Luiz Gustavo prefere destacar evolução do Brasil ao gol de cabeça

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
EFE/IAN LANGSDON
Luiz Gustavo marcou o terceiro gol, de cabeça, na vitória do Brasil contra a França
Luiz Gustavo marcou o terceiro gol, de cabeça, na vitória do Brasil contra a França

O volante Luiz Gustavo vibrou muito com o gol de cabeça que marcou nesta quinta-feira, o último da vitória por 3 a 1 da seleção brasileira sobre a França no Stade de France. Após a partida, no entanto, ele recobrou a sua sobriedade característica e preferiu valorizar a melhora da equipe sob o comando de Dunga ao feito pessoal.

"A minha maior felicidade é a de estarmos evoluindo, encontrando um caminho excelente", priorizou Luiz Gustavo, em entrevista ao SporTV. "É claro que fico feliz pelo gol, mas principalmente pela evolução", enfatizou em seguida.

Apesar das melhoras tão ressaltadas pelo volante, o Brasil encontrou algumas dificuldades para superar a França. O time da casa saiu na frente com um gol de cabeça de Varane e deu poucos espaços para os visitantes criarem no primeiro tempo. "Foi uma partida difícil porque eles têm muita qualidade. Tivemos que nos exigir ao máximo para conseguir o resultado", disse Luiz Gustavo, sobre a primeira vitória brasileira no Stade de France, palco da final da Copa do Mundo de 1998. "Estatísticas estão aí para serem quebradas."

O próximo desafio do Brasil será contra o Chile, no domingo, em Londres. "Conhecemos bem o time deles. Com certeza, será dificílimo. Mas o nosso caminho é de evolução e temos que estar preparados para fazer mais um bom trabalho", concluiu Luiz Gustavo.

Miranda e Filipe Luís

Outros dois atletas que falaram depois da vitória brasileira contra a França foram os ex-companheiros de Atlético de Madri Miranda e Filipe Luís. Ambos não participaram da última Copa do Mundo no fracasso do Brasil.

"Quando a gente tomou o gol, a primeira reação foi pensar que estávamos melhores do que eles. Estávamos tocando melhor a bola, e eles não criavam chances claras, só chegavam de bola parada", comentou o lateral esquerdo Filipe Luís, ao SporTV. "Aí, não aceleramos em nenhum momento. Continuamos com a bola no chão para reverter a situação", completou.

Para o zagueiro Miranda, a postura do Brasil no momento da adversidade foi um sinal de experiência. "O grupo está adquirindo confiança. Essa seleção já é madura, mesmo com muitos jovens. Quando tomamos o gol, sabíamos que tínhamos totais condições de rever", disse.

 

Comentários

Luiz Gustavo prefere destacar evolução do Brasil ao gol de cabeça

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.