Em clássico marcado pela indisciplina, Barcelona deixa o tiki taka de lado

André Donke, do ESPN.com.br
Getty
Rakitic disputa com Pepe durante o clássico
Rakitic disputa com Pepe durante o clássico

Quem assistir apenas aos gols da vitória do Barcelona sobre o Real Madrid por 2 a 1 no Camp Nou já pode suspeitar de algo diferente no padrão de jogo da equipe. Afinal, marcar com um cabeceio em jogada de bola parada e depois de um lançamento longo vindo da defesa estão longe de ser o padrão do time do tiki taka.

Mais do que somente os lances dos gols, os números da partida mostram que o Barça, de fato, esteve diferente e não foi muito fiel ao seu perfil na vitória deste domingo. Primeiramente, a equipe teve 52,1 % de posse de bola, sua pior marca na temporada considerado Campeonato Espanhol, Uefa Champions League e Copa do Rei.

Até então, o registro mais baixo nesta estatística havia ocorrido justamente no duelo do primeiro turno com o Real, o qual perdeu por 3 a 1 e teve uma posse de 57,7%.

Além disso, os comandados de Luis Enrique tiveram neste domingo o segundo jogo em que menos deram passes em 2014-15: 534. Apenas no triunfo sobre o Granada por 3 a 1 em 28 de fevereiro, quando deu 506 passes, a equipe catalã teve um número inferior.

Se considerados apenas os toques certos, o superclássico na Catalunha foi a quarta pior partida do Barça neste quesito. Foram 455 passes, o que rendeu um aproveitamento de 85,2%, mantendo a boa média de acerto.

Mesmo ficando menos com a bola do que de costume, o time azul e grená esteve longe de ser inofensivo. O Barcelona teve 15 chances de gol no confronto, representando o sexto jogo mais produtivo na temporada ao lado do empate sem gols com o Getafe e a vitória sobre o Rayo Vallecano.

O dérbi ainda chamou atenção pela indisciplina não só dos mandantes como também do Real Madrid. Ao todo, foram 11 cartões amarelos, sendo cinco para os catalães e seis para os madrilenhos, recordes negativos para ambos em 2014-15.

Até este domingo, o máximo de amarelos que o Barça tinha recebido em uma partida fora quatro, o que ocorreu em quatro jogos diferentes. Já para os comandados de Carlo Ancelotti, os cinco amarelos na derrota para o Atlético de Madri por 1 a 0, em casa, em 22 de agosto, representavam o maior número de cartões vistos por jogadores merengues em um só duelo.

Os visitantes ainda cometeram 14 faltas, tornando o clássico a sua sétima partida que mais cometeu infrações, ao lado do empate por 2 a 2 com o Atlético pela Copa do Rei. O Baercelona, por sua vez, foi mais disciplinado e fez apenas nove faltas.

Assista aos gols da vitória do Barcelona sobre o Real Madrid por 2 a 1
Assista aos melhores momentos da vitória do Barcelona sobre o Real Madrid por 2 a 1
Comentários

Em clássico marcado pela indisciplina, Barcelona deixa o tiki taka de lado

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.