Spurs atropelam Heat e conquistam pela quinta vez o título da NBA

ESPN.com.br

Um dos ditados mais populares diz que ‘a vingança é um prato que se come frio'. Na NBA, ela veio em um ano. Na noite deste domingo, o San Antonio Spurs reverteu a derrota da decisão do ano passado para o Miami Heat e conquistou pela quinta vez a liga de basquete mais famosa do planeta. Vitória por 104 a 87, no AT&T Center, 4 a 1 na série e mais um anel para a coleção dos Spurs.

Fora a vitória da redenção diante de LeBron James e companhia, a decisão deste domingo serviu para ‘reabilitar' o pivô brasileiro Tiago Splitter, o primeiro atleta do país a obter um anel do grande campeonato de basquete do planeta.

Marcado pelo toco sofrido em jogada épica de LeBron, Splitter foi quem rejeitou uma estrela desta vez. Com uma jogada defensiva fantástica, bloqueou Dwayne Wade no terceiro período e deu ao torcedor dos Spurs a certeza: o troféu da NBA não sairia do Texas nesta noite.

O toco da redenção! 1º brasileiro a vencer NBA, Splitter 'se vinga' do bloqueio sofrido nas finais d

Redenção também para Emanuel Ginóbili. Dono de uma atuação pífia na decisiva partida 6 da final do ano passado (sim, aquela marcada pela cesta de três de Ray Allen que decidiu), o argentino decepcionou e fez apenas 8 pontos.

Neste domingo, no dia da estreia vitoriosa do país na Copa do Mundo - triunfo por 2 a 1 sobre a Bósnia e Herzegovina, com direito a golaço de Lionel Messi, ele brilhou: 19 pontos e o quarto anel. Na Argentina, neste domingo, o ala de 36 anos foi o maior destaque.

Entretanto, apesar do brilhantismo de Manú, os Spurs mais uma vez deram o exemplo de como se jogar basquete: defesa postada e jogo coletivo no ataque. Os números não negam: Kawhi Leonard, talvez o grande destaque da série final, fez 22 pontos, o veterano Tim Duncan 14, Tony Parker, 16, e o reserva Patrick Mills, 17.

Getty
Spurs, campeão pela quinta vez na história da NBA
Spurs, campeão pela quinta vez na história da NBA

Este jogo em equipe consagra mais uma vez Gregg Popovich, agora, de fato, um dos maiores técnicos da história da NBA. O treinador transformou a franquia do Texas em uma vencedora de títulos: cinco com a vitória desta noite, todos sob o comando do sisudo comandante (1999, 2003, 2005, 2007, 2014).

Splitter desabafa após título: 'Com a pressão que tínhamos, é incrível'

Início turbulento, reação massacrante e título

A partida deste domingo não começou nada simples para os Spurs. Apesar de terem o apoio da torcida, os anfitriões começaram o jogo muito nervosos, errando vários arremessos de quadra e permitindo vários contragolpes do Heat, que logo abriu 16 pontos de vantagem no marcador: 22 a 6.

Getty
LeBron: terceiro vice-campeonato pela NBA
LeBron: terceiro vice-campeonato na NBA

A reação começou ainda no primeiro quarto. A partir da segunda metade, comandados por Kawhi Leonard, os Spurs diminuíram a diferença em relação aos visitantes para apenas sete pontos: 29 a 22.

O segundo quarto foi decisivo para o restante da partida. Os sete pontos de vantagem do Heat foram logo pulverizados e transformados em vantagem de sete pontos para os donos da casa, que levaram o placar de 47 a 40 para o intervalo.

A pausa não mudou o panorama da partida, e os Spurs continuaram jogando em alto nível. No terceiro quarto, as bolas de três do argentino Manu Ginóbili caíram uma atrás da outra e levantaram os torcedores da AT&T Arena, que viram seu time disparar no marcador e vibraram com a vantagem de 19 pontos como se o título já estivesse garantido.

O Heat, enfim, se encontrou nos minutos finais e impediu os anfitriões de terminarem a partida com uma diferença ainda maior. Nada próximo do necessário para impedir o título dos texanos com um triunfo tranquilo por 104 a 87.

O destaque da partida foi o camisa 6 do Miami Heat, LeBron James, que chamou a responsabilidade e fez um duplo-duplo de 31 pontos e 10 rebotes, insuficientes para impedir a derrota do seu time.

Kawhi Leonard é eleito o MVP das finais da NBA

Kawhi Leonard voltou a brilhar com a camisa do San Antonio Spurs e também fez um duplo-duplo, ao deixar a quadra com 22 pontos e 10 rebotes.

Além disso, o jogador, que brilhou em toda a série final, foi eleito o MVP (jogador mais valioso) das finais. Ele é o quarto jogador mais jovem da história a receber tal prêmio.

Comentários

Spurs atropelam Heat e conquistam pela quinta vez o título da NBA

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.