Saldo da final: 8 lesões corporais e 24 detidos por venda e compra de ingressos

Felipe Lyra, Lucas Borges, Pedro Henrique Torre e Tiago Leme, do Rio de Janeiro

Ao final da decisão da Copa do Mundo entre Alemanha e Argentina, neste domingo, no Maracanã, a polícia militar do Rio de Janeiro e o Juizado Especial Criminal, o Jecrim, seguem contabilizando o número de detidos por confusões em torno do estádio.

Foram encaminhadas a delegacias por compra e venda de ingressos 24 pessoas, segundo a polícia.

Dentro do Maracanã, houve inúmeros casos de agressões entre torcedores, especialmente depois do gol do título da Alemanha, quando as discussões que já aconteciam durante o jogo se tornaram mais acaloradas.

O Jecrim teve conhecimento de quatro lesões corporais registradas e de quatro não registradas.

O caso mais grave envolveu um australiano residente nos Estados Unidos que bateu a cabeça no chão durante uma briga e em seguida continuou apanhando. A ocorrência foi encaminhada ao 19° DP do Rio de Janeiro, na Tijuca. Duas pessoas foram detidas.

Invasor

A pessoa que invadiu o gramado no segundo tempo do jogo é, segundo o Jecrim, russo e mora dos Estados Unidos.

Torcidas brigam no Maracanã, e polícia entra em ação; Sangrando, brasileiro acusa argentino
Comentários

Saldo da final: 8 lesões corporais e 24 detidos por venda e compra de ingressos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.