Prefeitura destrói pista de BMX no Parque Continental em São Paulo

Mauricio Cassulino
Mauricio Cassulino
O Continental Pérsio Dirt Park vai fazer muita falta
O Continental Pérsio Dirt Park vai fazer muita falta

Na manhã desta quarta-feira (2) a prefeitura de São Paulo demoliu a pista de BMX Continental Pérsio Dirt Park localizada na zona oeste de São Paulo.

Foram 18 anos de muito suor, diversão e evolução de um dos esportes que mais cresce no mundo, tudo destruído em menos de 15 minutos.

Divulgação
Blue Herbert em cima do que restou do Continental
Blue Herbert em cima do que restou do Continental

No mês de março desse ano foi anunciada pela Associação de Moradores local, a SARPAC, que as rampas seriam demolidas.

Na ocasião isso tudo deixou a comunidade do BMX e também alguns moradores que eram a favor da pista em alerta.

A Associação dos Moradores se mobilizou para revitalizar a área onde estava inserido o Continental Pérsio Dirt Park. A conclusão da revitalização foi o pedido de demolição junto ao Ministério Público do Estado de São Paulo de todos os equipamentos instalados na área, entre eles estavam um campo de futebol e a pista de Dirt.

Nesse meio tempo foram organizados alguns protestos pacíficos envolvendo um grande número de pilotos e moradores do bairro em busca de dialogar com a Subprefeitura e tentar reverter essa situação.

Mauricio Cassulino
Nem mesmo os protestos pacíficos deram resultados
Nem mesmo os protestos pacíficos deram resultados

Infelizmente toda a batalha e os dialogos dos pilotos e moradores da região contra a destruição da pista não deram resultados.

É muito triste toda essa situação, o BMX em São Paulo está de luto.

Entenda o caso Continental:

Há 18 anos um garoto chamado Pérsio decidiu transformar um terreno na Zona Oeste de São Paulo em uma pista para o BMX. Ao ver a pista, outros garotos decidiram ajudar, assim nasceu o Continental Pérsio Dirt Park que se tornou uma referência no BMX nacional.

As rampas do Continental foram construídas em uma área pública, até ai não existe nenhum problema, afinal praças podem ter quadras de basquete, skate parks e pistas de BMX. Mas em uma tentativa de se organizar foi criado um CDC (Clube da Comunidade). Estas são áreas esportivas em terrenos municipais com administração da comunidade ou entidades. Foi neste ponto que surgiu o problema.

Automaticamente a associação de moradores entra em ação buscando colocar os seus direitos em pratica e acabam gerando um processo no Ministério Público do Estado de São Paulo que resultou na manhã desta quarta-feira (2) na perda de mais um espaço para a prática do BMX na cidade de São Paulo.

Mauricio Cassulino
O Continental Trails faz parte da histórria do BMX no Brasil
O Continental Trails faz parte da histórria do BMX no Brasil

Essa é uma realidade enfrentada diariamente em pistas de terra pelo mundo inteiro, na maioria das vezes os locais são construídos em áreas públicas e sempre se tornam um problema sério no decorrer de suas existências.

Comentários

Prefeitura destrói pista de BMX no Parque Continental em São Paulo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.