Dunga crê em perpetuação de 'ciclo' e promete dar chance a outros atletas

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Mowa Sports
Técnico da seleção brasileira vai mudar time para próxima partida
Técnico da seleção brasileira vai mudar time para próxima partida

O técnico Dunga chegou a sua sétima vitória consecutiva nesta segunda passagem pela seleção brasileira após os 3 a 1 sobre a França na última quinta-feira. Contente pelo resultado, o comandante canarinho comentou sobre uma espécie de "ciclo" que desde a década de 60 atinge a seleção e, projetando o caminho à Copa América, avisou que dará oportunidade a outros jogadores no próximo amistoso contra o Chile, no domingo.

Em uma última análise sobre o duelo no Stade de France, Dunga se mostrou satisfeito por ver que a equipe superou a atmosfera pressurizada que permeava o confronto.

"O estádio estava lotado de franceses, circularam muitas coisas nesses dias sobre aquele jogo de 1998 em comparação com esse. Felizmente, os atletas estavam concentrados e cientes do que deveria ser feito. O Brasil teve uma supremacia muito grande durante o jogo, o time manteve o equilíbrio e a tranquilidade", analisou à CBF TV.

Com 56 vitórias em 75 jogos pela seleção - somando as duas passagens no comando técnico -, Dunga comentou sobre o "ciclo" que, segundo ele, vem se perpetuando ao longo do tempo.

"A seleção de 1966 não foi bem, mas corrigiu os erros para ser campeã em 1970. Em 1990, foi a mesma situação (Brasil foi campeão na edição seguinte, em 1994). Então toda vez que o Brasil vai a uma Copa do Mundo e não consegue seu objetivo, mas corrige os erros, vem mais forte. Não está sendo diferente desta vez, até pelos jogos que temos visto", admitiu.

A sequência de sete vitórias seguidas nesta segunda passagem não é a maior de Dunga pela Seleção. Entre 2008 e 2009, o técnico acumulou 11 triunfos seguidos, o que também não é a maior sequência dentre todos os técnicos. João Saldanha, que dirigiu o Brasil entre 1966 e 1969, é o detentor da maior série de vitórias da seleção - 13 jogos consecutivos.

De saída de Paris nesta sexta para se dirigir a Londres, onde acontecerá o amistoso contra o Chile, no domingo, Dunga admite que pode fazer mudanças na equipe para dar espaço àqueles que vem sendo convocados, mas não tiveram oportunidades de atuar.

"O adversário não jogou com os titulares (contra o Irã) justamente para poupar para encarar o Brasil. Vou dar oportunidades a jogadores que tem vindo bastante à Seleção, mas têm tido pouco espaço. Chegou a hora de dar espaço a esses jogadores. Tem alguns que estão em final de temporada, e com a Copa América vindo, é preciso pensar neles", disse, dando a entender que poupará alguns atletas que atuam na Europa.

Após boa vitória contra a França, jogadores celebram recuperação da confiança da seleção brasileira
Jefferson comemora nova boa atuação pela seleção: 'Estou me firmando'
Comentários

Dunga crê em perpetuação de 'ciclo' e promete dar chance a outros atletas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.