7 a 1 de novo? Brasil não tinha Neymar e Thiago Silva e estava pressionado, diz Schweinsteiger

Felipe Lyra, Lucas Borges, Pedro Henrique Torre e Tiago Leme, do Rio de Janeiro

"Quem acredita que aquele jogo com o Brasil é a regra está muito enganado", alertou o técnico da seleção alemã, Joachim Low, em entrevista coletiva neste sábado, no Maracanã, onde às 17h do domingo ele e seus jogadores voltarão para disputar o título da Copa do Mundo, com a Argentina.

"Aconteceram coisas estranhas no jogo com o Brasil, Neymar estava contundido, Thiago Silva estava suspenso, havia muita pressão sobre a seleção brasileira, se sentia isso", completou o meio campista Bastian Schweinsteiger, também presente na sala de entrevista do Maracanã, neste sábado.

Os alemães estão seguros de que encontrarão um adversário muito mais organizado, diferentemente do que se viu na goleada por 7 a 1, sobre o Brasil, duelo que decidiu a vaga à decisão. "Com a Argentina, será um jogo de igual pra igual", acredita Low. "Eles sabem ter a posse de bola e também sabem agredir no contra-ataque."

Existe um cuidado para que Messi não seja a única preocupação.

"Eles têm Messi e também têm Di Maria, Aguero, Mascherano, que foi o líder dessa matilha contra a Holanda, bloqueou aquela bola do Robben - lance crucial antes da argentinos e holandeses irem para a prorrogação e para os pênaltis nas semifinais. Isso mostra a atitude que eles têm pelo país. Não vai ser fácil, mas com astúcia e inteligência, podemos ganhar", analisou Schweinsteiger.

Precavida, mas confiante, a Alemanha acredita que pode presentear sua talentosa geração com o título mundial depois do vice-campeonato em 2002 e de eliminações nas semifinais em 2006 e 2010.

Boateng em campo

Depois de deixar o treino dessa sexta-feira com dores na virilha, neste sábado, o zagueiro Boateng foi ao gramado do Estádio de São Januário para a última atividade antes da decisão. Apenas os primeiros 15 minutos do treinamento foram abertos à imprensa. O também zagueiro Hummels, que sentiu dores no joelho direito durante toda a Copa, também trabalhou.

A Alemanha deve enfrentar a Argetina com o mesmo time que venceu as últimas duas partidas, contra França e Brasil, com Neuer; Lahm, Boateng, Hummels e Howedes; Schweinsteiger e Khedira; Muller, Kroos e Ozil; Klose  

Artilheiro Muller marca dois na vitória da campeã Alemanha sobre a Argentina; Veja a simulação
Comentários

7 a 1 de novo? Brasil não tinha Neymar e Thiago Silva e estava pressionado, diz Schweinsteiger

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.