Fifa pede desculpas à Ucrânia por vídeo no qual Crimeia aparece como parte da Rússia

ESPN.com.br com agência AFP
Reprodução
Vídeo Fifa Copa do Mundo 2018 Rússia Crimeia Ucrânia
Mapa da Fifa colocou a Crimeia como parte da Rússia

A Fifa pediu desculpas à Ucrânia após apresentar um vídeo no qual o mapa da Rússia aparece com a região da Crimeia anexada, durante o lançamento do logo da Copa do Mundo de 2018. O território está no centro da atual disputa entre os países vizinhos.

O vídeo, apresentado na última terça-feira, em cerimônia em Moscou, foi encomendado, segundo a Fifa, pelo Comitê Organizador Local russo a uma agência de publicidade local. No evento, a criação visual foi projetada sobre a fachada do famoso Teatro Bolshoi, em Moscou.

A Fifa tirou o vídeo original de sua conta no Youtube e o editou, cortando a parte em que aparece o mapa da Rússia antes de divulgá-lo novamente (confira a versão original abaixo).

A polêmica surge justo quando a Fifa e a Uefa mediam discussão entre as federações de futebol russa e ucraniana sobre a incorporação da Rússia de três times da Crimeia ao seu campeonato. A Uefa já se pronunciou em março sobre o assunto dizendo que não reconheceria os jogos disputados por estas equipes no campeonato russo.

O vídeo incomodou autoridades ucranianas. Markiyan Lubkivskiy, responsável por organizar a Euro-2012 na Ucrânia e atual líder da segurança ucraniana, chegou a publicar mensagem na internet pedindo uma resposta judicial ao vídeo, sugerindo que ele poderia ajudar a causa do grupo de separatistas pró-Rússia na Ucrânia.

"Advogados, preparem-se. Se não reagirmos duramente a coisas como essa, logo nada mais sobrará para nós", escreveu ele.

A Federação Ucraniana ainda não se pronunciou a respeito.

Comentários

Fifa pede desculpas à Ucrânia por vídeo no qual Crimeia aparece como parte da Rússia

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.