Da 'zebra' em 1998 à lenda em 2015: Federer conquista Brisbane na 1.000ª vitória de sua carreira

Dalton Cara, Guilheme Nagamine e Ricardo Zanei, do ESPN.com.br
Assista aos lances da vitória sobre Raonic, entrega do trofeu e homenagem a Roger Federer

Quem é o melhor da história? A discussão é longa. Eterna, talvez. Independentemente de sua preferência, Roger Federer está entre os maiores. Neste domingo, ele colocou mais um feito na sua galeria, muito maior do que o troféu do Torneio de Brisbane. A vitória sobre o canadense Milos Raonic foi a de número 1.000 na carreira de um dos principais esportistas - não "apenas" tenista - de todos os tempos.

Tudo começou em um 30 de setembro de 1998, data em que Roger Federer conquistava a sua primeira vitória como profissional, no Torneio de Toulouse. A vítima foi o francês Guillaume Raoux, à época número 45º do ranking mundial e 3º na França. Quem diria que, exatos 5947 dias - e 999 vitórias depois, aquele moleque suíço se tornaria o terceiro homem na história a atingir um feito tão grandioso.

Curioso ver como a história é contada, como os mitos são criados, como aquele garoto de 17 anos recém-completados se transformaria em uma lenda. O texto da renomada agência Associated Press sobre a vitória diante de Raoux é sucinto: "There was disappointment for French No. 3 Guillaume Raoux, who lost to Swiss qualifier Roger Federer, 6-2, 6-2", algo como "Desapontamento para Guillaume Raoux, número 3 da França, que perdeu para o suíço Roger Federer, que veio do quali, por 6-2 e 6-2". E só.

Daquele jogo, que durou exatos 60 minutos, nasceria uma sequência de vitórias e de feitos poucas vezes vistas no esporte. Com o triunfo sobre Raonic, Federer alcançou o seu 83º título (mais 42 finais) em simples, além de oito em duplas (mais seis vices).

Nessa galeria, são 17 conquistas em Grand Slam, contra 14 de Pete Sampras e Rafael Nadal. Mais: está no rol das feras que completaram o "Career Slam", quando o tenista ganha os quatro torneios do Grand Slam (Aberto da Austrália, Roland Garros, Wimbledon e Aberto dos EUA), ao lado de Fred Perry, Don Budge, Rod Laver, Roy Emerson, Andre Agassi e Rafael Nadal.

Três outros números impressionam. O primeiro é 738, quantidade de vitórias em sets diretos do suíço, em três ou cinco parciais. Depois, 274, referente aos diferentes oponentes que ele atropelou. Por fim, 28, que é número de países em que Federer conquistou seus títulos. Impressionante. 

É um momento especial. Eu joguei muito tênis nos últimos anos para chegar aqui. Isso significa muito para mim. Muito, muito obrigado.

Roger Federer, 1.000 vitórias, após ser homenageado por Rod Laver, outra lenda do tênis

Curiosamente, a França, pátria de Raoux e casa de Toulouse, se tornaria a principal vítima de Federer, que soma 110 vitórias contra tenistas do país. Curiosamente também entraria a Austrália nesse mapa: país de Mark Philippoussis, batido na final de Wimbledon de 2003, o primeiro título de Grand Slam do suíço, foi, neste domingo, palco da vitória número 1.000 de sua carreira.

Contra o Brasil, Federer tem sete vitórias e duas derrotas contra seis vítimas: Ricardo Mello, Gustavo Kuerten, Flávio Saretta, Marcos Daniel, Thiago Alves e Thomaz Bellucci. No entanto, Guga tem um retrospecto positivo contra o suíço, já que a lenda brasileira venceu duas vezes, contra apenas um revés. Já contra Mello, o triunfo veio em um Orange Bowl, um torneio júnior.

Agora, o seleto "clube dos 1.000" do tênis mundial conta com três integrantes: o imbatível americano Jimmy Connors, com 1.253 vitórias, o lendário Ivan Lendl, 1.071, e o mitológico Federer.

Federer, 33 anos, títulos, conquistas, feitos, marcas, recordes, 1.000. Mais de 16 anos depois da "zebra" na primeira vitória, o suíço se tornou um dos responsáveis por "escrever a história na nossa frente, nos nossos olhos". Quem é o melhor da história? Hoje, não importa. Hoje, o dia é de Federer, 1.000ª dia de Federer.

ESPN.com.br
federer-1000-vitorias-info-raonic

* Vitórias em ATP Finals e em Jogos Olímpicos foram incluídas na categoria 'ATP 500/250

Comentários

Da 'zebra' em 1998 à lenda em 2015: Federer conquista Brisbane na 1.000ª vitória de sua carreira

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.