Partida beneficente tem D'Ale juiz e ídolos sul-americanos com mais de 35 mil no Beira-Rio

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Com show do 'árbitro' D'Alessandro, Esperança vence Solideriedade no Beira-Rio cheio

O meia argentino Andrés D’Alessandro, do Internacional, reuniu neste sábado grandes nomes do futebol sul-americano para um jogo solidário no Beira-Rio, em Porto Alegre, batizado como Lance de Craque - Um Gol Pelas Crianças. Com ex-jogadores e atletas na ativa, o duelo assistido por 35.449 espectadores serviu para arrecadar recursos para diversas instituições de caridade.

O jogo terminou com a vitória do Esperança sobre o Solidariedade pelo placar de 5 a 3. Pelo time vencedor marcaram D'Alessandro (2), Rubén Paz, Estebán Fuertes e Fernando Cavenaghi. Pelo lado derrotado anotaram Francescoli, Zé Roberto e Márcio Chagas da Silva.

Os times foram divididos em Esperança e Solidariedade. Ídolos do passado como Francescoli, Rubén Paz, Deco e Gamarra dividiram o gramado com atletas em atividade como Diego Milito, Dátolo, Alex e Lugano.

Além dos craques atuais e do passado, o jogo contou com quatro técnicos, sendo que três deles estarão dirigindo na próxima Copa América: Dunga (Brasil), Jorge Sampaoli (Chile) e Ramon Díaz (Paraguai). Celso Roth completou a relação de treinadores.

Em um dos momentos curiosos da partida, D’Alessandro trocou de posição com o ex-árbitro Márcio Chagas da Silva, que abandonou a profissão após ter sofrido ofensas racistas em um jogo do Campeonato Gaúcho, e passou a apitar o duelo, enquanto o juiz virou jogador.

D’Alessandro agradeceu a todos os que puderam estar presentes na partida: "Agradecer primeiramente, tanto atletas e treinadores, que conseguiram vir, é uma data difícil, conseguimos trazer figuras importantíssimas, pessoas que jogaram no Inter e Grêmio. Sinceramente muito obrigado por ajudar".

O duelo também promoveu reencontros como o de Roth e Gamarra, que estiveram no Internacional em 1997.

"É fantástico rever o Gamarra, meu capitão de 1997, são tantos jogadores, você fica até emocionado", relatou Roth, enquanto Gamarra fez questão de exaltar a importância do jogo: "É algo lindo e maravilhoso estar aqui, principalmente se for ajudar as crianças".

Um dos principais nomes do Inter nos últimos anos, o zagueiro Bolívar também demonstrou emoção no retorno ao estádio: "É bacana, primeiramente por estar em uma causa bacana, iniciativa do D´Alessandro. Voltar ao Beira-Rio é uma grande emoção, minhas alegrias foram aqui, muito bom poder relembrar."

As entidades beneficiadas pelo jogo beneficente foram: AACD, Casa Aberta, Educandário São João Batista, Centro Social Padre Leonardi e Pão dos Pobres.

D'Alessandro troca de posição com árbitro Márcio Chagas, distribui amarelos e marca até pênalti
Sai, sai, sai! Guiñazú pede para abrirem, toma distância, faz pose, mas pega muito mal na bola...
Comentários

Partida beneficente tem D'Ale juiz e ídolos sul-americanos com mais de 35 mil no Beira-Rio

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.