Após dois gols no clássico, Fábio Santos cita carinho pelo São Paulo: 'Não vou cuspir no prato que comi'

ESPN.com.br
Gazeta Press
Fábio Santos marcou duas vezes de pênalti na vitória do Corinthians
Fábio Santos marcou duas vezes de pênalti na vitória do Corinthians

Fábio Santos foi um dos destaques do Corinthians na vitória por 3 a 2 sobre o São Paulo, no último domingo. Ele cobrou dois pênaltis com categoria e não deu chances para o goleiro Dênis. O corintiano, que foi revelado pelo São Paulo, disse que os gols não tiveram um sabor especial por serem contra o ex-clube, e afirmou que tem muita gratidão pelo time do Morumbi.

"Tenho um carinho especial pelo São Paulo. Foi a equipe que me revelou, fiquei dez anos da minha vida dentro do São Paulo, e não vai ser agora que eu vou cuspir no prato que eu comi. Sou muito grato, pois foi a equipe que me formou como pessoa, como profissional, mas hoje também eu não nego a identificação que eu tenho com o Corinthians. São quatro anos de clube, com conquistas importantes e me sinto muito bem, muito feliz e adaptado aqui", disse Fábio Santos, em entrevista à Rádio ESPN.

Fábio Santos falou sobre sua atuação no clássico contra o São Paulo
Fábio Santos falou sobre sua atuação no clássico contra o São Paulo

Além dos gols, Fábio ainda foi expulso de campo no fim do jogo, após entrada dura no atacante Osvaldo. O corintiano não contestou muito a decisão do árbitro.

"Acho que o amarelo passava, mas eu exagerei, foi uma fração de segundo que eu acabei chegando atrasado. É um lance, de repente, que não precisava, no meio-de-campo, com o Osvaldo de costas. Foi excesso de vontade ali no momento. Acho que o amarelo estava de bom tamanho, mas também entrei um pouco mais forte do que devia e não dá para reclamar do vermelho", comentou.

Nas últimas partidas, o Corinthians apresentou atuações irregulares. A equipe comandada por Mano Menezes oscilou, mesclando bons e maus momentos. Para Fábio Santos, o desempenho no clássico contra o São Paulo deve servir de modelo para a sequência da temporada.

"Esse tem sido o nosso maior desafio: conseguir manter uma intensidade de jogo, durante os 90 minutos. Quando a gente faz um primeiro muito bom, o segundo às vezes a gente não faz tão bem, ou ao contrário. Quando a gente pega equipes de menor expressão, principalmente dentro de casa, uma equipe que fica mais atrás, a gente tem tido dificuldade. Quinta-feira ficou claro isso contra a Chapecoense. A equipe tomou um gol e se desorganizou, coisa que a gente não fazia", analisou.

"Mas domingo foi diferente. A equipe já entrou com o propósito de jogar, de criar situações de gol, e mesmo tomando os gols se manteve organizada e isso foi importante. Mesmo no intervalo, falamos que, se continuássemos da mesma maneira, a chance de empatar ou virar o jogo era grande. A gente tem que tirar como exemplo essa partida que a gente fez contra o São Paulo, para ver se a gente consegue dar uma sequência", prosseguiu.

"Depois da partida contra a Chapecoense, nós sabíamos que tínhamos que dar uma resposta positiva. E um clássico nos dá a oportunidade disso. A equipe fez um belo jogo e isso nos dá confiança para a gente dar sequência, e ver se a gente consegue essas duas, três vitórias seguidas que a gente está procurando desde o começo do campeonato, que ai sim vamos entrar de vez na briga pelo título e se firmar de vez entre os quatro primeiros", concluiu Fábio Santos.

'Decisivo' nos pênaltis, Fábio Santos foi personagem do clássico no domingo
Comentários

Após dois gols no clássico, Fábio Santos cita carinho pelo São Paulo: 'Não vou cuspir no prato que comi'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.