Ponte Preta afunda ainda mais a Portuguesa e segue firme na liderança da Série B

ESPN.com.br
Veja os gols de Portuguesa 0 x 3 Ponte Preta 

A Ponte Preta segue mais líder do que nunca na Série B do Brasileiro. Na noite desta sexta-feira, a equipe campineira venceu a Lusa por 3 a 0, no Canindé. Rafael Costa e Alexandro (duas vezes) marcaram.

Com o resultado, a Ponte chega aos 57 pontos passadas 30 rodadas da segunda divisão nacional e está três pontos na frente do Vasco, que joga nesta sábado. A Portuguesa, por outro lado, continua no fundo do poço: é a 20ª colocada, com 21 pontos.

O líder do torneio construiu o resultado na segunda etapa. Aos oito minutos, Cafu escapou pelo lado direito, entrou na área e chutou errado. O volante Maycon furou de maneira bizarra na hora de afastar e a bola sobrou para Rafael Costa abrir o placar.

Nos minutos finais, o time campineiro ainda conseguiu marcar mais duas vezes. Aos 38 minutos, Rafael Santos deu rebote em chute de Renato Cajá, e Alexandro aproveitou a sobra para ampliar. Aos 44, o centroavante fez mais um para fechar o placar.

Na próxima rodada, já na terça-feira (21/10), a Ponte recebe o Avaí, no Moisés Lucarelli. A Portuguesa, no mesmo dia, enfrenta o Paraná Clube, na Vila Capanema.

Toda de azul, Lusa cria boas chances e vê torcida protestar em frente à tribuna

Necessitando do resultado positivo em seus domínios, a Portuguesa, que atuou com um uniforme comemorativo, recordando a conquista da tri-fita azul nos anos 1960, criou a primeira chance de gol do jogo. Aos 11 minutos, Serginho escapou pela ponta esquerda e acionou Gabriel Xavier, com passe por elevação. O camisa 10 aproveitou um corte errado do defensor visitante, invadiu a área e bateu cruzado. Entretanto, Roberto, atento, praticou boa defesa.

Com 21 jogados, a Ponte Preta criou sua oportunidade inaugural: Rodinei cruzou na medida e viu Alexandro testar firme, pro chão. Bem posicionado, Rafael Santos voou no canto direito para segurar. Quando o relógio apontou a marca dos 30, Gabriel Xavier recebeu no setor esquerdo, escapou da marcação e cruzou rasteiro. Roberto afastou para o centro da área, porém, Tiago Alves lá estava para evitar a conclusão de Serginho.

Quando o relógio apontou a marca dos 38, um grupo de torcedores rubro-verdes parou em frente à tribuna de honra e iniciou um protesto contra a diretoria, que acompanhava ao jogo de maneira tensa. O panorama instável se refletiu dentro das quatro linhas, aos 45 minutos, com um desentendimento entre Diogo Orlando e Adrianinho, camisa 10 campineiro. O incidente rendeu cartão amarelo para ambos.

Ponte Preta inaugura marcador e acentua desespero rubro-verde

A Portuguesa retornou com intensidade para a etapa complementar e criou uma boa chance de sair na frente. Logo aos três minutos, Serginho escapou pela ponta esquerda e finalizou colocado, no ângulo direito. Entretanto, a bola bateu na parte externa da rede.

Porém, com oito jogados, a Ponte Preta inaugurou o marcador: em contragolpe mortal, Jonathan Cafu avançou pela direita, invadiu a área e bateu cruzado de forma errada. Entretanto, Maycon furou ao tentar o corte e viu o chute virar assistência para Rafael Costa, com o gol escancarado, balançar a rede.

Se a situação da Lusa já parecia difícil, ela se tornou ainda mais complicada quando o relógio apontou a marca dos 25: por entrada dura em Fernando Bob, o volante Diogo Orlando recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso pelo árbitro Marcelo Prieto Alfieri.

A última cartada de Vágner Benazzi, com um homem a menos, foi tirar Gabriel Xavier e promover a entrada de Felipe Nunes. Todavia, sem seu camisa 10 e principal destaque no torneio, a representação rubro-verde se tornou uma presa fácil para a Ponte, que ampliou aos 38: aproveitando boa jogada de Roni, Renato Cajá finalizou firme e viu Rafael Santos espalmar. No rebote, Alexandro só empurrou para o gol.

Aos 44 minutos, ainda houve tempo para a representação campineira alargar a vantagem. Rodnei avançou com liberdade pela ponta direita, invadiu a área e concluiu firme. Rafael Santos não conseguiu segurar e viu Alexandro, nas proximidades da linha, apenas completar para a rede.

FICHA TÉCNICA:
PORTUGUESA 0 x 3 PONTE PRETA

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo-SP
Data: 17 de outubro de 2014, sexta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Prieto Alfieri-SP
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli-SP e Gustavo Rodrigues de Oliveira-SP
Público pagante: 1.848 pessoas
Renda: R$ 51.480,00
Cartões amarelos: Diogo Orlando e Maycon (Portuguesa); Juninho, Adrianinho e Jonathan Cafu (Ponte Preta)
Cartão vermelho: Diogo Orlando (Portuguesa)
GOLS: PONTE PRETA: Rafael Costa (aos 8' do 2T) e Alexandro (aos 38' e 45' do 2T)

PORTUGUESA: Rafael Santos; Arnaldo, Mateus Alonso, André Astorga e Lucas Caires (Jean Mota); Renan, Diogo Orlando e Maycon; Gabriel Xavier (Felipe Nunes); Serginho e Bruno Moraes (Marcelinho)
Técnico: Vágner Benazzi

PONTE PRETA: Roberto; Rodnei, Gilvan, Tiago Alves e Bryan; Juninho, Fernando Bob, Adrianinho (Rafael Costa) e Thomás (Renato Cajá); Jonathan Cafu (Roni) e Alexandro
Técnico: Guto Ferreira

Comentários

Ponte Preta afunda ainda mais a Portuguesa e segue firme na liderança da Série B

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.