Para encerrar tabus: Vasco nunca venceu Botafogo em finais e pode igualar maior seca de sua história

Caio Blois e Thales Machado, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Gazeta Press
Jairzinho e Roberto, deitados, e Rogério, em pé, comemoram gol do Botafogo na final de 1968
Jairzinho e Roberto, deitados, e Rogério, em pé, comemoram gol do Botafogo na final de 1968 

Vasco e Botafogo se enfrentam na grande final do Campeonato Carioca pela quinta vez. Um tabu, entretanto, preocupa os cruz-maltinos. Nas outras quatro decisões, em 1948, 1968, 1990 e 1997, o Glorioso se sagrou campeão. Assim, nunca na história da competição, o Gigante da Colina passou pelo Alvinegro em uma final.

Nem mesmo o temido "Expresso da Vitória" de Barbosa, Ademir Menezes, Friaça e Bellini foi capaz de bater os alvinegros. Na primeira das decisões, em 1948, ano do título sul-americano dos vascaínos, 3 a 1 para o Botafogo, com gols de Paraguaio, Braguinha e Otávio.

Em 1968, ano em que o Botafogo teve, para muitos dos torcedores e críticos, o maior time da sua história, o Vasco sofreu uma goleada acachapante na final. Com gols de Roberto, Rogério, Jarizinho e Gérson, a equipe comandada por Zagallo venceu o Vasco por 4 a 0, conquistando seu quarto título na década.

Gazeta Press
Botafogo de 1968 é considerado por muitos o maior time da história do clube
Botafogo de 1968 é considerado por muitos o maior time da história do clube

Nas duas últimas decisões entre as duas equipes, recheadas de polêmica, duas vitórias alvinegras marcaram os confrontos. Se na primeira, Carlos Alberto Dias marcou o gol da vitória simples na final que terminou nos tribunais, em 1990, o placar se repetiu em 1997. Mordidos pela reboladinha de Edmundo em frente ao capitão Gonçalves no primeiro jogo, os botafoguenses saíram com a vitória com um gol de Dimba, que comemorou comendo grama, à lá Túlio Maravilha, ídolo alvinegro.

Além de quebrar o tabu de nunca ter vencido o rival em finais, o Vasco também tenta evitar a maior "seca" de títulos estaduais em sua história. O maior jejum, de 12 anos, foi entre 1958 e 1970, quando Silva, o "Batuta", marcou nove gols e foi o artilheiro cruz-maltino. Naquele ano, os vascaínos comemoraram o título com uma rodada de antecedência, vencendo o próprio Botafogo, por 2 a 1, gols de Gilson Nunes e Valfrido. Agora, sem vencer desde 2003, quando bateu o Fluminense por 3 a 1, na partida em que Léo Lima marcou um e cruzou de letra para um dos dois gols de Souza "Caveirão".

Artilheiro Gilberto elogia elenco e técnico Doriva: 'Sabe o que quer'
Bill destaca superação do Botafogo na semifinal do Carioca
Comentários

Para encerrar tabus: Vasco nunca venceu Botafogo em finais e pode igualar maior seca de sua história

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.