Noruega retira candidatura de Oslo para Olimpíada de Inverno de 2022

ESPN.com.br com agência Reuters
Getty
Oslo não se candidatará aos Jogos Olímpicos de Inverno
Oslo não se candidatará aos Jogos Olímpicos de Inverno

O governo da Noruega está retirando a candidatura de Oslo para sediar a Olimpíada de Inverno de 2022, informou o país nesta quarta-feira, deixando a chinesa Pequim e Almaty, no Cazaquistão, como as únicas concorrentes no páreo depois da desistência da maioria das candidatas em potencial.

A Noruega, que já sediou o evento duas vezes e conquistou mais medalhas nos Jogos de Inverno que qualquer outra nação, irá desistir da disputa porque o governista Partido Conservador e o Partido do Progresso se recusaram a apoiar a competição, pedindo ao governo que não se inscreva.

"Recebemos um conselho claro, e não há razão para não segui-lo", afirmou a primeira-ministra conservadora, Erna Solberg. "Um projeto grande como este, que sai tão caro, exige apoio popular amplo, e não há apoio suficiente para ele".

A Olimpíada de Inverno deste ano em Sochi, na Rússia, custou inéditos 51 bilhões de dólares, e embora a Noruega tenha prometido um evento por um décimo desta cifra, os defensores da candidatura não conseguiram angariar apoio suficiente, em parte por causa dos temores de que o custo de sediar o evento pudesse inflar.

"Os parlamentares do Partido Conservador estão divididos e não podem aconselhar o governo a ir adiante com a Olimpíada. Nós, portanto, pedimos ao governo que cancele o processo de inscrição", declarou o legislador conservador Trond Helleland.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) classificou a desistência de Oslo como uma oportunidade desperdiçada para o país, seu povo e seus atletas.

Comentários

Noruega retira candidatura de Oslo para Olimpíada de Inverno de 2022

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.