Mesmo em boa fase, Santos demite Enderson Moreira

Diego Garcia e Fellipe Camargo, para o ESPN.com.br
Gazeta Press
Enderson Moreira caiu do cargo no Santos
Enderson Moreira caiu do cargo no Santos

Mesmo em boa fase e na liderança isolada do Grupo D do Campeonato Paulista, o Santos optou nesta quinta-feira pela demissão do técnico Enderson Moreira, que estava no cargo desde setembro de 2014. O treinador, inclusive, deu o treinamento durante a manhã e ainda falou em entrevista coletiva, mas sem tocar no assunto. A causa de sua saída foi o mau relacionamento com alguns atletas, como jovens jogadores e líderes do elenco.

O presidente do alvinegro praiano, Modesto Roma Júnior convocou uma entrevista coletiva para esta tarde, às 16h30, para anunciar oficialmente a decisão. Em contato com o ESPN.com.br, o dirigente não negou a informação.

O Santos venceu cinco dos sete jogos que fez em 2015, com dois empates, e tem 17 pontos, 11 a mais que o XV de Piracicaba, vice-líder do grupo D do Paulista. 

Com passagens por Goiás e Grêmio antes de chegar à Vila Belmiro, Enderson Moreira fecha sua passagem no Santos com 15 vitórias, cinco empates e nove derrotas no comando do clube, com um aproveitamento de 56,9%. O treinador ainda tinha uma remuneração considerada baixa, na faixa dos R$ 200 mil.

Enderson chegou a ter seu nome fora da Vila Belmiro durante o processo eleitoral do clube, com alguns dos candidatos avessos à sua continuação. Modesto Roma, presidente eleito, não se manifestou à época sobre o caso.

Apesar da boa campanha no Campeonato Paulista, internamente Enderson Moreira não vinha agradando à diretoria santista e também alguns líderes do elenco por preterir jovens jogadores - casos de Gustavo Henrique e Gabriel -, tendo inclusive falado sobre isso em entrevista à Rádio Bandeirantes.

"Não é fácil, alguns atletas se acham mais do que são. Não conquistaram nada, não são referências e ainda têm muita coisa para caminhar. A conquista traz credibilidade, é importante que eles tenham esse pensamento. Já que muitos pensam em jogar fora, na Europa, eles precisam melhorar essa qualidade de jogar em equipe", falou.

O zagueiro Gustavo Henrique rebateu a declaração do agora ex-técnico. "Eu acho que nenhum jogador jovem se acha muito aqui. Talvez, os que estão começando agora, estão tentando mostrar seu potencial e, às vezes, se acaba confundindo isso. Mas acho que os jovens jogadores que estão aqui sempre procuram ver os exemplos dos mais velhos", defendeu o jogador de 21 anos.

Dunga explica volta do 'alegre' Robinho à seleção brasileira
Comentários

Mesmo em boa fase, Santos demite Enderson Moreira

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.