Novo projeto de reforma deixaria Morumbi fechado por dois anos

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Gazeta Press
Morumbi pode passar por nova reforma
Morumbi pode passar por nova reforma

Esquecida depois do embate político entre situação e oposição, a intenção da diretoria do São Paulo de modernizar o Morumbi poderá ser recolocada em pauta em breve. O presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, diz ter um projeto atualizado para ser posto em votação no Conselho Deliberativo em até dois meses. Se aprovado, deixaria o estádio inutilizado por dois anos, segundo ele.

"Está bem avançado, bem adiantado", disse, na tarde desta segunda-feira, quando recebeu visita do ministro do Esporte, George Hilton. O dirigente mostrou a ele as dependências do estádio e explicou que uma das ideias é estender o anel intermediário próximo ao campo. "Como é o conceito das novas arenas", interpretou um dos assessores de Hilton.

Nesse caso, o anel inferior acabaria tendo a visão encoberta e passaria a ser explorado comercialmente de outra forma. "O objetivo não era esse, de aproximar a arquibancada intermediária ao campo. É um novo modelo, estamos fechando o pacote para que, no máximo em 60 dias, eu apresente ao Conselho o projeto da modernização completa . Possivelmente o Morumbi vai ficar fechado dois anos", explicou Aidar.A apresentação, assegura o presidente, incluirá todos os detalhes de parcerias que já estariam alinhavadas - mas não foram reveladas. Da última vez, o principal questionamento da oposição era quanto à falta de transparência nos acordos com construtora e fornecedores.

"Já (estará) com construtora, parceiros, explorador da arena multiuso, fornecedora de conteúdo, explorador de estacionamento, fundo financeiro, tudo. Um pacote completo, todos os nomes identificados através de SPE, Sociedade de Propósito Específico, com a placa de uma grande construtora", concluiu, às vésperas do primeiro aniversário de sua eleição.

Quase um ano atrás, Aidar foi nome único na eleição presidencial do clube, horas depois de Kalil Rocha Abdalla ter retirado sua candidatura a fim de barrar a votação do antigo projeto de reforma do Morumbi. Pelo estatuto do clube, o tema só poderia ser votado caso estivesse presente o mínimo de 75% do Conselho, mas, com a desistência do oposicionista, apenas 60% do total assinou lista de presença.

Assim como no modelo antigo do projeto, além de cobrir todos os assentos, a modernização inclui uma arena de show com capacidade para 25 mil pessoas atrás de um dos gols.

Comentários

Novo projeto de reforma deixaria Morumbi fechado por dois anos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.