Em possível 'dia D', jogadores protestam em Brasília contra lei de responsabilidade: 'Falta bom senso'

Camila Mattoso, de Brasília (DF), do ESPN.com.br
Divulgação
Deputados Romário e Randolfe Rodrigues e o meia Alex em Brasília
Deputados Romário e Randolfe Rodrigues e o meia Alex em Brasília

Na manhã desta terça-feira, dia em que pode ser votada a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte na Câmara dos Deputados, em Brasília, representantes do Bom Senso FC (grupo que inclui os jogadores do futebol nacional) estão no Congresso para evitar que o projeto seja aprovado da maneira como está.

O meia Alex (Coritiba), o goleiro Dida, o zagueiro Juan (ambos do Internacional), o volante Gilberto Silva (sem clube), entre outros atletas, levaram uma faixa para dentro da Câmara com os dizeres: "Falta bom senso na Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte. Incluam nossas demandas na LRFE".

"O protesto é em Brasília. Por um futebol melhor para todos!!!", diz o Twitter do grupo dos jogadores.

Depois, eles participaram de uma reunião com os deputados Romário e Randolfe Rodrigues.

A lei institui um parcelamento especial das dívidas fiscais, estabelece novas práticas para a gestão dos clubes, cria um fundo de financiamento para iniciação esportiva (IniciE) e autoriza a criação de novas fontes de recursos para o esporte escolar.

Caso a lei seja aprovada, os clubes terão um prazo maior para pagar os seus débitos e também vão precisar melhorar suas práticas de gestão. Com as CNDs (Certidões Negativas de Débito), poderão receber dinheiro de empresas públicas.

No entanto, o Bom Senso não está de acordo com o texto final, pois gostaria que o projeto olhasse também para o atraso de pagamentos dos clubes com os atletas, com fiscalização e punição. Além disso, o movimento entende que a fiscalização e o controle dos impostos (e também dos salários) deveria ser diferente, com penalidades crescentes. Queria também que os dirigentes fossem responsabilizados por dívidas.

Romário explicou ter sido convidado para "liderar um movimento suprapartidário para moralizar a gestão do futebol e do esporte. Fiquei muito honrado pelo convite, as causas do Bom Senso serão, com certeza, apoiadas por mim, pelos senadores Randolfe e Álvaro Dias, e pelos deputados Miro Teixeira, Otávio Leite, Chico Alencar e André Figueiredo aqui no Congresso Nacional. Presentes nesta reunião histórica, membros do Bom Senso, como o jogador Alex (Coritiba) e Dida (Inter), representantes do futebol feminino e do futebol de areia. A semana começou com tudo. Vamos à luta!"

Advogado: 'Agravamento da dívida fiscal dos clubes é culpa única e exclusiva do governo'
Comentários

Em possível 'dia D', jogadores protestam em Brasília contra lei de responsabilidade: 'Falta bom senso'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.