Palmeiras dá show, atropela o São Paulo com golaços e encerra sina em clássicos

Diego Garcia, de São Paulo (SP), para o ESPN.com.br
Veja os gols de Palmeiras 3 x 0 São Paulo

Demorou mais de um ano e 11 clássicos, mas o Palmeiras enfim voltou a vencer um de seus arquirrivais. E não só venceu: deu show contra o São Paulo nesta quarta-feira, no Allianz Parque, pelo Campeonato Paulista, com direito a gol de placa de Robinho, expulsões de Tolói e Michel Bastos e outros dois belos tentos de Rafael Marques. E os 3 a 0 no placar foram pouco no fim das contas.

O Palmeiras não vencia um de seus principais rivais desde 2 de fevereiro do ano passado, quando fez 2 a 0 no mesmo São Paulo. De lá para cá, até esta quarta-feira, contudo, o time alviverde viveu um verdadeiro pesadelo em clássicos, perdendo oito e empatando dois das 10 partidas realizadas. Mas o pesadelo teve fim na noite de hoje, com juros e correção monetária.

O resultado levou o time alviverde aos 27 pontos, na liderança disparada do Grupo C do Campeonato Paulista. Já classificado, o Palmeiras volta a campo no domingo, quando encara o Red Bull, no Moisés Lucarelli.

O São Paulo, por sua vez, vive temporada para se esquecer em clássicos. Até o momento, a equipe tricolor perdeu duas vezes para o Corinthians - por 2 a 0, na Arena em Itaquera, e 1 a 0, no Morumbi -, empatou com o Santos sem gols e agora foi destroçado pelo Palmeiras, ainda sem marcar tentos contra seus arquirrivais.

No domingo, o time de Muricy Ramalho enfrenta o Linense, às 16 horas, no Morumbi, e possui 26 pontos no torneio, com folga na primeira colocação do Grupo A.

Gazeta Press
Rogério Ceni lamenta gol de Rafael Marques, que comemora ao fundo
Rogério Ceni lamenta gol de Rafael Marques, que comemora ao fundo

O clássico no Allianz Parque

Tinham dois minutos de bola rolando quando Rogério Ceni pegou mal na bola após recuada da defesa. Robinho matou no peito no círculo central do campo, esperou ela quicar e chutou com força, para o alto. A bola desceu, encobriu o goleiro tricolor e sentenciou um golaço no Allianz Parque.

O São Paulo se assustou com o gol. Sem o apoio de sua torcida, já que a maioria não compareceu por conta dos preços altos - apenas cerca de 50 tricolores estavam no Allianz Parque -, o time do Morumbi ficou nervoso. Assim, aos 7 minutos, Tolói foi expulso por dar pontapé sem bola em Dudu.

Preocupado, Muricy mexeu na equipe. Só que sacou o atacante Alexandre Pato, o melhor jogador do São Paulo na temporada, para a entrada de Edson Silva. Só que a tentativa do treinador de acertar o setor defensivo acabou saindo pela culatra.

No minuto seguinte, Dudu puxou contra-ataque pela esquerda desde seu campo de defesa. Sem ser travado por nenhum são-paulino, chegou na boca da área e tocou para o meio. A bola passou por todo mundo e sobrou nos pés de Rafael Marques, que chutou com força, rasteiro, no canto direito de Ceni.

O segundo tempo começou mostrando que seria uma repetição do primeiro. Logo aos 6 minutos, o Palmeiras puxou ataque perigoso para dentro da área do São Paulo. Após troca de passes, a bola sobrou nos pés de Zé Roberto, que deu uma cavadinha para o outro lado. Rafael Marques pegou de primeira e fez o terceiro, mais um golaço.

Aos 18 minutos, o Palmeiras se jogou novamente ao ataque. Em boa jogada de Dudu pela direita, Rafael Marques foi lançado, partiu para dentro da área tricolor, fintou Edson Silva e foi derrubado. A arbitragem, contudo, ignorou o lance polêmico e não deu pênalti para a equipe da casa.

E o jogo não parou por aí. Aos 30 minutos, a torcida alviverde começou a gritar olé. Pouco depois, Michel Bastos deu carrinho criminoso em Arouca e foi punido com o cartão vermelho. Embalado pela torcida, o Palmeiras passou a só tocar a bola e administrar o resultado. De bom tamanho para quebrar o incômodo tabu em clássicos.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 x 0 SÃO PAULO

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 25 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 22h (horário de Brasília)
Público: 25.804 pagantes
Renda: R$ 2.187.256,25  
Árbitro: Vinícius Furlan (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e João Edílson de Andrade (ambos SP)
Cartões amarelos: Zé Roberto, Vitor Hugo (PAL); Ganso (SPO)
Cartões vermelhos: Rafael Toloi, Michel Bastos (SPO)

GOLS
PALMEIRAS: Robinho, aos 2 minutos do primeiro tempo. Rafael Marques, aos 22 minutos do primeiro tempo e aos 6 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel e Arouca; Rafael Marques (Leandro Pereira), Robinho (Alan Patrick) e Dudu; Cristaldo (Gabriel Jesus) Técnico: Oswaldo de Oliveira

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi, Lucão e Carlinhos; Denilson, Hudson, Ganso (Centurión) e Michel Bastos; Alexandre Pato (Edson Silva) e Alan Kardec (Boschilia) Técnico: Muricy Ramalho

Comentários

Palmeiras dá show, atropela o São Paulo com golaços e encerra sina em clássicos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.