Em 2005, Aranha chegou a apanhar e ser detido por engano, mas 'perdoou' policiais

Igor Resende, do ESPN.com.br
Gazeta Press
Aranha chegou a ser preso em 2005 por ter sido confundido com sequestradores
Aranha chegou a ser preso em 2005 por ter sido confundido com sequestradores

Aranha foi alvo de racismo na vitória do Santos contra o Grêmio, mas, acredite, a situação desta quinta-feira não foi a mais constrangedora da vida do jogador. Em 2005, quando ainda era conhecido por Mário e buscava seu espaço na Ponte Preta, o goleiro foi confundido com um sequestrador em Campinas, foi detido pela polícia e ainda acabou apanhando. Depois, porém, decidiu perdoar os policiais envolvidos no caso.

A situação toda aconteceu em novembro de 2005, perto do hospital da PUC em Campinas (que fica a 95km de São Paulo). Então com 25 anos, Aranha foi abordado por policiais logo que chegou ao ambulatório. "Eles chegaram e falaram que era para eu ficar quieto porque eu era suspeito. Depois me algemaram, me deitaram no chão e perguntaram onde estava a arma", disse o goleiro à época. "Passei muita vergonha. Uma pessoa até me reconheceu", completou.

Quando estava no chão, Aranha diz ter tomado vários tapas e socos. O goleiro só foi liberado depois da chegada de Antônio Gugliota e Carlos Pontes, então advogado e diretor do departamento amador da Ponte Preta, respectivamente.

"Quando fui acionado, fui até lá e depois fizemos o BO na delegacia. O Aranha ficou muito chateado na época, mas ele é uma pessoa de bom coração. Foi feito o BO, mas ele não quis ir em frente para não prejudicar a carreira de ninguém. Os policias pediram desculpas e ele aceitou. Na época fizemos todo o acompanhamento justamente porque era um atleta da Ponte Preta, mas ele não quis prejudicar ninguém", disse Gugliota em conversa com o ESPN.com.br.

"Mas foi realmente uma situação muito constrangedora. Bem pior que essa de ontem até", completou o advogado.

Não é possível, porém, afirmar que o caso de 2005 também tenha ligação com racismo. A Policia Miliar chegou a abrir investigações à época, mas não soube informar ao ESPN.com.br quais foram as consequências. Em decorrência da desistência de Aranha em dar prosseguimento ao caso, é provável que ele tenha sido arquivado.

Após passar toda a situação de 2005 ao lado do goleiro, Gugliota diz até que acha que Aranha perdoaria os torcedores que o ofenderam. "Como eu disse, ele é uma pessoa boníssima. Acho que se essa torcedora pedisse desculpas pessoalmente, o Aranha aceitaria", disse.

Comentários

Em 2005, Aranha chegou a apanhar e ser detido por engano, mas 'perdoou' policiais

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.