Com gol no último minuto, Vasco vence Botafogo, sai da fila e é campeão carioca

Caio Blois, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Veja os gols da vitória por 2 a 1 do Vasco sobre o Botafogo

O Vasco, enfim, saiu da fila no Campeonato Carioca. Após 12 anos sem títulos, o Cruz-Maltino venceu o Botafogo por 2 a 1, gols de Gilberto e Rafael Silva - Diego Jardel diminuiu - e se sagrou campeão estadual.



Com a vantagem e o regulamento embaixo do braço, o Vasco foi um time eficiente na partida, em reflexo da competição. Se não de bola parada como em 70% das oportunidades em 2015 (24 de 34 gols), a equipe cruz-maltina jogou no erro do adversário. Marcelo Mattos falhou, Julio dos Santos e Guiñazu tramaram bem e acharam Rafael Silva, o herói vascaíno, livre na grande área para marcar o gol do título.

O atacante Rafael Silva, talismã vascaíno, marcou nos dois jogos da decisão. Com a conquista, Doriva entrou para a história sendo o primeiro treinador a conquistar o Paulistão e o Cariocão em dois anos seguidos.

A final carioca registrou o maior público do futebol brasileiro em 2015, com 66.156 presentes, batendo a final da Copa do Nordeste entre Ceará e Bahia, no Castelão. As torcidas protagonizaram espetáculo à parte, principalmente antes da partida, com duelo de mosaicos.

Pedro Henrique Torre/ESPN.com.br
Maracanã com mosaicos das torcidas de Botafogo e Vasco na final do Carioca 2015
Maracanã com mosaicos das torcidas de Botafogo e Vasco na final do Carioca 2015

O jogo

A partida começou em ritmo alucinante. O Botafogo, como de costume em jogos decisivos, pressionou desde o primeiro minuto. A boa trama do ataque terminou com Pimpão cruzando para Luís Ricardo, surpresa na escalação, escorando para fora, de chapa. O Vasco respondeu logo depois, com Gilberto cortando para o meio e batendo fraco de esquerda para defesa de Renan, aos três. Mas a melhor chance do início do jogo viria aos seis. Bill recebeu lançamento em velocidade, mas, sozinho, parou em Martin Silva.

Pedro Martins/Agif/Gazeta Press
Bill Botafogo Martin Silva Vasco Campeonato Carioca 03/05/2015
Bill perdeu a melhor chance do início do jogo, parando em Martin Silva

Depois disso, as equipes erravam mais passes e diminuíram o ímpeto. O jogo passou a ser muito faltoso, e o árbitro não poupou amarelos. Até que em jogada ensaiada numa cobrança de falta, aos 17, Rodrigo ameaçou bater forte e rolou a bola para Julio dos Santos cruzar no segundo pau. Luan, sozinho, perdeu a chance de abrir o placar.

Após a parada técnica, Doriva mexeu no posicionamento da equipe. Dagoberto vinha da esquerda para o meio, abrindo espaço na ponta canhota. A mudança pareceu surtir efeito e aos 23, Christianno invadiu a área e parou em Renan. Aos 26, Dagoberto se movimentou conforme pedido e chutou de fora da área para fora. O Botafogo respondeu aos 33, com Pimpão, que bateu forte e obrigou Martín Silva a se esticar todo para evitar o gol.

O jogo se encaminhava para um empate sem gols ao fim do primeiro tempo, até que aos 45, em falha na saída de bola alvinegra, o Vasco abriu o placar. Marcelo Mattos perdeu a bola na entrada da área para Julio dos Santos, que passou para Guiñazu. O volante argentino achou Rafael Silva na grande área, e em chute cruzado de primeira, o predestinado atacante estufou a rede para abrir o placar e dar excelente vantagem para o Vasco na decisão.

Gazeta Press
De braços abertos, Rafael Silva sai para comemorar o gol vascaíno na final carioca
De braços abertos, Rafael Silva sai para comemorar o gol vascaíno na final carioca

O segundo tempo começou muito menos movimentado. Só aos 12 minutos, quando em cobrança de falta, Carleto bateu bem e Martín Silva fez grande defesa. Marcelo Mattos teve a chance de se redimir aos 14, mas sozinho, cabeceou por cima. O Botafogo, precisando marcar dois gols, ia pra cima. Já com Sassá no lugar do inoperante Luís Ricardo, o Alvinegro trabalhou a bola mas Fernandes parou no goleiro uruguaio do Vasco.

Gazeta Press
Torcedor segura cartaz com slogan de Eurico Miranda durante final do Carioca
Torcedor segura cartaz com slogan de Eurico Miranda durante final do Carioca

Após a parada técnica, tentando arrumar a casa, Doriva recuou Julio dos Santos e colocou Bernardo no lugar de Dagoberto. Em seu primeiro lance, o meia achou Rafael Silva, que cruzou para corte providencial de Giaretta. Depois, aos 24, Luan cortou com um chutão e a bola sobrou para Gilberto, que ganhou no alto e bateu forte para grande defesa de Renan.

E quando o Vasco parecia melhor na partida e sem dar chances para o azar, o Botafogo conseguiu o empate. As alterações de Doriva não surtiram efeito, e a equipe cruz-maltina acabou sem força ofensiva e velocidade com a entrada de Marcinho no lugar de Rafael Silva. Aos 29, Gilberto veio da direita e enfiou a bola, Diego Jardel apareceu sozinho e tocou com classe no cantinho de Martin Silva.

Rafael Silva agradece Doriva e manda recado à torcida vascaína: 'Foi para vocês'

O gol alvinegro, entretanto, não aumentou a pressão da equipe, que ainda precisava marcar mais um para levar a partida para os pênaltis. Muito aberto, o time cedia contra-ataques pelos flancos. Em um desses, Fernandes puxou Serginho e já com amarelo, acabou expulso.

E para a festa ficar completa, faltava a chave de ouro. Aos 47, Lucas achou Gilberto, que invadiu a área pelo lado direito, bateu cruzado para deslocar Renan, marcar o segundo gol e sacramentar o título vascaína em grande estilo.


René exalta bravura, lamenta lesão de Arão e minimiza discussão entre Bill e Gilberto

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 1 X 2 VASCO


Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 3 de maio de 2015 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Renda: R$ 3.286.580,00
Público: 58.446 pagantes (66.156 presentes)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa (RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
Cartões Amarelos: Willian Arão, Gilberto, Marcelo Mattos, Fernandes, Renan Fonseca, Diego Giaretta, Diego Jardel (Bota); Julio dos Santos, Serginho, Christiano, Dagoberto, Rodrigo (Vasco)
Cartão Vermelho: Fernandes (Botafogo)
Gols:
VASCO: Rafael Silva, aos 45min do 1º tempo
BOTAFOGO: Diego Jardel, aos 29min do 2º tempo

BOTAFOGO: Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão (Fernandes), Luis Ricardo (Sassá) e Tomas (Diego Jardel); Rodrigo Pimpão e Bill
Técnico: René Simões

VASCO: Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Pablo Guiñazú, Serginho e Julio dos Santos (Lucas); Rafael Silva (Marcinho), Dagoberto (Bernardo) e Gilberto
Técnico: Doriva

'Fizemos um campeonato perfeito', exalta Rodrigo; Dagol dedica título à 'torcida carente'
Comentários

Com gol no último minuto, Vasco vence Botafogo, sai da fila e é campeão carioca

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.