Fifa serve comida estragada na Arena Pernambuco, e 82 precisam de atendimento

Francisco De Laurentiis, do Recife (PE), para o ESPN.com.br
Laurence Griffiths/Getty Images
Arena Pernambuco 20/06/2014
Fifa foi notificada pela Vigilância Sanitária de Pernambuco

A Apevisa (Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária) notificou a Fifa por oferecer comida estragada a funcionários, voluntários e torcedores na partida da última sexta-feira (vitória por 1 a 0 da Costa Rica sobre a Itália), na Arena Pernambuco.

Em coletiva de imprensa neste sábado, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco informou que 82 pessoas precisaram de atendimento médico no estádio da Copa do Mundo: 42 torcedores, 36 voluntários e quatro funcionários da Fifa.

Foram detectados quatro tipos de comidas contaminadas na cozinha central da Arena: feijão, farofa, salada e pudim. Ao todo, 320 quilos de alimentos foram apreendidos pela Vigilância.

Segundo a Secretária de saúde de Pernambuco, Ivette Buril, a comida é preparada por uma empresa terceirizada que fica em Campinas, no interior de São Paulo. Outros estádios do Mundial também teriam sofrido com o problema.

"Uma empresa de São Paulo é a responsável pela comida estragada. Não foi só em Pernambuco que isso aconteceu. Em Brasília, Curitiba, Cuiabá, Belo Horizonte e Fortaleza, que trabalham com os mesmos fornecedores, também houve complicações", afirmou. "Já notificamos a Fifa, que tem uma assessoria só para área de alimentos", completou a secretária.

Jornalistas e convidados VIP recebem comida de um fornecedor diferente na Arena Pernambuco, e, portanto, não tiveram problemas com alimentação.

COL nega
Em comunicado, o COL (Comitê Organizador Local) da Copa do Mundo negou as alegações da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco. 

De acordo com o comitê, apenas um funcionário teria sofrido com problemas gástricos, "sem nenhuma comprovação de relação com as cerca de 5 mil refeições oferecidas ontem [sexta-feira] na Arena Pernambuco".

O COL também afirmou que 320 kg de comida foram retirados de maneira preventiva e não foram oferecidos ao público, funcionários ou voluntários, além de assegurar que não houve outros registro de comida estragada em outras sedes da Copa, com exceção de um caso em Brasília.

Comentários

Fifa serve comida estragada na Arena Pernambuco, e 82 precisam de atendimento

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.