D'Alessandro diz que ficha 'não caiu' por morte de Fernandão e apoia aposentadoria da 9 colorada

ESPN.com.br
Getty
Fernandão dá instruções a D'Alessandro em treino do Internacional em 2012
Fernandão dá instruções a D'Alessandro em treino do Internacional em 2012

A morte prematura de Fernandão mexeu com o atual grande ídolo da torcida do Internacional. Em entrevista à Rádio Grenal neste sábado, o meia Andrés D'Alessandro afirmou que ainda "não caiu a ficha" pelo adeus do ex-atacante aos 36 anos após acidente de helicóptero.

"É um dia triste, muito triste. Uma tristeza muito grande! Não caiu a ficha. Acordei com essa notícia triste. Imagino como deve estar o torcedor colorado!", disse o argentino.

Ambos jogaram juntos nos seis primeiros meses de 2008, quando D'Alessandro foi contratado. Em junho, Fernandão acabou negociado com o futebol do Catar e, após se aposentar dos gramados em 2011, tornou-se dirigente do time colorado. A partir de julho do ano seguinte, porém, ele virou técnico do clube e comandou o meio-campista.

O camisa 10 é o capitão do Inter há alguns anos, posto que fez de Fernandão lenda dentro do clube. "O momento que eu colocar a braçadeira não vai ser fácil!", admitiu.

D'Alê pretende homenagear o ex-atacante ("Alguma coisa vou fazer, ele merece!") e revelou apoiar a possível aposentadoria do número que identificou Fernandão.

"Tirar a camisa 9 não seria nada mal. Seria uma homenagem muito linda!", falou.

Em 2004, Fernandão marcou o milésimo gol da história do clássico Gre-Nal
Simples, amante dos livros e multicampeão: assim era o ídolo Fernandão
Comentários

D'Alessandro diz que ficha 'não caiu' por morte de Fernandão e apoia aposentadoria da 9 colorada

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.