Ex-Palmeiras e Flamengo vira 'Rei do Gado' em Minas e não larga o 'Canal Rural'

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br, e Vladimir Bianchini, da Rádio ESPN
Reprodução/ESPN
Dininho Gado
Ex-zagueiro Dininho em meio ao gado em sua fazenda em Minas Gerais

Sou desse chão, onde o rei é peão
Com um laço na mão
Laça a fera e marca
Deixando a ilusão de que tudo é seu
Com coragem de quem
Vive, luta, sonha
Em ser mais feliz

Se você gosta de novela, certamente se lembra do tema de "O rei do gado", folhetim de muito sucesso exibido pela TV Globo entre 1996 e 1997, com nomes como Antônio Fagundes, Tarcísio Meira, Stênio Garcia e Letícia Spiller no elenco.

Pois saiba que, mesmo muito tempo após o fim da briga entre os Mezenga e os Berdinazi, o rei do gado continua na ativa, mas agora atende pelo nome de Irondino Ferreira Neto.

Não reconheceu?

Trata-se do ex-zagueiro Dininho, que fez fama nos grandes times do São Caetano no início dos anos 2000, mas que também passou por Palmeiras e Flamengo na carreira. Hoje aposentado, ele joga futebol apenas no fim da tarde, já que, durante o dia, tem que cuidar de sua fazenda em Itapagipe-MG e assistir à programação do Canal Rural

"Agora que parei com a bola, precisa fazer alguma coisa. Eu mexo com gado de leite e de corte, para diversificar. Procuro estar por dentro do mercado, porque não tem mais o dinheiro da bola. Quando a arroba esta mais cara, vendo, e quando está mais barata, compro. Procuro estar por dentro sempre do Canal Rural para poder saber da cotação do dia", contou Dininho, que parou de jogar em 2011, em entrevista ao ESPN.com.br e à Rádio ESPN.

No meio da entrevista, uma surpresa: "Rapaz, tô aqui no galinheiro e a galinha tá cantando, atrapalhando a entrevista (risos). Acabou de botar um ovo!", relatou o fazendeiro, feliz da vida.

Nascido no interior de Minas Gerais, Dininho se acostumou à vida do campo desde cedo. Por isso, afirma, sempre quis ter sua própria fazenda depois de pendurar as chuteiras.

"Era um projeto de vida meu, quando parar de jogar bola mexer com fazenda. Sou do interior, fui criado no sítio, meu pai tinha propriedade perto da cidade. Mexia com gado e leite desde criança, e sempre tive o sonho de poder ganhar meu dinheiro, ter uma fazenda e por meu gado", afirmou.

No entanto, o futebol segue presente na vida do ex-atleta, revelado em 1994 pelo Matsubara, do Paraná - especialmente depois da lembrança dos 10 anos da morte de Serginho, seu eterno parceiro de zaga no São Caetano, no fim de outubro (confira o especial da ESPN sobre o caso). Ele joga sua pelada quase todo final de tarde, e não descarta retornar ao mundo da bola em breve, após se preparar.

"Não descarto voltar a trabalhar com futebol no ano que vem. Quero fazer estágios e cursos para poder estar pronto para trabalhar no mundo do futebol", revelou o ex-zagueiro, que também visita São Caetano, onde viveu entre 1997 e 2005, com frequência.

"Tenho um filho que mora no ABC, todo mês estou lá. Vou sempre a São Paulo por causa dele. Ele não gosta muito de bola, não, e eu não vou forçar a ser jogador. Ele gosta muito de natação", salientou.

Gazeta Press
Zagueiro Dininho fazia parte do elenco nos tempos áureos do São Caetano
Dininho nos vitoriosos tempos de São Caetano

Enquanto a vida passa, Dininho vai aumentando seu rebanho e ficando ligado no preço da arroba e do leite. Apesar dos negócios na fazenda estarem indo muito bem, obrigado, ele mostra modéstia e descarta ter o mesmo título que Bruno Mezenga, que era o rei do gado na trama de Benedito Ruy Barbosa.

"Rei do gado (risos)? Não, não... Estou beirando o meu vizinho, ainda. Ele sim é o rei do gado, tem uma fazenda grande. Ainda estou na beirada", sorriu.

A vida de Dininho, porém, se encaixa muito bem no tema da novela...

Sou desse chão
Sou da terra raiz
Sou a relva do campo
E pra sempre serei

Comentários

Ex-Palmeiras e Flamengo vira 'Rei do Gado' em Minas e não larga o 'Canal Rural'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.