Brasileiro que salvou carreira de Neuer diz que goleiro nunca tocou no assunto 7 a 1

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br, e Vladimir Bianchini, da Rádio ESPN
Arquivo Pessoal
Elliot Paes Manuel Neuer Schalke 04
Neuer com o preparador brasileiro Elliot Paes, que o salvou das dores após fratura no pé

Nesta segunda-feira, o goleiro Manuel Neuer irá participar do evento de gala da Fifa, em Zurique, e pode deixar a festa com a Bola de Ouro, prêmio concedido ao melhor jogador do ano. Campeão da Copa do Mundo com a Alemanha e detentor de praticamente todos os títulos possíveis com o Bayern de Munique, o arqueiro deve muito de seu sucesso recente a um preparador físico brasileiro.

Trata-se de Elliot Paes, ex-preparador do Schalke 04, e hoje na seleção brasileira sub-20. Quando trabalhou na equipe alemã, entre 2007 e 2008, ele conheceu o jovem Neuer, que, à epoca, era apenas uma promessa. O goleiro havia sofrido uma fratura no pé esquerdo e não conseguia se recuperar plenamente. Sentia dores a todo momento, que não sumiam de maneira alguma e ameaçavam seu crescimento no clube.

Recomendado pelo meia-atacante Lincoln, com quem Paes havia feito uma série de trabalhos específicos, Neuer aceitou passar por uma carga extra de trabalhos com o profissional brasileiro. O preparadpr não só acabou com as dores do goleiro como ainda o ensinou a jogar com os pés. Naquele tempo, o arqueiro ainda era "grosso", segundo conta Elliot.

"No Schalke, já existia essa filosofia dos goleiros trabalharem com os pés. Dos três goleiros que treinavam, porém, o Neuer era o pior com os pés. Ele tinha muita dificuldade, era 'grosso' na linha, não era um talento nato como o Rogério Ceni. Toda a evolução nos últimos anos foi fruto de muito treinamento e dedicação dele, que sempre quis mais", afirmou Paes, em entrevista à Rádio ESPN.

Hoje, Neuer é conhecido por atuar praticamente como um líbero nos jogos do Bayern de Munique, clube que o contratou em 2011, após o arqueiro passar praticamente uma vida no Schalke. O campeão do mundo frequentemente humilha atacantes rivais com dribles, e sabe sair jogando como poucos.

Para que ele chegasse a esse nível, Elliot Paes explica que fez uma espécie de aposta com Neuer, devido à descrença do goleiro no tipo de treino que foi proposto.

"Eu e ele começamos a fazer um trabalho à parte, para ele desenvolver força e ficar no mesmo nível que os jogadores de linha, apesar de ser goleiro. O mais curioso é que, no começo, ele não acreditava no que estava fazendo, falava assim: 'De que adianta fazer isso?'. Falei que isso ia trazer bons resultados para ele, mas o Neuer duvidou", lembrou.

Aos poucos, o goleiro viu que Elliot Paes estava com a razão.

"Uma vez, ele foi jogar com a seleção de base. Fiz uma espécie de aposta com ele para que melhorasse nos testes físicos. Quando ele voltou ao Schalke, me deu a luva que tinha usado na Alemanha, e falou, todo contente: 'Não só melhorei meu resultados, como foi um dos melhores alcançados pelos goleiros na história da seleção", celebrou o fisioterapeuta, orgulhoso do pupilo.

Desde então, Neuer só vem se destacando cada vez mais como "goleiro-linha". Recentemente, em um jogo contra o Augsburg, pelo Campeonato Alemão, ele chocou a todos ao ir quase até o meio-campo para dar um carrinho e desarmar o atacante rival.

Relembre no vídeo:

Goleiro-linha? Neuer vai até o meio de campo e dá carrinho para desarmar atacante

"Uma coisa que chamou muito a atenção foi que, ano passado, fiquei uma semana no Bayern, e ele me mostrou como havia evoluído. O [técnico Josep] Guardiola faz um treinamento no qual o Neuer tem que sair jogando sob pressão dos atacantes, e não pode dar chutão de jeito nenhum, tem que devolver a bola rente ao gramado todas as vezes. Se devolver à meia-altura ou alta, o Guardiola manda voltar, e dá bronca: 'Você precisa jogar bem com os pés, quero que você jogue bonito'", contou Paes.

Goleiro nunca falou do 7 a 1

Elliot e Neuer seguem amigos e continuam se falando até hoje. O brasileiro, inclusive, diz que torcerá muito para o goleiro vencer Messi e Cristiano Ronaldo, levando pela primeira vez na carreira a Bola de Ouro da Fifa na segunda-feira.

Arquivo Pessoal
Elliot Paes Manuel Neuer Alemanha Brasil
Elliot Paes e o amigo Manuel Neuer

"Estou na torcida para ele ser eleito o melhor do mundo. Sinto-me muito honrado por ter participado por um bom tempo na formação dele, principalmente pelo que ele é hoje com o trabalho com os pés", disse.

O preparador também ressaltou que, em todas as vezes que falou com Neuer depois da humilhante goleada imposta pela Alemanha ao Brasil na semifinal da Copa do Mundo, o goleiro nunca chegou sequer a mencionar o episódio do "Mineirazo".

"Ele nunca tocou no assunto do 7 a 1 comigo, por incrível que pareça. O respeito e a educação dele são impressionantes. Não fez qualquer brincadeira ou colocou isso como tema de conversa", avaliou Paes, estendendo o elogio a todos os alemães.

"Além de terem deixado uma bela imagem para o povo brasileiro pela educação no tempo em que passaram aqui, eles também mostraram que sabem vencer".

Arquivo Pessoal
Elliot Paes Manuel Neuer Schalke 04
'Neuer nunca tocou no assunto do 7 a 1 comigo', diz Paes sobre o amigo
Comentários

Brasileiro que salvou carreira de Neuer diz que goleiro nunca tocou no assunto 7 a 1

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.