Custo mensal de mais de R$ 1 milhão de Júlio Baptista vira 'pesadelo' do Cruzeiro para 2015

Marcus Alves, do ESPN.com.br
Getty
Júlio Baptista ainda não convenceu com a camisa celeste
Júlio Baptista ainda não convenceu com a camisa celeste

'Gastador' nos últimos anos, o Cruzeiro pretende segurar as contas na próxima temporada. A decisão foi um dos motivos da divergência entre Gilvan de Pinho Tavares e Alexandre Mattos que resultou na saída do diretor para o Palmeiras. Na mira dos cortes previstos pelo presidente para o futebol em 2015, está mais uma vez o meia-atacante Júlio Baptista, cujo custo mensal supera a cifra de R$ 1 milhão.

Segundo membros da diretoria celeste revelaram ao ESPN.com.br, a conta total chega a R$ 1.040 milhão.

O número abrange não apenas o salário de cerca de R$ 400 mil, mas também o gasto que o clube assumiu ao diluir em diversas parcelas o pagamento das luvas pela contratação realizada ao Málaga, em julho de 2013. O atleta e seu empresário adiantaram o valor aos espanhóis como forma de assegurar o acerto. O mesmo acordo foi proposto ao Inter na época e rejeitado pelos dirigentes colorados.

A transferência encontrou resistência também na Toca da Raposa.

O diretor executivo Alexandre Mattos e o gerente de futebol Valdir Barbosa ficaram em lados opostos sobre o assunto.

Os defensores da transação citam a compra de Dagoberto ao Inter, na mesma temporada, por R$ 7 milhões como exemplo de um negócio que acabou saindo ainda mais caro aos cofres celestes, embora tenha trazido maior retorno dentro de campo.

Essa não é a primeira vez que o Cruzeiro vai ao mercado atrás de um interessado no veterano de 33 anos.

No meio da temporada, os atuais bicampeões brasileiros já haviam tentado reduzir a sua folha salarial, oferecendo aos demais times um pacote que contava com outros nomes como a revelação Elber, o ex-palmeirense Luan e o então recém-contratado Neilton. Santos, Flamengo e Corinthians foram procurados e se assustaram com o custo mensal de Baptista.

O gerente do São Paulo, Gustavo Vieira de Oliveira, filho do ídolo corintiano Sócrates, negou recentemente interesse em sua contratação também.

Com contrato até junho de 2015, Júlio Baptista foi apresentado em um carro-forte como parte de estratégia de marketing do programa de sócio-torcedor, mas não correspondeu às expectativas e vinha sendo utilizado de forma improvisada no ataque. Ele soma 17 gols em 56 partidas pelo clube.

Para Mauro, clubes brasileiros fazem loucuras: Júlio Baptista, por exemplo, foi contratado por grife
O meia-atacante deixou o Málaga e foi apresentado pelo Cruzeiro em 2013
Comentários

Custo mensal de mais de R$ 1 milhão de Júlio Baptista vira 'pesadelo' do Cruzeiro para 2015

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.