STJD tem novo presidente, e família Zveiter sai do poder; Schmitt é reeleito na procuradoria

Tiago Leme, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Pedro Henrique Torre/ESPN.com.br
Julgamento no STJD definiu o rebaixamento da Portuguesa no Brasileiro
Julgamento no STJD definiu o rebaixamento da Portuguesa no Brasileiro

Depois de quase 20 anos com a família Zveiter no poder, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) tem um novo presidente. Caio César de Vieira Richa foi eleito nesta quinta-feira, em votação secreta realizada no Rio de Janeiro, com votos de sete dos nove auditores do Pleno. Ele tomou posse imediatamente, para um mandato de dois anos.

O ex-presidente, Flavio Zveiter, que estava no cargo desde 2012, continuará como auditor no tribunal do futebol brasileiro, onde já trabalha desde 2000. Antes dele, o pai Luiz Zveiter comandou o STJD entre 1996 e 1998 e depois entre 2000 e 2005. Neste intervalo, Sérgio Zveiter, tio de Flávio, assumiu a presidência. Depois, entre 2005 e 2012, Rubens Approbato Machado esteve à frente dos julgamentos.

Nascido no Ceará, Caio César Rocha era o vice-presidente do Pleno e único representante nordestino na comissão principal. O jurista é o representante da CBF no STJD e também é presidente do Tribunal Disciplinar da Conmebol.

Eleitos de forma unânime, o auditor Ronaldo Botelho assumiu como novo vice-presidente e o procurador Paulo Schmitt foi seguirá como procurador geral. Com discursos firmes e nome bastante conhecido dos torcedores por suas denúncias, Schmitt está na procuradoria desde 2004, mas virou formalmente o procurador-geral em 2006.

Gazeta Press
Flávio Zveiter deixou a presidência
Flávio Zveiter deixou a presidência

A atuação do STJD causou polêmica no Campeonato Brasileiro do ano passado. Por causa da escalação irregular do meia Heverton, a Portuguesa foi punida, perdeu três pontos e acabou rebaixada para a Série B, mantendo o Fluminense, que tinha caído no campo, na primeira divisão. Em 2005, a anulação de 11 jogos deivo ao escândalo de manipulação de partidas pela arbitragem também colocou o tribunal em evidência.

Na sessão desta quinta, além do eleito Caio Rocha, o auditor Décio Neuhaus obteve os outros dois votos na disputa pelo Cargo. Na sequência, o novo presidente abriu votação para preenchimento de vagas disponíveis nas Comissões Disciplinares. Eleitos com cinco votos cada, Luiz Felipe Procópio Carvalho completa a equipe da 3ª Comissão Disciplinar; Guilherme dos Santos e Otávio Noronha integram a 4ª Comissão; Rodrigo Mendonça Raposo foi escolhido como Auditor Suplente da Quinta Comissão Disciplinar.

Na procuradoria, Paulo Schmitt anunciou três vagas, que foram preenchidas por João Rafael Soares, Leonardo Andreotti e Odinei Rogério Bianchin.

Com recesso previsto até o próximo dia 13 de julho, a nova presidência do STJD pré-agendou a primeira sessão no dia 17 de julho, a partir das 10h.

Comentários

STJD tem novo presidente, e família Zveiter sai do poder; Schmitt é reeleito na procuradoria

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.