Série C começa com Arenas de Copa do Mundo, eternas promessas e saco de pancadas

ESPN.com.br
Divulgação
Jean Chera, ex-promessa do Santos, hoje defende o Cuiabá
Jean Chera, ex-promessa do Santos, hoje defende o Cuiabá

Neste final de semana, começa a Série C do Campeonato Brasileiro repleta de contrastes. Equipes tradicionais se juntam a times de empresários, e arenas de Copa do Mundo dividirão espaço com estádios caindo aos pedaços. Craques veteranos do passado atuarão com eternas promessas.

A fórmula do último ano foi mantida: a primeira fase tem dois grupos com 10 clubes que se enfrentam em turno e returno; os quatro primeiros da cada grupo se classificam, e os dois últimos caem para a Série D.

As vagas de acesso à Série B serão definidas em mata-matas em confrontos de um grupo contra o outro. Os primeiros enfrentam os quartos, os segundos pegam os terceiros. 

GRUPO 1

Cuiabá-MT
O Cuiabá, campeão da Copa Verde após virada impressionante diante do Remo e vencedor do Estadual, tem Jean Chera, 20 anos, eterna promessa das categorias de base do Santos. Porém, o ex-badalado garoto-prodígio sequer é titular na equipe do Mato Grosso. O treinador Fernando Marchiori recebeu 9 jogadores para o nacional.

Confiança-SE
O Confiança voltou a disputar a Série C neste ano. O time comandado por "Betinho das Farmácias", ex-jogador do Palmeiras no começo da década de 90, que tinha drogarias em sociedade com Jorginho, ex-Palmeiras e Portuguesa. A defesa é o ponto principal, com destaque para o goleiro Everson, eleito melhor jogador e arqueiro do Campeonato Sergipano

Gazeta Press
Deola perde pênalti e Fortaleza é eliminado
Deola perde pênalti e Fortaleza é eliminado

Fortaleza-CE
O Fortaleza, campeão no último minuto do estadual deste ano diante do arquirrival Ceará, começa a disputa com protestos. Após a eliminação nos pênaltis para o Coritiba na Copa do Brasil, o goleiro Deola (ex-Palmeiras) que falhou na partida e perdeu o última cobrança, é contestado pela torcida. O técnico Marcelo Chamusca aposta na bola parada do veterano Corrêa (ex-Palmeiras), conhecido como "Beckham brasileiro".

ASA-AL
O ASA foi rebaixado à Série C em 2013 após alguns anos na segundona. Para tentar a volta a segunda divisão, o treinador Vica chega forte à disputa, com 15 jogos invictos em partidas oficiais, incluindo Campeonato Alagoano, Copa do Brasil e Série C 2014. A aposta do time é no meia Didira de 26 anos, conhecido pela torcida de Arapiraca como "Iniesta do Agreste" e eleito para a seleção do Estadual.

Águia-PA
O Águia de Marabá é o único representante da região norte na Série C, que disputa desde 2008 de forma consecutiva. Duas novidades para o torneio são o lateral esquerdo Edinaldo e o atacante Clébson Monga, que disputaram o Paraense pelo Gavião Kyikatejê, primeiro time indígena do país. Numa péssima situação financeira, o clube quase desistiu da competição nacional.

Salgueiro-PE
A primeira agremiação do interior a disputar a final do pernambucano na história em 2015. Porém, a equipe comandada por Sérgo China foi derrotada pelo Santa Cruz. Para o nacional, um dos principais reforços contratados foi o atacante Anselmo da Silva, de 28 anos, conhecido como "Casagrande genérico", que estava no Coruripe-AL

Icasa-CE
Mais um clube vindo da Série B de 2014. Em crise financeira, o time da terra do Padre Cícero, aposta na continuidade de Vladimir de Jesus, treinador da equipe desde o ano passado

América-RN
O América-RN foi outro time rebaixado da segundona em 2014, mas em 2015 já deu a volta por cima. Foi campeão potiguar pela 34ª vez na história e de quebra diante do rival ABC. O técnico Roberto Fernandes tem no comando de ataque o experiente Max, com passagem pelo Palmeiras em 2007.

Reprodução/TV Cabo Branco
Frontini defende o Botafogo-PB
Frontini, do Vila Nova

Vila Nova-GO
O Vila Nova parece estar retomando o caminho das vitórias após duas queda em 2014: para a segundona do Goiano e Série C do Brasileiro. Este ano com o técnico Marcio Fernandes (ex-Santos), o time da capital conseguiu voltar à elite goiana e quer repetir o feito no nacional. O capitão e maior ídolo da torcida no elenco é o atacante argentino Frontini (também ex-Santos). 

Botafogo-PB
O time comandado por Marcelo Vilar conta com a força do meia Hércules, além do poderio ofensivo do lateral Alex Cazumba, revelado nas categorias de base do São Paulo. O time vai ter que atuar fora do estádio Almeidão, já que o clube perdeu mandos de campo em julgamento do STJD.

GRUPO 2

Divulgação - Guará
'Se eu chegar a 1% do que foi Telê Santana, me consagro no futebol'
João Telê, do Guaratinguetá

Guarantiguetá-SP
O Guarantinguetá jogou a Série C do ano passado com uma equipe toda emprestada pelo Osasco Audax, incluindo o técnico Fernando Diniz. Tendo que começar tudo do zero na Série A2 do Paulista fez uma campanha vergonhosa, com 18 derrrotas e apenas uma vitória em toda competição. Mesmo assim, o técnico rebaixado João Telê foi mantido e promete que irá brigar pelo acesso com 10 remanescentes do estadual.

Caxias-RS
O Caxias caiu para a segunda divisão (terminou na 14ª posição) do Gauchão com o ex-centroavante Washington como homem forte do futebol. Após o insucesso, o "Coração Valente" deixou o time, que agora aposta nos gols do grandalhão Pedro Oldoni, ex-Grêmio e Atlético-PR.

Juventude-RS
O Juventude, campeão da Copa do Brasil de 1999, saiu do limbo da 4ª divisão em 2013 e conta a experiência do inoxidável meia Paulo Baier, 40 anos, maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos. Por uma ação de marketing, ele irá usar a camisa 20. 

Guarani-SP
O tradicional Guarani vive uma das piores crises da história, com a indefinição se irá perder o estádio Brinco de Ouro da Princesa. O time será comandado pelo folclórico técnico Ademir Fonseca, o "Ademir Rojão". O comandante tem o hábito de soltar fogos durante os treinamentos para acordar a equipe. Ele tem na bagagem o título paulista de 2002 pelo Ituano e o alagoano de 2013 pelo CRB.

Flickr/Londrina

Londrina-PR
O campeão paranaense de 2014 foi resgatado das cinzas pelo empresário Sérgio Malucelli. Conseguiu o acesso ano passado para a Série C. O time aposta na continuidade do técnico Claudio Tencate, três temporadas à frente do time, no veterano Germano (ex-Santos e Coritiba) . O meia Celsinho, "ex-novo Ronaldinho Gaúcho", revelado pela Portuguesa, de 26 anos, segue sendo o principal jogador.

Portuguesa-SP
A Portuguesa vem de duas quedas seguidas no Campeonato Brasileiro e uma no Paulista deste ano. Após a saída do presidente Ilídio Lico, o clube fez uma faxina, dispensou muitos jogadores, entre eles o ex-capitão Valdomiro, e trouxe técnico novo: Júnior Lopes, filho de Antônio Lopes, que estava no Tombense. Os reforços mais conhecidos são o zagueiro Bolívar, 34 anos, ex-Internacional e Botafogo, além do goleiro Felipe, 27 anos, revelado no Santos.

Tombense-MG
O clube que o empresário Eduardo Uram utiliza par registrar seus jogadores, é o atual campeão da Série D e mais um caçula na terceira divisão. O time representa a cidade de Tombos, no estado de Minas Gerais, a menor entre as três principais divisões do futebol brasileiro, com cerca de 10 mil habitantes. O técnico Mabília, 4º lugar no catarinense pelo Inter de Lages, será o responsável por comandar o time. 

Madureira-RJ
O Madureira foi a grande sensação entre os clubes menores do Campeonato Carioca de 2015, perdendo a vaga nas semifinais aos 47 do segundo tempo para o Fluminense. O time tricolor vai buscar o acesso que bateu na trave nas duas últimas temporadas. O meia Rodrigo Lindoso, alvo do Botafogo, segue como principal destaque. 

Tupi-MG
O Tupi chegou invicto até o mata-mata da Série C de 2014, mas perdeu o acesso para o Paysandu. Neste ano, o time de Juiz de Fora eliminou o Atlético-PR e segue vivo na Copa do Brasil. O comandante este ano será Leston Jr., de apenas 37 anos, que dirigiu o Madureira na Série C do ano passado.

Brasil-RS
O Brasil de Pelotas foi o vice-campeão da Série D de 2014. O principal nome da equipe é o goleiro Eduardo Martini (ex-Avaí e Grêmio), que já fez um gol da própria área na partida do time catarinense contra o Paraná Clube por 3 a 1, na Série B de 2008. Após confusão nas semifinais da quarta divisão contra o Londrina, os gaúchos mandarão algumas partidas em Novo Hamburgo.

Comentários

Série C começa com Arenas de Copa do Mundo, eternas promessas e saco de pancadas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.