Neymar se irrita com vaias, mas rebate: 'Estou transformando em aplausos'

Francisco De Laurentiis, de São Paulo (SP), para o ESPN.com.br
Assista ao gol de Brasil 1 x 0 Sérvia

Assim como havia acontecido no último jogo da seleção brasileira no Morumbi, contra a África do Sul, em setembro de 2012, o atacante Neymar ouviu algumas vaias da torcida durante a vitória por 1 a 0 sobre a Sérvia, nesta sexta-feira. Após o jogo, ele se mostrou ressabiado com o assunto, mas se disse "acostumado" e rebateu os torcedores.

"Mais uma vez isso (vaias) aconteceu... Antes da Copa das Confederações também foi assim, já estou acostumado... Mas não fico chateado, não. Estou transformando as vaias em aplausos", disse o craque, na zona mista do estádio são-paulino.

Neymar, inclusive, tem uma explicação para as vaias: elas vêm de torcedores do Palmeiras, São Paulo e Corinthians que vão aos jogos da seleção, mas não conseguem esquecer a passagem do camisa 10 do Brasil pelo Santos.

"O torcedor tem que esquecer São Paulo, Palmeiras, Santos, e entender que é a seleção jogando. Tem que apoiar sempre a seleção", pediu.

Agora, o Brasil se prepara para a estreia no Mundial, na próxima quinta-feira, às 17h (horário de Brasília), contra a Croácia, na Arena Corinthians. Ainda pela primeira fase do torneio da Fifa, os comandados de Felipão encaram México e Camarões.

Trajano: Vitória medíocre, Neymar bisonho e falhas individuais e táticas

Atacante diz que marcação na Copa será pesada
Após brilhar na goleada por 4 a 0 sobre o Panamá, participando de todas as jogadas de gol, Neymar se viu diante de um cenário diferente nesta sexta-feira. Contra a Sérvia, o atacante do Barcelona foi muito bem marcado e não conseguiu produzir tanto.

"Foi mais difícil de criar jogadas, com pouco espaço, mas a gente vai ter que se acostumar com isso. Tem muita coisa para acertar e com certeza a gente vai chegar muito bem para o primeiro jogo", declarou.

Antero Greco aprova jogo ruim do Brasil: 'Teste perfeito'

Um dos cobradores de falta da equipe, ao lado de Oscar, Neymar admitiu que o Brasil está com problemas nos lances de bolas paradas, como foi citado pelo treinador Luiz Felipe Scolari após o duelo vencido por 1 a 0 pelos brasileiros.

"Se o chefe está dizendo, quem sou eu para falar alguma coisa?", respondeu Neymar, ao ser questionado sobre o assunto.

David Luiz comemora concentração; Fred ignora pedidos por Luis Fabiano
Fernandinho aprova teste contra Sérvia, e Bernard vê evolução do Brasil
Hulk e Júlio César aprovam último teste do Brasil antes da Copa
Em dia de caos, torcida dribla chuva, greve e até chefe para ver a seleção
Comentários

Neymar se irrita com vaias, mas rebate: 'Estou transformando em aplausos'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.