Jô marca, põe fim a jejum de mais de um ano e Atlético conquista 43º título mineiro

ESPN.com.br
Veja os gols da vitória do Atlético Mineiro sobre a Caldense por 2 a 1!

Estadual não vale nada? Experimenta falar isso para Levir Culpi. Antes da decisão do Mineiro, o técnico fez treino fechado para a imprensa, voltou com a concentração para as partidas e mandou a campo o que tem de melhor. Funcionou: o Atlético-MG conseguiu furar a defesa da Caldense, que não era vazada há oito jogos, venceu por 2 a 1 e assegurou o estadual neste domingo, no estádio Dilzon Melo, em Varginha.

Detalhe: com gol do título de Jô, que saiu do banco de reservas e, em posição duvidosa, pôs fim ao jejum de mais de um ano sem marcar - desde 10 de abril de 2014.

Maior campeão, o Galo conquista o campeonato pela 43º vez em sua história.

O time de Poços de Caldas tentava erguer a sua segunda taça no estadual - ele já havia levado em 2002, mas, na ocasião, por conta da disputa da Copa Sul-Minas, o campeonato não teve a presença dos grandes.

Gazeta Press
Jogadores do Atlético comemoram o título do Campeonato Mineiro 2015
Jogadores do Atlético comemoram o título do Campeonato Mineiro 2015

O confronto decisivo aconteceu em Varginha porque a Caldense, mandante, não podia mandar o duelo em sua casa, o Ronaldão, que não conta com a capacidade mínima exigida pelo regulamento.

Encurralado no começo do jogo, com direito a bola na trave, o Atlético-MG voltou do intervalo e abriu o placar logo aos 11 minutos do segundo tempo, em cobrança de lateral de Marcos Rocha na área, desvio de Lucas Pratto para trás e cabeçada de Thiago Ribeiro, sozinho, que colocou os alvinegros em vantagem.

Salvio aponta impedimento de Jô no gol do Atlético: 'Não dá para perdoar'

Não deu nem tempo de comemorar: aproveitando rebote de Victor em falta e espalmada para o meio da área, o atacante Luiz Eduardo deixou tudo igual aos 14 e chegou a oito gols na briga pela artilharia do torneio. O cruzeirense Leandro Damião fechou, ainda assim, a competição na frente, com nove.

DENIS DIAS/Gazeta Press
Thiago Ribeiro comemora um dos gols na vitória do Atlético-MG sobre a Caldense
Thiago Ribeiro comemora um dos gols na vitória do Atlético-MG

Na tentativa de sufocar o Caldense, Levir Culpi resolveu, então, apostar no Galo com dois centroavantes na área, lançou Jô em campo e se deu bem. Depois de nova jogada de Marcos Rocha, dessa vez em cruzamento direto, ele escorou com o joelho esquerdo, adiantou os atleticanos novamente no placar, aos 32 minutos, e confirmou o título.

Ao fim do jogo, os jogadores da Caldense partiram com tudo para cima da arbitragem, que foi cercada por policiais militares na beira do campo. Clima de indignação toma conta do estádio Dilzon Melo, o Melão, em Varginha. Eles reclamam de impedimento no gol de Jô.

Foram 14.715 mil pessoas no Melão para uma renda de R$ 733 mil.

Antes do pontapé inicial, o presidente do Galo, Daniel Nepomuceno, confirmou a renovação de contrato do meia Giovanni Augusto por mais dois anos.

O Atlético-MG volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Inter, na primeira partida das oitavas de final da Libertadores, na Arena Independência. O segundo jogo ocorre no dia 13 de maio, no Beira-Rio.

Jô admite que jejum estava incomodando; 'Mais uma vez a gente foi capaz', destaca Thiago

FICHA TÉCNICA
CALDENSE 1 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Melão, em Varginha (MG)
Data: 03 de maio de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (CBF/FMF)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA/MG) e Janette Mara Arcanjo (FIFA/MG)
Público: 14.175 pagantes
Renda: R$ 733.000,00
Cartões amarelos: Paulão (Caldense) e Luan (Atlético-MG)
GOLS
CALDENSE: Luiz Eduardo, aos 14 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-MG: Thiago Ribeiro e Jô, aos 11 e 32 minutos do segundo tempo

CALDENSE: Rodrigo; Marcelo, Paulão, Plínio e Rafael Estevam; Yuri, Serginho, Tiago Azulão e Nadson; Zambi (Ewerton Maradona) Luiz Eduardo (Cristiano)
Técnico:Léo Condé

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos (Jô); Leandro Donizete (Giovanni Augusto), Rafael Carioca, Luan e Dátolo; Carlos (Thiago Ribeiro) e Lucas Pratto
Técnico: Levir Culpi

'É cruel com a Caldense a perda do título', diz Leonardo Bertozzi 
Comentários

Jô marca, põe fim a jejum de mais de um ano e Atlético conquista 43º título mineiro

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.