Reuters: Pressionada, Fifa deve perder patrocínio da Sony por 'reestruturação'

ESPN.com.br com Agência Reuters
Reuters
Sony patrocina a Fifa desde 2006 com contrato que expira em 2014
Sony patrocina a Fifa desde 2006 com contrato que expira em 2014

A Sony não planeja renovar o contrato de patrocínio com a Fifa, pois a fabricante japonesa de eletrônicos precisa priorizar os esforços de reestruturação, disseram pessoas familiares com o assunto à agência Reuters. Tal medida viria em seguida ao anúncio da Emirates Airlines este mês de que estava encerrando seu patrocínio, um duro golpe para a entidade máxima do futebol mundial, que investiga se houve corrupção no processo de escolha das sedes das duas próximas Copas do Mundo.

A Sony é patrocinadora da Fifa há oito anos, com um contrato de 33 bilhões de ienes (280 milhões de dólares) que expira em 2014.

Nesta terça, a gigante japonesa disse ter como objetivo aprofundar a restruturação de suas divisões de TV e celulares, enquanto almeja um crescimento robusto para sua divisão de aparelhos eletrônicos, em que fica abrigada seu promissor negócio de sensores de imagem. Um representante para o conglomerado de eletrônicos disse não poder comentar contratos futuros. As pessoas familiares com o assunto não quiseram se identificar, já que não tinham autorização para falar com a imprensa.

Patrocinadores têm pressionado a Fifa a dar resposta veemente diante das denúncias de pagamento de propina envolvendo a escolha da Rússia como sede da Copa de 2018 e do Catar para o Mundial de 2022 nas eleições de quatro anos atrás.

Comentários

Reuters: Pressionada, Fifa deve perder patrocínio da Sony por 'reestruturação'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.