Esfriou: pedida de Eduardo ao Fla é considerada alta e contratação fica difícil

Pedro Henrique Torre, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Getty
Eduardo da Silva defenderá a Croácia na Copa do Mundo
Eduardo jogou a Copa pela Croácia

A contratação de Eduardo da Silva pelo Flamengo parecia até caminhar por águas calmas, mas, de repente, a maré virou. O pedido salarial feito pelo jogador foi considerado alto pela diretoria e, nestes termos, o negócio tende a não sair mais. Conversas continuam, mas a contratação já é vista como improvável no clube após a Copa do Mundo.

A pedida que intimidou os rubro-negros é próxima ao valor recebido por Carlos Eduardo em sua passagem pelo clube até o início de junho deste ano, o que correspondia a cerca de 5% da folha salarial do futebol. O investimento é considerado alto demais para um jogador de 31 anos, recém-saído do Shakthar Donetsk, da Ucrânia.

O primeiro contato aconteceu na véspera da estreia da Croácia na Copa do Mundo, contra a Seleção Brasileira, em São Paulo. Na ocasião, Eduardo da Silva conversou com o diretor de futebol do clube, Felipe Ximenes. Ali, o atacante acenou como boa a possibilidade de retorno ao futebol brasileiro e ao Rio de Janeiro, sua cidade natal, mas gostaria de receber uma oferta até o fim do Mundial. Atualmente, ele está sem clube, mas tem ofertas até da Europa. 

As conversas, então, foram retomadas, em busca de um acerto. Eduardo tinha marcado até exames médicos nesta semana, no Rio de Janeiro. Mas o valor pedido para assinar até o fim de 2015 pegou o Flamengo de surpresa. As chances de contratação ainda existem, mas, agora, bem mais reduzidas. Por enquanto, na paralisação do Campeonato Brasileiro, com retorno marcado para a próxima semana, o Flamengo contratou o volante argentino Canteros.

Comentários

Esfriou: pedida de Eduardo ao Fla é considerada alta e contratação fica difícil

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.