Em duelo pelo G-4, Fluminense e Atlético-MG fazem jogo morno e apenas empatam

ESPN.com.br
Veja os melhores momentos de Fluminense 0 x 0 Atlético-MG 

Dois times de olho no G-4. Dois times que não embalaram. Empate sem gols. O 0 a 0 não foi um bom para Fluminense e nem para Atlético-MG, nesta quinta-feira, no Maracanã, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, eles não conseguiram terminar a rodada na zona de classificação para a Copa Libertadores, objetivo dos dois técnicos.

A igualdade fez com que o clube mineiro permanecesse na sexta colocação e chegasse aos 44 pontos. Já o tricolor carioca somou 42 pontos e ainda foi ultrapassado pelo Santos, que venceu o Bahia por 1 a 0, caindo para o oitavo lugar.

Os dois atacantes que defenderam a seleção brasileira na Copa do Mundo, Fred e Jô, pouco ajudaram seus times em campo. O jogador atleticano sofre um jejum de gols e não marca pela sua equipe há seis meses, ou 21 jogos. Já pelo lado tricolor, Fred tem deixado seu torcedor mais feliz, pois voltou a marcar após o Mundial e já soma nove gols no Brasileiro.

Na próxima rodada, o Atlético-MG tem outra pedreira pela frente, o São Paulo, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Independência. Já o Fluminense encara outro adversário na briga pelo G-4, o Internacional, em Porto Alegre, no Beira Rio, às 16h, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

A primeira oportunidade de gol aconteceu aos nove minutos, quando Conca cobrou o escanteio e Fred livre na pequena área subiu alto, mas desviou de cabeça para fora. Aos 14 minutos, Conca cobrou falta, mas Victor tirou de soco.

Aos 22 minutos, o Galo saiu em contra-ataque pelo meio, e Carlos lançou para Guilherme, mas o árbitro auxiliar indicou impedimento. Aos 24, Dátolo cobrou falta fechada da direita na área do Fluminense, e Diego Cavalieri afastou. Em seguida, o atacante Luan fez falta em Wágner e levou o primeiro cartão amarelo da partida.

Em cobrança de escanteio, aos 29 minutos, o tricolor teve sua melhor chance, quando Conca cobrou no primeiro pau, Cícero desviou de cabeça, e Fabricio, sozinho, acertou a trave direita de Victor. Um minuto depois, nova boa oportunidade para os donos da casa, com o volante Edson, que pegou sobra na entrada da área e chutou forte: a bola passou rente à trave do goleiro Victor.

O Galo conseguiu sua melhor chance depois de Guilherme fazer bonita jogada, invadiu a área do Fluminense e rolou para trás, para Carlos. Edson se atirou de carrinho e conseguiu impedir o chute do atacante contra a trave defendida por Diego Cavalieri.

Fluminense foi mais ofensivo e teve mais posse de bola durante a primeira etapa da partida, mas não conseguiu marcar seu gol. Foram poucas finalizações na primeira etapa, quatro para o clube carioca e uma para o mineiro. O Atlético-MG parecia conformado com um empate fora de casa, jogando muito fechado.

Os dois times voltaram para o segundo tempo sem modificações. Aos quatro minutos da etapa complementar, Carlos foi lançado e saiu livre na frente. Diego Cavalieri abandonou sua área, trombou com o atacante e tirou. O árbitro Héber Lopes mandou o jogo seguir. Dois minutos depois, Fred recebeu na área pela direita, a bola desviou na zaga e quase encobriu Victor, mas foi para fora.

Cristóvão Borges fez a primeira substituição da partida aos 19 minutos, tirou Fernando e colocou Chiquinho, para dar mais velocidade as jogadas. Em seguida foi a vez de Levir Culpi fazer sua modificação também em busca de mais velocidade para seu grupo, colocou o estreante Cesinha no lugar de Luan.

Até a metade do segundo o jogo se manteve equilibrado, embora o Fluminense tivesse mais volume de jogo e passou mais tempo com posse de bola. O clube atleticano caiu caindo na linha de impedimento do time da casa e teve poucas chances.

Kenedy entrou no lugar de Edson aos 34 minutos e trouxe ritmo de jogo para o Fluminense. Em um minuto o atacante fez duas boas jogadas, que agradaram osquase 12 mil torcedores presentes no Maracanã.

Aos 40 minutos Cícero levou o primeiro cartão amarelo do Fluminense após falta dura fez falta dura. O Gala segurou o empate até o fim.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 0 ATLÉTICO-MG

Local: estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 9 de outubro de 2014 (Quinta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Nadine Schramm Camara Bastos (Fifa-SC)
Renda: R$ 248.565,00
Público: 10.320 pagantes
Cartões Amarelos: Cícero (Fluminense); Luan, Leandro Donizete (Atlético-MG)
Gol: Não houve  

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Marlon, Fabrício e Fernando (Chiquinho); Rafinha, Edson (Kenedy), Cícero, Darío Conca e Wagner; Fred
Técnico: Cristóvão Borges

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Edcarlos e Alex Silva; Leandro Donizete, Guilherme, Dátolo e Carlos; Luan (Cesinha) e Jô
Técnico: Levir Culpi

Comentários

Em duelo pelo G-4, Fluminense e Atlético-MG fazem jogo morno e apenas empatam

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.