Brasil se iguala ao México em bi negativo e segue em jejum ao lado da Espanha

André Linares, Camila Mattoso, Lucas Borges e Paulo Cobos, de Belo Horizonte
Getty
Abraço da vitória: Victor empresta terço 'símbolo da Libertadores' para Júlio César antes de decisão nos pênaltis
Júlio César e Victor, goleiros eliminados da seleção brasileira

A eliminação para a Alemanha, nas semifinais da Copa do Mundo, deu ao Brasil um título negativo em copas do mundo: o de bi fracassado em mundiais disputados dentro de casa.

Até então, apenas o México havia conseguido tamanha façanha. Anfitriões das edições de 1970 e 1986 do torneio, nas duas ocasiões os mexicanos pararam nas quartas de final, assim como a seleção de Felipão em 2014.

No Mundial de 1950, o primeiro organizado em solo brasileiro, o time do então técnico Flávio Costa chegou ao último jogo da competição precisando de um empate para vencer a primeira Copa da história do país.

Venceu o rival Uruguai até os 21 minutos do segundo tempo -, quando Schiaffino deixou tudo igual - e teve o caneco na mão até os 34. Neste instante, Gigghia marcou para se tornar o maior vilão da história do futebol verde-amarelo.

Só a Espanha

Tem mais: o Brasil segue sendo, com a derrota em 2014, a única seleção campeã mundial a nunca ter vencido uma Copa em seus domínios, junto com a Espanha, que perdeu dentro de casa em 1986 e 24 anos depois conquistou seu primeiro troféu, na África do Sul.

Uruguai, em 1930, Inglaterra, em 1966 e Argentina, em 1978, são os únicos com 100% de aproveitamento. A Itália foi campeã em 1934, mas perdeu em 1990, a França ruiu em 1938, mas ganhou em 1998, e a Alemanha, levantou o caneco em 1974, mas não teve sucesso em 2006.

Se o intervalo em uma Copa e outras no país for o mesmo, daqui 64 anos, o Brasil terá mais uma chance.

Comentários

Brasil se iguala ao México em bi negativo e segue em jejum ao lado da Espanha

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.