Após empréstimo de Marcelo Teixeira, Santos compromete 50% de pay-per-view da Globo

Diego Garcia, do ESPN.com.br
Marcelo Teixeira explica empréstimo ao Santos e diz: 'Alguém tinha que socorrer'

O Santos pagou na última segunda-feira R$ 2,681 milhões a Marcelo Teixeira referentes ao pagamento de empréstimo feito na semana passada, mas ainda deve R$ 1,319 milhões ao ex-presidente. Segundo acordo entre as partes, toda a verba a ser reposta pelo clube virá da arrecadação de pay-per-view da Globo, comprometendo 50% do valor a que o time alvinegro tem direito em 2015. As informações foram antecipadas pelo ESPN.com.br nesta sexta.

Conforme apuração da reportagem, o Santos teria direito a R$ 8 milhões de pay-per-view da Globo apenas em 2015. Só que R$ 4 milhões são de Marcelo Teixeira, que emprestou esta quantia no último dia 13 de janeiro para o clube se livrar da crise financeira e bancar os salários atrasados, de acordo com o que noticiou o ESPN.com.br na última quinta.

"Mediante a dificuldade de se cumprir os pagamentos de parte das folhas salariais dos atletas de futebol profissional devido à burocracia e exigências na obtenção de empréstimos bancários e com outras receitas do clube totalmente comprometidas pela administração anterior, recorremos, como um socorro de caixa, à respeitada e conceituada associação educacional Santa Cecília, que concordou em antecipar o recurso mediante o retorno do pagamento em seguida pela Globosat/Horizonte, referentes à exibição e transmissão do Pay-Per-View, sem elaboração de contratos, nem envolvimento de encargos, avais ou juros", confirmou o Santos em comunicado oficial endereçado ao ESPN.com.br.

Só que o clube ainda está devendo uma parcela para Marcelo Teixeira, ainda sem previsão para pagamento. De acordo com as partes, não foi feito nenhum acordo documentado, o que livra o clube de juros. Mas a confirmação do empréstimo é contrária ao que vinha dizendo até agora o atual presidente Modesto Roma, que prometia jamais recorrer ao ex-mandatário para sanar problemas de caixa. O clube segue em grave crise econômica.

"Era um aporte financeiro, um socorro para saldar os compromissos com as folhas e os impostos, e com isso imediatamente haveria por parte da diretoria o retorno por meio de valores de pay per view que entrariam até o fim do mês. Assim o Santos não ficaria prejudicado pela legislação para não perdermos mais direitos federativos de atletas", explicou Marcelo Teixeira em entrevista à ESPN.

Na última quinta-feira, presidente do Santos descartou empréstimo de Marcelo Teixeira; veja
Comentários

Após empréstimo de Marcelo Teixeira, Santos compromete 50% de pay-per-view da Globo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.