrobel, respectivamente, na tarde desta terça-feira, no Ninho do Urubu.

Luxemburgo diz que personalidade ocasionou sua demissão e detona: 'Grupo gestor não sabe de futebol'
Comentários

Cristóvão, Eduardo Baptista e Cuca: Fla busca definição rápida de técnico

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.