Goulart mantém Bola de Ouro nas 'Gerais' e expande hegemonia mineira

Jean Pereira Santos e Lucas Borges, do ESPN.com.br
ESPN.com.br
Bola de Ouro - Ricardo Goulartr
Depois de Everton Ribeiro em 2013, Ricardo Goulart ficou com a Bola de Ouro em 2014

Está tudo dominado, Minas Gerais não deixou nada para o restante do país. A última Copa Libertadores conquistada por um brasileiro foi um time mineiro que venceu, a Copa do Brasil, uai, também é do Galo, e os dois campeonatos brasileiros passados foram para as mãos do Cruzeiro.

Mereceu muito. Apareceu o melhor Goulart justo quando a ‘peteca estava caindo'. Está hoje na seleção brasileiro e mereceu essa Bola de Ouro

Sorín, que entregou o prêmio a Goulart

Na tradicional Bola de Ouro, o troféu entregue ao melhor jogador da Série A pela Revista Placar em parceria com a ESPN, não poderia ser diferente. Só dá Minas.

Ronaldinho Gaúcho recebeu o prêmio em 2012, com o Atlético, Everton Ribeiro recebeu ano passado, com o Cruzeiro e em 2014, mas um atleta do time celeste 'abocanhou.'

Enquanto a campanha da Raposa até o título nacional transcorreu suave, quase sem turbulência, a trajetória de Ricardo Goulart rumo à Bola de Ouro foi à jato, arrebatadora.

Atuações de gala aliadas a gols decisivos nas vitórias sobre Grêmio e Santos, no segundo turno - foram 15 tentos no total, rendendo-lhe a vice artilharia do campeonato -, colocaram o meio campista de 23 anos na dianteira desta concorrida disputa, e ele não largou mais o ‘queijo.'

Bola de Ouro: Ricardo Goulart, do Cruzeiro, é o melhor do Brasileirão

A nomeação do atleta ex-Santo André, Internacional e Goiás garante às ‘Gerais' uma hegemonia até então só alcançada pelo estado de São Paulo, entre 1989 e 1991, quando Ricardo Rocha, pelo São Paulo, César Sampaio, pelo Santos e Mauro Silva, pelo Bragantino, receberam o prêmio e entre 1993 e 1996, período em que César Sampaio, desta vez com o Palmeiras, Amoroso, com o Guarani, Giovanni, com o Santos e Djalminha, com o Palmeiras, levaram.

E falando da rivalidade de Belo Horizonte, o Cruzeiro passa o Atlético em número de bolas de ouro e se torna o segundo clube mais vencedor, com quatro exemplares, ao lado do Internacional e atrás de Flamengo, São Paulo e Santos, cada um com cinco.

Em bolas de prata, o Galo segue à frente, em terceiro lugar no ranking geral, com 46 troféus, três a mais que o rival, logo atrás, com 43. São Paulo, 64, e Internacional, 48, são os líderes.

"Não foi fácil chegar até aqui. Dedico o prêmio à minha família e ao coletivo, é muito gratificante. A torcida toda me acolheu, ela á confiança e tranquilidade quando você mais precisa", disse Ricardo Goulart.

 

Comentários

Goulart mantém Bola de Ouro nas 'Gerais' e expande hegemonia mineira

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.