Sem inspiração, Vasco e Goiás ficam no único 0 a 0 da primeira rodada do Brasileirão

ESPN.com.br
Veja os melhores momentos do empate sem gols entre Vasco e Goiás

Não faltou ofensividade ao time da casa, mas faltou inspiração para furar a barreira defensiva do adversário, e Vasco e Goiás ficaram no empate por 0 a 0, neste domingo à noite, no estádio de São Januário. Este foi o único jogo sem gols desta primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Apesar de a equipe cruz-maltina ter insistido, em determinado momento do segundo tempo o técnico Doriva deixou Dagoberto, Bernardo, Gilberto e Rafael Silva em campo ao mesmo tempo, a rede não balançou.

Em uma das poucas boas chances dos cariocas, o centroavante Gilberto cabeceou para fora. Mas o meia Felipe Menezes, do Goiás, também levou perigo do outro lado e exigiu boa defesa do goleiro Martín Silva em cobrança de falta.

Com isso, as duas equipes somaram um ponto no duelo de dois campeões estaduais deste ano, na partida que marcou a volta do Vasco à Série A do Brasileiro, após disputar a Segunda Divisão em 2014.

Na segunda rodada do Brasileirão, o Goiás vai receber o Atlético-PR, no Serra Dourada, no próximo sábado, às 18h30. Um dia depois, no domingo, às 11h, o Vasco vai enfrentar o Figueirense, no Orlando Scarpelli. Antes disso, as duas equipes vão entrar em campo pela segunda fase da Copa do Brasil, ambos na quarta-feira. Em casa, o time goiano vai fazer a partida de volta contra o Independente-PA, depois de ter perdido por 1 a 0 no Pará. Já o Cruz-Maltino vai encarar o Cuiabá-MT, fora de casa, pelo jogo de ida. 

O jogo

De uniforme novo, todo de preto, o Vasco começou a partida no ataque. Com Rafael Silva e Dagoberto caindo pelas extremas, o time cruz-maltino tentava abrir espaços na defesa goiana. O Goiás, muito cauteloso, só avançava com a bola dominada e procurava não dar espaços para a penetração da equipe carioca. A primeira investida mais perigosa da equipe da casa aconteceu aos cinco minutos em cobrança de falta executada por Dagoberto, mas a zaga do Goiás aliviou o perigo.

A pressão da equipe carioca continuou e, aos oito minutos, depois de algumas jogadas confusas, na entrada da área goiana, a bola sobrou para Cristiano que mandou a bomba rasteira, mas a bola bateu no atacante Gilberto e facilitou a tarefa da defesa visitante. Só depois dos dez minutos é que o time dirigido por Hélio dos Anjos se arriscou, de maneira tímida, a trocar passes na intermediária do Vasco.

O lateral direito Madson era a melhor alternativa ofensiva da equipe comandada por Doriva, e era constantemente acionado,. Aos 15 minutos, o atacante Wesley foi lançado na corrida e acabou caindo na entrada da área, após choque com o zagueiro Luan. O árbitro marcou falta que Rafael Forster bateu em cima da barreira, desperdiçando uma boa chance.

Três minutos depois, o atacante Dagoberto foi derrubado ao investir pelo lado esquerdo da defesa do Goiás. Na cobrança, a zaga goiana não encontrou dificuldade para aliviar o perigo.

Por volta dos 20 minutos, a partida caiu muito de qualidade. Os dois times erravam muitos passes e os goleiros Martín Silva e Renan não tinham qualquer trabalho. Aos 24 minutos, Christiano arriscou, de fora da área, mas não levou o menor perigo para o goleiro do Goiás.
Insatisfeita com o desempenho da equipe, a torcida vascaína ensaiou as primeiras vaias depois de um lançamento muito ruim, executado pelo volante Serginho.

Só aos 34 minutos é que a torcida voltou a vibrar, quando Gilberto recebeu na área, girou diante da marcação e chutou com grande perigo. Dois minutos depois, Dagoberto bateu falta e Renan fez ótima defesa.

Depois desse lance, a partida voltou a cair de nível, com muitas faltas, principalmente do lado do Goiás, e erros de passe das duas equipes. E até o final do primeiro tempo, nada de interessante foi registrado na partida.

Os dois times voltaram sem mudanças e tentando mostrar mais agressividade. Aos três minutos, Gilberto arrancou pela direita e chutou cruzado, mas Renan defendeu com segurança. O time visitante também retornou um pouco mais ousado, tentando marcar a saída de bola da equipe carioca. Aos seis minutos, Madson arrancou pela direita e quando os atacantes esperavam o cruzamento na área, o lateral adiantou demais a bola e desperdiçou a oportunidade de fazer uma boa jogada.

Um minuto depois, Dagoberto foi derrubado por Felipe Macedo, mas a cobrança de falta foi rechaçada pela defesa do Verdão.

Aos 13 minutos, o goleiro Martín Silva fez a sua primeira defesa na partida, defendendo um chute cruzado de Rafael Forster. Logo depois, o técnico Doriva promoveu a entrada do meia Bernardo no lugar do volante Serginho, modificação saudada com entusiasmo pela pequena torcida presente ao estádio de São Januário.

Aos 24 minutos, Christiano fez falta violenta sobre Bruno Henrique na entrada da área. Felipe Menezes bateu forte e Martín Silva fez defesa difícil, espalmando para o lado. A resposta do Vasco veio em lançamento para Gilberto, mas o goleiro Renan saiu da área e ganhou a disputa com o atacante, tocando para o lateral. Logo depois, Gilberto se antecipou aos zagueiros e cabeceou com grande perigo, mas a bola saiu junto da trave esquerda de Renan.

O Goiás quase surpreendeu o Vasco em contra-ataque de velocidade, mas o meia Felipe Menezes segurou demais a bola e permitiu que a zaga cruz-maltina aliviasse o perigo.

O técnico Doriva trocou Rafael Silva e Dagoberto por Yago e Mazinho, numa última tentativa de melhorar a produção ofensiva. O Goiás parecia satisfeito com o resultado e procurava retardar a reposições de bola, em faltas e laterais, com o objetivo de ganhar tempo.

Aos 44 minutos, Yago foi derrubado por Alex Alves na entrada da área. Bernardo bateu forte, mas a bola explodiu na barreira. O Vasco continuou tentando a marcação do gol, mas a falta de inspiração dos jogadores de meio-campo e ataque impediu que o campeão carioca conseguisse sair com a vitória.

Salvio não vê pênalti de Rodrigo em lance de 'ombro com ombro'

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 x 0 GOIÁS

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 10 de maio de 2015 (Domingo)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Rosnei Hoffmann Scherer (SC) e José Roberto Larroyd (SC)
Cartões amarelos: Dagoberto, Luan e Christiano (Vasco); Ygor, Wesley, Felipe Macedo, Rafael Forster e Alex Alves (Goiás)

VASCO: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Pablo Guiñazu, Serginho (Bernardo), Julio dos Santos e Dagoberto (Marcinho); Rafael Silva (Yago) e Gilberto
Técnico: Doriva

GOIÁS: Renan; Everton, Felipe Macedo, Alex Alves e Rafael Forster (Péricles); Ygor, Rodrigo, Juliano e Felipe Menezes (Esquerdinha); Wesley (Lucas Coelho) e Bruno Henrique
Técnico: Hélio dos Anjos

Comentários

Sem inspiração, Vasco e Goiás ficam no único 0 a 0 da primeira rodada do Brasileirão

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.